30 e único homem

A Carreira de Fabinho em Números

2020.10.23 23:41 futebolstats A Carreira de Fabinho em Números

Quando cita-se um dos melhores volantes brasileiros que atua no futebol europeu, o nome de Fabinho que atualmente joga pelo Liverpool da Inglaterra e também joga pela Seleção Brasileira, deve ser levado em conta.
Fábio Henrique Tavares nasceu em 23/10/1993 em Campinas, interior do estado de São Paulo. Antes de atuar pelo Liverpool, Fábio teve passagens pelas categorias de base do Paulínia e do Fluminense e com apenas 19 anos de idade, saiu do Brasil para jogar na Europa. Porém, o que mais se sabe sobre Fabinho? Por quais clubes atuou? Quais feitos atingiu até aqui?

Juvenil

Filho de João Roberto Tavares e de Rosangela Tavares, Fabinho é o filho mais novo deste casal que além dele, teve mais 2 filhos. Desde a infância, Fábio almejava se tornar um jogador de futebol e a partir dos 7 anos de idade, deu seus primeiros passos rumo ao seu objetivo; ingressou nas categorias de base do Paulínia Futebol Clube.
Erick Martins – técnico das categorias de base do Paulínia nesta época – foi só elogios a Fabinho e disse que o garoto reunia grandes qualidades, tais como: determinação, dedicação, comprometimento, disciplina e versatilidade. Posteriormente, aos 12 anos de idade, Fabinho passou a jogar futsal antes de considerar a ideia de se tornar jogador de futebol profissional e em 2011, próximo de completar 18 anos de idade, foi fazer testes para ingressar nas categorias de base do Fluminense Football Club do Rio de Janeiro.

A Carreira de Fabinho em Números

Fluminense

Categorias de Base

Antes de ser convocado para os treinos com o time principal do Fluminense, Fabinho jogou pela equipe sub-20 do clube carioca em 2011 e em parte do ano seguinte. Logo no início do ano seguinte, Fabinho passou a treinar com o elenco principal do Tricolor Carioca – Fluminense – e em maio do mesmo ano (2012), foi relacionado pela primeira vez para uma partida oficial.
Fabinho sendo apresentado como novo reforço do Fluminense

2012

No dia 20 de maio de 2012, Abel Braga, técnico do Fluminense nesta época, relacionou Fabinho para o jogo contra o Corinthians – válido pela 1ª rodada do Brasileirão (Campeonato Brasileiro) -, ao qual o time carioca venceu por 1-0 no Pacaembu, em São Paulo. Vale ressaltar que Fabinho foi um substituto não utilizado por Abel nessa partida. Posteriormente, ele deixou o clube sem nunca ter entrado em campo pelo time principal do Fluminense.
PdGmACACVMj no ano de 2012
00000000

Real Madrid

2012-13

Em 8 de junho de 2012, Fabinho foi contratado pelo Rio Ave de Portugal, um contrato de 6 temporadas. Na época em que estava treinando pela equipe portuguesa, Fabinho conheceu o agente Jorge Mendes, o mesmo empresário que gerencia as carreiras de Cristiano Ronaldo, David De Gea, José Mourinho, Diego Costa, James Rodríguez e João Félix. Apesar de ser um jogador que acabará de ser contratado por um time profissional, o agente português o aconselhou a jogar pelo Real Madrid Castilla da Espanha – time B do Real Madrid – para que Fabinho pudesse alavancar sua carreira e sendo assim em 19/07/2012, foi anunciado o empréstimo do brasileiro para o Real Madrid Castilla.
Em 17/08/2012, na estreia do Real Madrid Castilla nessa edição da La Liga2 (2ª divisão do Campeonato Espanhol), Alberto Toril – técnico do Castilla nessa época – promoveu a estreia de Fabinho como titular, contudo esta foi uma estreia para se esquecer, pois o time B do Real Madrid foi derrotado por 2-1 pelo Villarreal.
Em 28 de abril de 2013, em jogo da 36ª rodada da La Liga2, Fabinho marcou seu primeiro gol como profissional no empate em 3-3 com o Numancia.
Em 08/05/2013, em partida válida pela 36ª rodada da La Liga (1ª divisão do Campeonato Espanhol), José Mourinho – técnico do time principal do Real Madrid nesta época – promoveu a estreia do então lateral-direito como profissional, quando o colocou em campo no lugar de Fabio Coentrão aos 31 minutos da segunda etapa e 15 minutos depois, deu o passe para Ángel Di María fechar o placar; goleada do Real Madrid por 6-2 sobre o Málaga.
Pela 40ª rodada da 2ª Divisão do Campeonato Espanhol, em 26/05/2013, Fabinho marcou seu 2º e último tento com a camisa do Real Madrid Castilla no empate em 1-1 com o Elche.
Em suma, na sua única temporada com a camisa do Real Madrid, Fabinho disputou apenas uma partida pelo time principal do clube, por outro lado, disputou 30 partidas pelo Real Madrid Castilla, onde fez 2 gols e proveu uma assistência. Quanto ao Real Madrid Castilla, terminou em 8º lugar na 2ª Divisão do Campeonato Espanhol.
PdGmACACVMj na temporada 2012-13
31221002512
Gols marcados na La Liga2

