Como encontrar alguém no facebook sem saber seu sobrenome

Com um pouco de sorte, você pode encontrar o seu perfil no Facebook (ou pelo menos uma referência ao seu nome e sobrenome) entre os primeiros lugares na página de busca! Se você é de smartphones ou tablets I'm, lamento informar que você não encontrará a opção de fazer o upload manual de uma imagem diretamente para o Google. Leia este artigo para saber como utilizar somente um nome no Facebook (sem sobrenome). Para isso, será necessário utilizar um endereço de IP da Indonésia. Abra o Facebook em um navegador web. Você pode usar qualquer navegador de seu... Como Encontrar Pessoas no Facebook. Leia este artigo para aprender a encontrar amigos no Facebook, seja pesquisando por novas amizades ou navegando pelos usuários que já estão na sua lista de conhecidos. Isso pode ser feito tanto na versão... – Com as ferramentas e os truques certos, você conseguirá achar ou adivinhar corretamente a maioria deles. – Com MailTrack.io, você saberá se o endereço de email é Como encontrar o email de qualquer pessoacorreto ao comprovar se o destinatário abriu ou não seu email. – Para adivinhar de maneira sistemática e rápida o endereço certo, use o Email Generator abaixo. Utilize sites de redes sociais. Sites como MySpace e Facebook oferecem várias maneiras de encontrar pessoas sem saber um sobrenome. Quando encontrar a pessoa, poderá contatá-la através do site e trocar números de telefone ou marcar um encontro. Faça o login na sua conta no MySpace e clique na guia 'Amigos'. Vá em 'Procurar Pessoas'. Com mais de 900 milhões de utilizadores registrados na rede social, provavelmente a pessoa que está procurando através da Internet tem uma conta de Facebook.Apesar de não ser propriamente difícil encontrar alguém, pode chegar a ser se a pessoa que está procurando decidiu configurar a sua privacidade e complicar os resultados da sua investigação. Sites para Encontrar Familiares e Parentes Perdidos ou Desaparecidos. Alguns sites na internet permitem a consulta de parentes desaparecidos e também seu cadastro, são alguns que podem auxiliá-los nessa jornada para reencontrar seja seu pai, mãe, irmão (a) ou qualquer pessoa que esteja procurando.. Organizações não governamentais investe tempo, dinheiro e esforços em encontrar pessoas ... A maneira mais simples e fácil de encontrar data de nascimento pelo nome completo é utilizando alguma rede social como o Facebook ou LinkedIn, por exemplo. Em geral as pessoas compartilham diversos dados pessoais no Facebook, como data de nascimento, cidade em que vivem, local de trabalho e a instituição onde estudaram. Após ter certeza da localização, procure por comunidades do local de nascimento de seu avô no Facebook e faça o apelo, o ideal é procurar por nomes de familiares que ficaram lá, como irmãos de seu avô, outra alternativa são as listas de nomes de endereço e telefone do local, pelo sobrenome vc poderá identificar algum parente. Olá,meu nome é Aída Medeiros Mangueira Bezerra e queria saber se sou descendente de judeus,meus bisavôs paternos tinham Lima e Mangueira no sobrenome,uma das minhas bisavós paternas tinham Oliveira e Costa no sobrenome,uma delas tinha uma padaria quando viva e a outra vivia no campo/era agricultora.

Procurei no Google o nome de todos os meus colegas de classe da terceira e quarta série e OLHA SÓ NO QUE DEU...

2018.11.20 00:27 phyrexio Procurei no Google o nome de todos os meus colegas de classe da terceira e quarta série e OLHA SÓ NO QUE DEU...

Meio desabafo, meio bate-papo, quis escrever esse post porque queria colocar pra fora esse sentimento meio esquisito que estou sentindo agora.

Estava arrumando umas gavetas velhas daqui de casa e encontrei um material escolar bem antigo, da primeira, terceira e quarta série. Deixei de lado pra pesquisar depois o nome dos colegas de turma. A atividade/trabalho da primeira série não tinha os nomes completos, só o primeiro nome, então não ajudou muito, mas como me mantive na mesma escola até o fim da terceira, alguns colegas estariam no no segundo livrinho, o da terceira série.