Monaco

2013-14

Fabinho sendo apresentado como novo reforço do MonacoEm 19 de julho de 2013, Fabinho transferiu-se para o Monaco num empréstimo com de duração de 1 ano.
Em 10/08/2013, na estreia do Monaco nesta edição da Ligue 1 (Campeonato Francês), Claudio Ranieri promoveu a estreia do lateral-direito brasileiro entre os titulares e no primeiro jogo de Fabinho pelo novo clube, vitória por 2-0 sobre o Bordeaux. Na rodada seguinte do Campeonato Francês, em 18/08/2013, o novo camisa 2 do Monaco – Fabinho – proveu assistência para 1 dos 3 gols de Emmanuel Rivière na goleada por 4-1 sobre o Montpellier no Stade Louis II (estádio do Monaco).
O primeiro e único gol de Fabinho pelo Monaco nesta temporada foi o quinto da goleada por 6-0 sobre o Lens nas quartas de final da Copa da França, em 26 de março de 2014. Na fase seguinte deste torneio, em 16/04/2014, o camisa 2 da equipe monegasca – Monaco – deu o passe para o gol de Dimitar Berbatov no empate em 1-1 com o Guingamp no tempo regulamentar, contudo a equipe adversária venceu o Monaco por 3-1 na prorrogação e com isso, o Monaco estava fora da final da Copa da França 2013-14.
Em suma, na sua 1ª temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 31 jogos, fez 1 gol e proveu 4 assistências. Quanto ao Monaco, foi vice-campeão do Campeonato Francês, chegou à semifinal da Copa da França e caiu na 3ª fase da Copa da Liga Francesa.
PdGmACACVMj na temporada 2013-14
3114402420
Gol marcado na Copa da França

2014-15

Após o término da temporada 2013-14, Claudio Ranieri não teve seu contrato renovado e com a saída do técnico italiano, o clube monegasco resolveu apostar suas fichas em um técnico português, trata-se de Leonardo Jardim.
Após o término do vínculo com o Monaco no final da temporada 2013-14, Fabinho voltou em 2 de julho de 2014 ao time em outro empréstimo de uma temporada.
Em 09/12/2014, em partida válida pela última (6ª) rodada da fase de grupos da UEFA Champions League (Liga dos Campeões), o lateral-direito brasileiro marcou seu primeiro tento nesta temporada na vitória por 2-0 sobre o Zenit da Rússia no Stade Louis II. Com um total de 11 pontos somados em 6 rodadas, o Monaco terminou na liderança do grupo C e sendo assim, classificou-se para as oitavas-de-finais deste torneio.
Pela 30ª rodada do Campeonato Francês em 22 de março de 2015, o camisa 2 do time monegasco marcou seu 2º e último tento nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Stade Reims fora de casa.
Nesta mesma temporada, Leonardo Jardim adiantou Fabinho em algumas partidas. Apesar de ter atuado em boa parte da temporada como lateral-direito, o brasileiro também atuou como volante.
Em suma, na sua 2ª temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 53 partidas, fez 2 gols e proveu uma assistência. Quanto ao Monaco, terminou em 3º lugar no Campeonato Francês, chegou à semifinal da Copa da Liga Francesa, foi eliminado nas quartas-de-finais da UEFA Champions League e da Copa da França.
PdGmACACVMj na temporada 2014-15
5321704629
2 gols dos quais 1 foi pela UEFA Champions League e o outro pela Ligue 1

2015-16

No dia 19 de maio de 2015, após duas temporadas emprestado ao Monaco, o clube monegasco e o Rio Ave chegaram a um acordo que selou a transferência definitiva de Fabinho ao clube que disputa a Ligue 1. Também é importante mencionar que o brasileiro assinou um contrato com o Monaco pelas próximas 4 temporadas.
Por ter terminado em 3º lugar na Ligue 1 2014-15, o Monaco teria de disputar a fase pré-eliminatória da Liga dos Campeões e na estreia do time nesta fase, em 28/07/2015, Fabinho foi um dos destaques da vitória por 3-1 sobre o Young Boys da Suíça fora de casa ao dar o passe para o gol de Layvin Kurzawa. No segundo confronto entre as duas equipes, o time monegasco venceu a equipe suíça por 4-0 no Stade Louis II. Posteriormente, o Monaco enfrentou o Valencia da Espanha na última fase pré-eliminatória da Champions League e diferentemente da fase anterior, levou a pior e como consequência, teve de se contentar com uma vaga na fase de grupos da UEFA Europa League 2015-16.
Em 13/09/2015, em jogo da 5ª rodada da Ligue 1, Fabinho marcou de pênalti seu primeiro tento nessa temporada e com isso, o Monaco venceu o Ajaccio fora de casa por 1-0.
Pela 7ª rodada do Campeonato Francês, em 24/09/2015, o camisa 2 do time monegasco marcou de pênalti mais uma vez e com o tento marcado por ele no último minuto de partida, o Monaco venceu o Montpellier por 3-2.
Após o gol marcado contra o Montpellier na 7ª rodada da Ligue 1, Fabinho só voltou a balançar as redes em 13/12/2015, em jogo da 18ª rodada do campeonato nacional, ao qual o time monegasco venceu o Saint-Étienne por 1-0 no Stade Louis II.
Em 3 de janeiro de 2016, em confronto válido pela 1ª fase da Copa da França, o camisa 2 da equipe monegasca marcou de pênalti seu primeiro doblete da carreira – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – na goleada por 10-2 sobre o JS Beaulieu.
Em 20/03/2016, em jogo da 31ª rodada da Ligue 1, Fabinho ganhou a chance de bater um pênalti quando sofreu falta dentro da grande área, o autor da falta foi o compatriota David Luiz, e converteu a penalidade e fechou o placar do jogo; vitória do Monaco por 2-0 sobre o Paris Saint-Germain em pleno Parc des Princes. Vale ressaltar que esta foi a primeira derrota do PSG no seu estádio desde maio de 2014.
Pela última rodada (38ª) desta edição do Campeonato Francês, em 14/05/2016, o camisa 2 do time monegasco encerrou esta temporada marcando o gol que fechou o placar da partida; vitória do Monaco por 2-0 sobre o Montpellier no Stade Louis II.
Em suma, na sua 3ª temporada com a camisa dos “Rouge et Blanc”, Fabinho disputou 47 partidas, fez 8 gols e proveu 5 assistências. Quanto ao Monaco, terminou em 3º lugar no Campeonato Francês, também terminou em 3º lugar na fase de grupos da UEFA Europa League – como consequência ficou de fora da fase mata-mata deste torneio – e caiu nas oitavas-de-finais da Copa da França e da Copa da Liga Francesa.
PdGmACACVMj na temporada 2015-16
47851404321
8 gols dos quais 6 foram pela Ligue 1 e 2 pela Copa da França