Comecei a procurar, um por um. Era um colégio particular de média renda (se é que essa expressão existe), então logo apareceram alguns perfis públicos de LinkedIn e Facebook, com cara de bem-sucedidos e que, por mais que eu não lembrasse do rosto, a idade aparente me confirmava que era colega de escola. Sobre os rostos realmente familiares, veio a primeira paixãozinha. O nome é muito simples, e partilhado com uma celebridade global, então já sabia que seria um saco pra encontrar. Procurei, procurei, procurei, fiz o macete de colocar "-nome" no Google pra filtrar os resultados da celebridade, mas nada de conseguir. Joguei no Facebook, nada também. Encontrava algumas pessoas com mesmo nome, mas muito diferente do que eu lembrava. O mais estranho era que eu já tinha encontrado a pessoa ano passado, acho, no Facebook, e tinha reconhecido de cara, então com certeza reconheceria agora de novo. Voltei pro Google e coloquei "nome + cidade", e apareceu um link do Facebook com marcações de check-in, e estava lá no meio "Fulano esteve com Ciclano na Padaria da Vovozinha", até que finalmente achei. Abri o perfil e era a pessoa mesmo. Todas as fotos bloqueadas, mas ainda assim dava pra perceber. Tinha também um amigo em comum que estudou comigo quando era pequeno. Tentei procurar no Instagram mas não deu em nada, por conta do nome simples e compartilhado com a celebridade. Adicionei no Facebook só por adicionar mesmo, sem pretensões nenhumas.

Continuando a busca, as coisas ficaram mais engraçadas (?), mais curiosas: alguns eu voltaria a reencontrar durante a vida na faculdade. Uma das pessoas vejo com certa frequência pegando o mesmo fretado que eu na faculdade, e sempre achei familiar. Como nunca tive curiosidade de saber seu nome nem nada, ficou por isso mesmo, achei que a sensação era por conta de achar a pessoa bonita, sei lá. Muitos (mais do que eu esperava) colegas citados em processos judiciais (não sei ler um processo judicial, mas me aparentou que um era por porte ilegal de arma, outro por pensão, outro por isso, por aquilo, outro citado como advogado, etc), outros com perfis fechados de Facebook, alguns perfis simples de LinkedIn, e outros amigos (próximos) meus. Um (praticamente meu rival dos tempos de escola) virou fez engenharia química e virou DJ, o outro, meu melhor amigo, com quem tive um quase-contato há uns 6 ou 7 anos, continuava na Ordem Demolay, o terceiro não consegui encontrar, também por partilhar nome com uma celebridade.

Outro ponto que acho que vale comentar aqui é sobre um dos que virou nome de escola municipal. Que estranho, por quê será? Será que aconteceu alguma coisa? Voltei às artimanhas do Google e procurei por "nome -emeb", pra retirar o termo "emeb" das buscas. Outro processo judicial, e desta vez seu nome era citado como vítima de um acidente violento de carro, envolvendo sua morte e de uma outra pessoa.

Finalmente, começaria a quarta série. Mudei de escola, e fui para uma escola pública da cidade, onde ficaria apenas meio ano estudando, pois me mudaria de Estado. Como forma de homenagem, a professora Telma me fez um livrinho de despedida, com mensagens de adeus, saudades, que seja feliz! de todos os alunos da classe, e seus respectivos endereços para que eu enviasse cartas(!). Fez, também, uma foto de toda a turma, e escreveu embaixo todos os nomes, seguindo fileira por fileira, como que uma legenda.