2016-17

Assim como ocorreu na temporada anterior, o Monaco terminou em 3º lugar no Campeonato Francês e com isso, teria de disputar vaga para a fase de grupos da Liga dos Campeões através da fase pré-eliminatória e depois de estrear com derrota por 2-1 ante o Fenerbahçe da Turquia em 27 de julho de 2016, venceu por 3-1 na semana seguinte e garantiu-se na última fase pré-eliminatória da Champions League.
Em 17/08/2016, no primeiro confronto da última fase pré-eliminatória contra o Villarreal da Espanha, atuando como volante, Fabinho marcou seu primeiro tento nessa temporada de pênalti na vitória por 2-1 sobre a equipe espanhola fora de casa. No segundo confronto contra o time espanhol, em 23/08/2016, mais uma vez de pênalti, o camisa 2 do Monaco marcou o único gol da vitória sobre o Villarreal no Stade Louis II. Com um placar agregado de 3-1, o time monegasco se classificou para a fase de grupos da UEFA Champions League 2016-17.
Na estreia do Monaco nesta edição do Campeonato Francês, em 12/08/2016, o volante brasileiro marcou seu 3º gol, de pênalti novamente, no empate em 2-2 com o Guingamp fora de casa.
Em 28/08/2016, em jogo da 3ª rodada da Ligue 1, Fabinho marcou o segundo gol do triunfo por 3-1 sobre o Paris Saint-Germain no Stade Louis II. Na rodada seguinte do campeonato, o camisa 2 do time monegasco marcou seu 5º tento nessa temporada na goleada por 4-1 sobre o Lille fora de casa.
Pelo primeiro confronto das oitavas de final da Champions League contra o Manchester City da Inglaterra, em 21 de fevereiro de 2017, Fabinho proveu assistências para 1 dos 2 gols marcados por Radamel Falcao e para o gol marcado por Kylian Mbappé na derrota por 5-3 para a equipe inglesa no Etihad Stadium. No segundo confronto entre as duas equipes no Stade Louis II em 15/03/2017, com um cruzamento rasteiro de Benjamin Mendy, o camisa 2 do time monegasco marcou o segundo gol da vitória por 3-1 sobre o time inglês e com o critério do gol fora de casa, os “Rouge et Blanc” seguiram adiante na competição.
Na última rodada desta edição do Campeonato Francês, em 20/05/2017, o volante brasileiro encerrou esta temporada marcando o primeiro gol do triunfo por 3-2 sobre o Rennes fora de casa.
Em suma, em mais uma temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 56 partidas, fez 12 gols e proveu 6 assistências. Quanto ao Monaco, foi campeão do Campeonato Francês, foi vice-campeão da Copa da Liga Francesa e chegou às semifinais da UEFA Champions League e da Copa da França.
PdGmACACVMj na temporada 2016-17
561261504606
12 gols dos quais 9 foram pela Ligue 1, 2 pela fase pré-eliminatória da UEFA Champions League e 1 pela UEFA Champions League

2017-18

Em 27 de agosto de 2017, em jogo da 4ª rodada da Ligue 1, Fabinho converteu um pênalti aos 34 minutos do segundo tempo e fechou o placar do jogo; goleada do Monaco por 6-1 sobre o Olympique de Marselha no Stade Louis II. Além do tento marcado, também sofreu um pênalti que foi marcado por Radamel Falcao.
Pela 12ª rodada do Campeonato Francês em 04/11/2017, o camisa 2 do time monegasco marcou 1 gol de pênalti na goleada por 6-0 sobre o Guingamp.
Em 15/12/2017, em jogo da 18ª rodada da Ligue 1, assistido por Radamel Falcao, o volante brasileiro marcou seu 3º tento nessa temporada na vitória por 4-0 sobre o Saint-Étienne fora de casa. Além do gol marcado, deu o passe para o gol de Keita Baldé.
Em 6 de janeiro de 2018, em confronto válido pela 1ª fase da Copa da França, Fabinho marcou o 4º gol da goleada por 5-2 sobre o AS Yzeure.
Pela 23ª rodada do Campeonato Francês em 28/01/2018, o camisa 2 da equipe monegasca marcou o gol que fechou o placar desta partida; empate em 2-2 com o Olympique de Marselha no Orange Vélodrome (estádio da equipe de Marselha).
Em 12/05/2018, em jogo da penúltima rodada (37ª) desta edição da Ligue 1, o volante brasileiro marcou seu 8º e último tento nessa temporada e sendo assim, o Monaco venceu o Saint-Étienne por 1-0 no Stade Louis II.
Em suma, na sua última temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 46 partidas, fez 8 gols e proveu 5 assistências. Quanto ao Monaco, foi vice-campeão do Campeonato Francês e da Copa da Liga Francesa, caiu na 2ª fase da Copa da França e terminou em último lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões.
PdGmACACVMj na temporada 2017-18
46851304097
8 gols dos quais 7 foram pela Ligue 1 e 1 pela Copa da França
Títulos que conquistou pelo Monaco - Ligue 12016-17
- O vídeo abaixo mostra todos os gols que Fabinho marcou com a camisa do Monaco - Este vídeo foi publicado no YouTube em 21 de julho de 2018por MrBoyWunder

Liverpool

2018-19

Fabinho sendo apresentado como novo reforço do LiverpoolEm 28 de maio de 2018, o Liverpool da Inglaterra anunciou que Fabinho assinaria um contrato de longo prazo com o clube, um contrato por uma taxa inicial de 39 milhões de libras (cerca de 285,5 milhões de reais) a partir de 01/07/2018.
Na estreia dos Reds – Liverpool – na fase de grupos da Champions League, em 18/09/2018, Jürgen Klopp promoveu a estreia de Fabinho quando o colocou no lugar de Sadio Mané a 1 minuto do fim do jogo, ao qual o Liverpool venceu o Paris Saint-Germain por 3-2 no Anfield Road (estádio do Liverpool).
Em 26/09/2018, em confronto válido pela 3ª rodada da Copa da Liga Inglesa, o volante brasileiro fez sua estreia como titular pelo novo clube no revés por 2-1 ante o Chelsea no Anfield Road.
Fabinho fez a sua estreia pela Premier LeagueCampeonato Inglês – no triunfo por 1-0 sobre o Huddersfield Town em 20/10/2018. Ele entrou em campo aos 24 minutos da segunda etapa no lugar de Adam Lallana. Na rodada seguinte da Premier League, em 27/10/2018, o novo camisa 3 dos Reds – Fabinho – fez sua estreia como titular e foi uma estreia em tanto; goleada do Liverpool por 4-1 sobre o Cardiff em Anfield. Fabinho compôs o meio-campo ao lado de Georginio Wijnaldum e teve uma atuação que lhe rendeu muitos elogios da “Sky Sports”.
Em 16/12/2018, em jogo da 17ª rodada da Premier League, o novo camisa 3 dos Reds foi eleito “The man of the Match” – homem da partida – após a grande atuação na vitória por 3-1 sobre o Manchester United. Inclusive, deu o passe para o gol de Sadio Mané no jogo.
Pela 19ª rodada do Campeonato Inglês, em 26/12/2018, Fabinho marcou seu primeiro e único tento nessa temporada na goleada por 4-0 sobre o Newcastle em Anfield.
Em 7 de janeiro de 2019, em confronto válido pela 3ª rodada da Copa da Inglaterra, Klopp escalou o camisa 3 como zagueiro contra o Wolverhampton e apesar do revés por 2-1, o treinador foi só elogios ao jogador brasileiro. Cinco dias depois, em jogo da 22ª rodada da Premier League, o treinador alemão escalou Fabinho como zagueiro novamente e com outra grande atuação dele, os Reds venceram o Brighton por 1-0 no AMEX Stadium. Com suas atuações, Klopp estava feliz, inclusive afirmou que “ganhou uma nova opção para a defesa”.
Em 01/06/2019, o Liverpool enfrentou o Tottenham na final da UEFA Champions League 2018-19 e Fabinho atuou como titular nesse jogo, ao qual os Reds venceram e sagraram-se campeões do torneio pela 6ª vez na sua história. A trajetória do Liverpool rumo ao título foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que os Reds integrariam o grupo C ao lado de Paris Saint-Germain da França, Napoli da Itália e Estrela Vermelha da Sérvia. Com um total de 9 pontos somados – 3 vitórias e 3 derrotas -, terminou em 2º lugar no grupo e se classificou para a fase de mata-mata do torneio.
Nas oitavas de final, o Liverpool enfrentou o Bayern de Munique da Alemanha e após um empate em 0-0 no primeiro confronto em Anfield, os Reds venceram a equipe alemã em Munique por 3-1 e seguiram adiante no torneio.
Nas quartas de final, o Liverpool enfrentou o Porto de Portugal e com a vantagem de 6-1 no placar agregado – vitórias por 2-0 e 4-1 respectivamente -, classificou-se para a fase seguinte.
Na semifinal, os Reds enfrentaram o Barcelona da Espanha e após um revés de 3-0 no Camp Nou, o Liverpool se superou, mesmo com desfalques importantes, e venceu o time espanhol por 4-0 e se garantiu na final da UEFA Champions League 2018-19.
Na final, outra equipe inglesa no caminho do Liverpool – o Tottenham – e contando com Fabinho, que jogou os 90 minutos, venceu por 2-0 e com isso, sagrou-se campeão do torneio.
Fabinho e o troféu da UEFA Champions League 2018-19Em suma, na sua 1ª temporada na Inglaterra, Fabinho disputou 41 jogos, fez 1 gol e proveu duas assistências. Quanto ao Liverpool, além de ter sido campeão da Liga dos Campeões, foi vice-campeão do Campeonato Inglês e caiu logo nas primeiras fases de mata-mata da Copa da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra.
PdGmACACVMj na temporada 2018-19
41121002916
Gol marcado na Premier League