Não foi a primeira vez que eu peguei esses caderninhos e olhei com nostalgia meus ex-colegas de turma, mas uma das pessoas também me chamava a atenção, bem no centro da foto, e era a primeira pessoa a deixar seu depoimento. Procurei o nome, e logo achei no Facebook. O sobrenome não era o mesmo (o último era diferente), não parecia ser exatamente a mesma pessoa, tinha mudado o cabelo, mas era tão familiar que doía. Olhei as fotos lado a lado e tirei a dúvida da qual já sabia a resposta. As fotos de perfil eram de casamento, daí a mudança de nome, e tinham embaixo a tag pró-Bolsonaro. Estranhei um pouco, já que pelo endereço, era de um bairro muito pobre da cidade. Fiquei um tempo olhando e olhando as fotos, com uma sensação estranhíssima de nostalgia, de memória.
Quanto aos demais, não foi tão fácil encontrá-los quanto os da terceira série. Poucos eram bem-sucedidos, tanto é que encontrei o perfil de LinkedIn de um dos colegas com cargo médio-alto numa empresa de engenharia, fiquei quase que aliviado. Talvez seja por conta de ter sido uma escola pública, sei lá. Claro que não foi inteiramente por isso que não encontrei todos: como eram as próprias crianças que escreviam o depoimento, muitas colocaram apenas o primeiro nome. Dos que encontrei, mais uma vez alguns vários citados em processos, perfis normais de Facebook e tal.

Gosto muito, muito mesmo, de De Volta Para o Futuro, e penso naquelas cenas em que Marty encontra os pais nos tempos de colégio, em toda essa coisa de interferir no passado; penso, sei lá, no filme Efeito Borboleta quando o Ashton Kutcher vive e revive a história em diferentes situações possíveis com a menina que ele gosta lá.

Com tudo isso, comecei a pensar nessa filosofia barata de segunda-feira à noite sobre a estatística das coisas. Alguns bem-sucedidos, alguns processados, muitos medianos. Um morto. Dois amores de criança.

Caralho, escrevi demais. Pra fechar: estou aqui agora me abrindo pra um monte de estranhos, só pra poder contar um pouco disso tudo pra alguém. De vez em quando paro de escrever e fico encarando a parede ou a escrivaninha, com essa nostalgia esquisita que sempre me vem quando penso nisso tudo.
Se você leu tudo, obrigado.
submitted by phyrexio to brasil [link] [comments]


2017.12.28 17:57 brucewaynedosuburbio Oi, Reddit. Hoje me pagaram R$ 2 mil para stalkear e descobrir tudo sobre uma pessoa. Segue meu relato de como fiz isso :)