2019-20

Em 14 de agosto de 2019, Fabinho jogou os 90 minutos da decisão da Supercopa da UEFA contra o Chelsea, ao qual as duas equipes empataram em 1-1 e posteriormente, o volante brasileiro também jogou a prorrogação e houve um novo empate, desta vez em 2-2 e com isso, houve disputa por pênaltis. Nas penalidades, Fabinho foi o segundo jogador a cobrar pelo Liverpool e também a converter seu pênalti e com isso, os Reds levaram a melhor e venceram por 5-4 na disputa por pênaltis e sagraram-se campeões da Supercopa da UEFA 2019.
Em 27/10/2019, em jogo da 10ª rodada da Premier League, o camisa 3 dos Reds recebeu diversos elogios dos fãs por seu desempenho na vitória por 2-1 sobre o Tottenham em Anfield.
O primeiro gol de Fabinho na temporada foi marcado contra o Manchester City em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Inglês, em 10/11/2019, ao qual os Reds venceram por 3-1 em Anfield.
Em 27/11/2019, em partida válida pela 5ª rodada da fase de grupos da Champions League, Fabinho sofreu uma lesão depois de disputar uma bola no ar com um jogador do Napoli da Itália e em decorrência disso, deixou o campo ainda aos 19 minutos da primeira etapa para dar lugar a Georginio Wijnaldum. Quanto ao resultado do jogo, as duas equipes empataram em 1-1. Dois dias depois, o clube anunciou que a lesão manteria Fabinho fora de ação até o início do ano de 2020 e como consequência, ficou de fora da disputa do Mundial Interclubes da FIFA.
Pela 29ª rodada do Campeonato Inglês, em 7 de março de 2020, Fabinho jogou os 90 minutos da vitória por 2-1 sobre o Bournemouth em Anfield. Após este jogo, a Premier League e a maioria dos campeonatos ao redor do mundo foram paralisados devido à pandemia de COVID-19 – Novo Coronavírus – e após um hiato de 3 meses, o campeonato retornou na segunda quinzena de junho.
Em 24/06/2020, em jogo da 31ª rodada da Premier League, o camisa 3 dos Reds marcou seu 2º e último tento nessa temporada na goleada por 4-0 sobre o Crystal Palace. Além do gol marcado, deu o passe para o gol de Mohamed Salah. Nessa mesma rodada, o Manchester City tropeçou contra o Chelsea e mesmo faltando 7 rodadas para o fim do campeonato, o Liverpool não podia mais ser alcançado e sendo assim, após um jejum de 30 anos, sagrou-se campeão nacional.
Em suma, na sua 2ª temporada na Inglaterra, Fabinho disputou 39 partidas, fez 2 gols e proveu 4 assistências. Quanto ao Liverpool, terminou o Campeonato Inglês, foi campeão do Campeonato Inglês, Supercopa da UEFA e do Mundial Interclubes da FIFA, foi vice-campeão da Supercopa da Inglaterra, chegou às quartas de final da Copa da Liga Inglesa e caiu nas oitavas-de-finais da UEFA Champions League e da Copa da Inglaterra.
PdGmACACVMj na temporada 2019-20
3924802925
Gols marcados na Premier League

2020-21

Na estreia do Liverpool nesta edição da Premier League em 12 de setembro de 2020, Fabinho não marcou gol e também não proveu assistências na vitória por 4-3 sobre o Leeds United em Anfield, mas acabou sofrendo o pênalti que foi convertido por Salah aos 43 minutos da segunda etapa.
Até aqui, Fabinho proveu uma assistência em 8 partidas disputadas.
PdGmACACVMj na temporada 2020-21
80110616
a temporada 2020-21 está em andamento
Títulos que conquistou pelo Liverpool - Premier League: 2019-20 - UEFA Champions League: 2018-19 - Supercopa da UEFA: 2019
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores momentos de Fabinho com a camisa do Liverpool - Este vídeo foi publicado no YouTube há cerca de 1 ano atrás por Liverpool Edits

Números de Fabinho na Seleção Brasileira

Brasil

Seleções de Base

Antes de atuar pela seleção principal do Brasil, Fabinho teve passagens pelas seleções sub-20 e sub-23 do Brasil. Em suma, Fábio jogou 5 partidas pela seleção sub-20 e 6 partidas pela sub-23.

Seleção Principal


Copa América 2015


Copa América Centenário 2016


Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2022


TOTAL

PdGmACACVMj
12011603

Considerações Finais


O post A Carreira de Fabinho em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3dRN62E
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.10.10 14:16 TapperTotoro Os meses em que vivi na rua, toda a fome que passei e a bicicleta que mudou tudo para melhor.