EDIT MAIS IMPORTANTE: não me desafiem :)
EDIT IMPORTANTE: galera, comecei a receber várias mensagens de pessoas interessadas e pedindo ajudaa para encontrar amigos e amores do passado. Eu não sou profissional nisso e fiz isso como hobby, não depositem suas fichas em mim não, rs.
E outra: vou viajar agora no Ano Novo e ficar um tempo fora. Então não devo responder mais nada por aqui por um tempo. Quando voltar, vejo mensagem por mensagem e se posso ajudar ou não.
Voltando ao post original
Eu trabalho com marketing digital e sempre fui bom em caçar pessoas. Fazia isso no trabalho direito a ponto de se tornar um hobby. Brotou um cliente novo? Eu usava meus recursos para descobrir tudo o que podia sobre ele: endereço, estado civil, mídias sociais, processos, relacionamentos e por aí vai.
Isso me fez descobrir coisas interessantes. Como uma pessoa que entrevistamos para o trabalho era um bolsominion expulso da Polícia Militar acusado de assassinato (surpreendentemente absolvido, apesar de tudo apontar contra ele e seus colegas e ter até matéria de jornal sobre isso). Que o novo namorado de uma colega de trabalho frequentava um fórum de acompanhantes e tinha um perfil fake para manter contato com as primas. Que uma funcionária daqui abriu uma empresa no nome do marido e estava usando informações privilegiadas nossas para concorrer conosco em pequenas licitações.
Minha fama acabou crescendo um pouquinho até chegar em um amigo de um colega de trabalho. A missão que ele me passou? Encontrar um amor dele do segundo grau. Achei meio obsessivo, mas o cara me disse que só queria saber como ela estava, como eles haviam perdido completamente o contato por terem se formado ainda nos anos 90, sem os benefícios da internet e tal. Ele tentou contratar uma firma de detetives, mas os caras não descobriram nada com as informações que ele passou. E ele ainda morreu uma grana boa com eles.
Ele veio falar comigo e pensei, por que não? Como nunca tinha feito isso na vida, ofereci receber APENAS se descobrisse alguma coisa, apesar de geralmente rolar um adiantamento nesses casos. Segue como fiz.
Disclaimer importante: nada aqui é garantia de que vocês terão algum resultado seguindo essas dicas. Algumas pessoas têm uma pegada digital ínfima por conta da idade ou da natureza de seus afazeres profissionais/acadêmicos.
Informações que recebi: primeiro nome, um dos sobrenomes, bairro onde a pessoa morava e supostamente ainda morava, uma foto dessa pessoa no fim dos anos 2000 em uma reunião de ex-alunos dessa escola. Ele também sabia que a pessoa em questão fazia aniversário em maio. Ele desconfiava que ela havia passado para algum curso de Letras de faculdade pública do Rio de Janeiro ainda no fim dos anos 90.
Primeira fonte: o Facebook: perguntei ao cara se ele conhecia alguém de confiança que morasse no mesmo bairro que ela. Ele tinha. Essa pessoa me cedeu sua senha e login no Facebook temporariamente para ajudar na busca. A combinação de nome + sobrenome que ele tinha não dava resultado algum. Provavelmente ela usava outro sobrenome.
Aqui eu tinha duas alternativas: a mais correta, que era pegar esses dois nomes que ele tinha e consultar o registro de aprovados no curso de letras nos anos que ele indicou (1998/1999) ou visitar a antiga escola dela. Seria o método mais fácil para descobrir o nome completo dela, mas também me tomaria tempo e gasto de ficar indo fisicamente nas universidades e na escola para consultar esses registros. Eu não queria tirar a bunda da cadeira, então foi na força bruta.
Eu chutei algumas dezenas de sobrenomes. Comecei calculando o numero de perfis que acessei numa única manhã e parei de contar quanto já estava na casa dos 200. Acho que estava na casa dos 300 quando encontrei pela foto.
Páginas curtidas, fotos curtidas pela pessoa: vamos chamar a pessoa de Karen. Karen tinha um Facebook bem monótono. Parcialmente fechado, com menos de 200 amigos e pouquíssima atividade. Isso é um empecilho fodido, mas vamos lá: com a user ID dela, você consegue checar as fotos que ela curtiu a partir do link https://www.facebook.com/search/INSERIR_NÚMERO_DA_ID_AQUI/photos-liked . Também acompanhei as curtidas dela.
Assim, descobri que ela era espírita e seguia as páginas de alguns centros espíritas. Nos comentários de fotos dela - as poucas abertas - vi pessoas mencionando encontrá-la no tal centro espírita, mas sem mencionar o nome dele. Chequei as fanpages de todos os centros e revirei as fotos dos eventos até descobrir que não só ela era membro assídua de um deles, mas também era médium de um deles. Consegui até para ele os horários em que ela atendia no centro.
Pelas páginas curtidas, também descobri um bocado sobre ela: que ela tinha um filho, que ela era espírita e de esquerda, que ela fora abandonada pelo marido. que seguia várias páginas de concurseiros, que gostava de ler literatura hot, que aparentemente sofria de depressão.
Nosso amigo Google: sabendo o primeiro nome dela, o sobrenome que esse cliente lembrava e o que ela usava no Facebook, juntei os três para fazer algumas combinações de pesquisa no Google. Sempre usando aspas e tentando fazer diferentes buscas.
"Karen" "Santos" "Amoedo"
"Karen dos Santos" "Amoedo"
"Karen Amoedo" "Dos santos"
Como eu sabia o ano aproximado em que ela nasceu e o suposto mês, jogava a data junto também com um dia aleatório: "13/05/198X".
Não demorou muito para rolar o bingo. Karen dos Santos Souza Amoedo, nascida em 24/05/198X. A informação veio na lista de aprovados de um concurso público de alguns anos atrás.
A partir daí, foi uma chuva de resultados. Descobri as exonerações e contratações dela em diferentes cargos federais e estaduais por conta dos Diários Oficiais, que ela foi assistente administrativa em uma faculdade daqui por alguns anos, passou em outro concurso e migrou para outra instituição.
A partir dos editais de cada concurso e o LoveMondays, identifiquei também o salário estimado que ela ganhava em cada um deles sem grandes dificuldades.
O Google retorna muita coisa boa. Registros em cartório, processos, empresas no seu nome, uma caralhada de coisa. Numa dessas buscas, encontrei o perfil dela no Youtube, que era aberto e tinha várias informações de coisas que ela gostava: hobbies, canais sobre depressão e espiritismo, plano de estudos para concursos públicos e por aí vai.
CPF é seu amigo
Hoje, é muito fácil no Brasil você consultar informações de pessoas por CPF em sites como o CC Fácil. Seu próximo passo então é descobrir o CPF da pessoa em questão.
Aqui é muito 8 ou 80. Muita gente tem o CPF largado pela internet por milhões de razões: alguma citação em ação judicial, diário oficial, burrice, uns bancos cadastrais que se encontram por aí. O meu, por exemplo, não está disponível em lugar algum.
No caso dessa pessoa em questão, jogar o "Karen dos Santos Souza Amoedo" (lembrando que o nome é fictício :) ) rendeu algumas dezenas de resultados e, num deles, havia o CPF da pessoa em questão. Fui lá eu no CC Fácil fazer a consulta.
Tem duas coisas SUPER importantes sobre o CCFácil:
O resultado? O endereço de casado dela, o atual endereço, o celular, o telefone fixo, alguns detalhes sobre a vida financeira dela.
A interpretação das informações: só nessa brincadeira aí já estava terminado o serviço, mas decidi ir mais a fundo e ver o que mais conseguia descobrir. Muita coisa é subjetiva e fruto de algumas migalhas de informação que a gente precisa interpretar, é quase como contar uma história mesmo.
Eu consegui acertar o perfil básico dela quase que por inteiro. A conclusão que cheguei foi que Karen casou-se com 20 e poucos anos, teve um filho e se separou em algum momento. Não consegui descobrir o nome do cônjuge, mas acho que poderia ter ido mais longe se recorresse aos cartórios da região. A depressão veio depois da separação, aparentemente com o filho ainda pequeno (hoje adolescente).
Pela descrição que ele me deu, ela parecia pouquíssimo religiosa nos tempos de escola. Concluí que a religião foi a forma que ela encontrou de enfrentar a depressão. Ela jamais exerceu a profissão pela qual se formou, se limitando a fazer vários concursos públicos para assistente administrativo, sempre mirando bem baixo. O salário mais alto da carreira dela foi R$ 2700~R$3100, já com as gratificações inclusas, pelo que consegui achar.
Ela conseguiu manter o peso após a gravidez, pelas fotos que encontrei. Mas a separação e a possível depressão fizeram ela engordar bastante. Ela também seguia várias páginas de comida orgânica e dietas saudáveis, mas não parecia estar fazendo muito efeito.
O que mais consegui?: liguei para a entidade pública onde ela trabalhava me identificando como funcionário dos Correios. Queria confirmar o endereço dela e a unidade daquela repartição onde ela trabalhava, já que era uma instituição bem grande. Falei que tinha uma encomenda no nome dela como endereço errado e que seria devolvido ao remetente, mas que aquele era o único telefone de contato. Nego se desdobrou e conseguiu me passar exatamente onde ela trabalhava e o ramal dela. Essa instituição tem várias unidades diferentes espalhadas pela cidade.
Queria confirmar o endereço que havia descoberto pelo CPF, mas também quis testar a ingenuidade dela. Dei outro endereço próximo no bairro em que ela mora, dei o nome do remetente como uma loja de apostilas de concursos públicos (com base nos interesses dela que escavei). Ela acreditou na hora e me passou o endereço certo, confirmando o segundo endereço que recebi na consulta da CC Fácil. Talvez o primeiro fosse dos tempos de casada.
Além disso tudo, com uma foto taggeada de uma amiga, descobri a escola onde o filho dela estuda. E que ele é meio geek/otaku (imagina se o cara tá no sub, hehe).
Acertei tudo? Da minha interpretação, só errei o espiritismo como válvula de escape para a depressão após o fim do casamento. Na verdade, o espiritismo foi a resposta que ela encontrou para a morte do pai há alguns anos.
Por que estou postando isso aqui?
Várias razões:
Sim, é meio creepy. Bem creepy, na verdade. Mas eu fiquei satisfeito com o resultado e espero que os dois se deem bem. E que ele não seja um psicopata ou mate ela, senão vou ficar com uma dor na consciência fodida. Mas pelo menos ganhei R$ 2 mil por basicamente um dia de trabalho :)
Vai funcionar comigo?
Aí vai um depende gigantesco, como eu disse lá em cima. Eu tenho uma vida bem ativa nas redes sociais e me recrimino por isso. É bem fácil saber bastante sobre mim e descobrir coisa sobre a minha vida. Mas a minha esposa, por exemplo, tem uma pegada digital mínima. Trabalha na iniciativa privada, em uma empresa pequena, não tem empresas no seu nome, não faz concursos públicos, não tem uma profissão que coloque o nome dela na internet repetidamente, não é chegada às redes sociais.
Se meu alvo em questão fosse a minha esposa, provavelmente eu não conseguiria porra nenhuma. Minha dica? Se vocês têm algo comprometedor e querem esconder, ou até simplesmente querem proteger sua privacidade, comecem a buscar essas informações sobre vocês disponíveis por aí e apaguem elas. Se você quer encontrar alguém, é só ser perseverante. A internet é um mar de informação.
submitted by brucewaynedosuburbio to brasil [link] [comments]


como saber quem visitou seu perfil no facebook 2019 - YouTube Como Saber Quem Visitou Seu Perfil Do Facebook Como ver o perfil de alguém que me bloqueou no Facebook ... Como ver amigos ocultos de alguém no facebook 2016 - YouTube Como entrar no seu facebook sem você saber seu email - YouTube Como descobrir senha do facebook de alguem e como saber senha e login que você esqueceu d algum site Como achar pessoa fácil no Facebook Como achar o email de alguem no facebook atualizado

5 Formas de Encontrar Pessoas no Facebook - wikiHow

  1. como saber quem visitou seu perfil no facebook 2019 - YouTube
  2. Como Saber Quem Visitou Seu Perfil Do Facebook
  3. Como ver o perfil de alguém que me bloqueou no Facebook ...
  4. Como ver amigos ocultos de alguém no facebook 2016 - YouTube
  5. Como entrar no seu facebook sem você saber seu email - YouTube
  6. Como descobrir senha do facebook de alguem e como saber senha e login que você esqueceu d algum site
  7. Como achar pessoa fácil no Facebook
  8. Como achar o email de alguem no facebook atualizado

como saber quem visitou seu perfil no facebook 2019 INSCREVA-SE : https://bit.ly/2I6NjkG Olá nesse vídeo vamos testar um aplicativo para saber quem visitou m... Como achar o email de alguem no facebook atualizado iJulio1000. ... NÃO USE VPN sem SABER disto antes! ... Como Descobri o Email do meu amigo Como Descobrir O e mail Do facebook Do Seu Amigo ... Como encontrar e adicionar amigos no Facebook! - Duration: 10:05. ... Como Saber Quem Visitou Seu Perfil Do Facebook - Duration: 3:03. Sem Limite 1,042,772 views. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Como descobrir senha do facebook de alguem e como saber senha e login que você esqueceu d algum site ... algum site que ficou salvo no seu cel e vc nao lembra ou nao quer fazer outro ou nao quer ... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Como saber se alguém me bloqueou no Facebook - Duration: ... Como ver mensagens do WhatsApp sem a pessoa saber - Tutorial - Duration: 3:44. ... Como saber quem visitou seu Facebook (2020) ... Esse é um tutorial da tela do pc! This feature is not available right now. Please try again later.