Eu venci a depressão e é isso que tenho feito desde que me curei! - Parte 3/365
Uma espécie de diário aberto: Os meses
Olá ...
Hoje não devo escrever muito, e decidi partilhar uma prosa que escrevi nos meses que sobrevieram o meu divórcio (editado: escrevi mais do que achava que escreveria).
Para colocar em perspetiva: depois de sair da casa que era minha (comprada e que ficou para a minha ex-esposa e para os meus filhos) consegui alugar uma casa por alguns meses, mas não conseguia trabalhar por causa da profunda depressão, além de não receber respostas positivas por parte das empresas para onde mandava o meu curriculum e em poucos meses todas as minhas poupanças acabaram e acabei por ter de ir morar para a rua. Morar na rua implica passar fome - já passei noutros momentos da minha vida, pois durante grande parte da minha infância, o país em que nasci e vivi até antes de me ter mudado permanentemente para Portugal, viveu em guerra civil - felizmente Portugal é um país relativamente seguro, mas nada fácil principalmente para pessoas negras (acreditem, por mais inteligente e boas referências uma pessoa negra tenha aqui em Portugal, é muito difícil arranjar algum emprego que os próprios portugueses consideram "condigno", e todos os lugares em que trabalhei cá eram fora da minha formação - Estatística, Gestão, Informática e Administração, fora os conhecimentos de informática que tenho mas que infelizmente ainda não tenho um diploma para provar que tenho, mas em breve isso mudará. (lembra-se, estou a estudar e no final do próximo ano recebo um diploma de Desenvolvedor de Software).
Felizmente por causa do meu trabalho com as artes, conheço muita gente que apesar de não me poderem ajudar com a questão da casa, arranjavam-me algo para comer durante os meses em que vivi na rua e saí da cidade em que fui viver depois do divórcio, muita gente passou-me contactos que elas tinham e eu arranjei um emprego num bar (aos finais de semana e feriados de noite-madrugada) e com esse dinheiro eu conseguia comer e poupar para comprar uma bicicleta.
Porque uma bicicleta?
Simples: eu caminhava mais de 10 quilómetros todos os dias que voltava do trabalho no Bar, às 02:00 da madrugada. Nessa mesma altura em que comecei a trabalhar no bar, ia para um lugar em que tinha uma escola antiga que era usada como estúdio de ensaio para bandas e outras atividades culturais e recreativas, e lá ficava a preparar as minhas refeições e compor músicas (além de tratar da minha higiene). Felizmente, eu não preciso de dormir bastante ou consigo passar até uma semana sem dormir (literalmente) e também aproveitava o facto de que existia uma praia fluvial por perto para ir tirar uma soneca lá nos dias em que estava muito exausto. Infelizmente o dinheiro que ganhava no bar, mesmo com as gorjetas não servia para alugar sequer um quarto (mesmo tendo eu comida de graça no bar para jantar de noite e pequeno almoço de madrugada, e poupando algum dinheiro); então a bicicleta ajudar-me-ia e ajudou bastante a tanto poupar mais algum dinheiro que gastava com o autocarro para ir trabalhar, quanto poder me deslocar para mais entrevistas e futuros trabalhos.
Passado um mês depois de começar a trabalhar no bar, recebi uma resposta de uma das fábricas em que tinha mandado o meu curriculum e que ficava há mais ou menos 10 quilómetros do edifício em que tinha a sala de ensaio; depois de ir para a entrevista de dia, na tarde do dia seguinte eles ligaram-me a dizer que eu tinha ficado com o trabalho e que começaria já no dia seguinte (nota, faltavam alguns euros para poder comprar a bicicleta nesse dia e eu tinha de arranjar uma maneira de conciliar os dois trabalhos, pois um terminava às 02 da madrugada e o outro começava às 05:30 da madrugada, mas de forma rotativa - uma semana às 05:30, e outra às 13:30, e nas sextas feiras a hora em que saia de um era muito depois da hora em que eu tinha de entrar para o outro trabalho - bar e fábrica).
Essa incógnita dos dois trabalhos que não deram para conciliar. O que fiz?
Bem, uma coisa de cada vez. Primeiro, fui trabalhar para o bar numa quinta feira que era feriado e tinha de entrar para a fábrica na sexta feira, às 05:30, e como ainda não tinha a bicicleta, saí do bar e caminhei até à fábrica, estava super empolgado e feliz por ter um trabalho a tempo integral, e como sairia às 13:30, não havia nenhum problema em não ir para a praia fluvial tirar uma soneca. Nesse dia, lembro-me que não foi difícil aprender a trabalhar com as máquinas da fábrica (tenho essa facilidade aprendizado absurda); mas passei todo o turno de trabalho a pensar em como lidar com essa incógnita e cheguei à conclusão que somente ia trabalhar no bar (e não poderia trabalhar lá porque não tinha como mudar os meus horários de trabalho em ambos os lugares) até a conseguir comprar a bicicleta e calhar a sexta feira em que o meu horário de trabalho na fábrica terminava depois do início do meu horário de trabalho no bar (num terminava às 21:30 e noutro começava às 17:00).
Segundo, trabalhei nos dois lugares durante uma semana, falei com os meus empregadores e como não deu para mudar os horários, despedi-me do bar e fiquei a trabalhar somente na fábrica, e no meio disso tudo, comprei a bicicleta e todos os dias, de segunda à sexta, numa semana acordava às 03:45 da madrugada para pedalar por uma hora até ao trabalho e depois mais uma para voltar até ao estúdio às 13:30 e noutra entrava às 13:30 e às 21:30 pedalava eu até ao estúdio de ensaios para espairecer e criar alguma coisa artística e fazer a minha higiene pessoal, além da comida para o dia seguinte ...
A fome e a rua!
A fome: em menos de 4 meses eu saí dos meus 98 quilogramas de peso, para os 66 quilogramas. Isso para mim resume tudo, mas ainda assim consegui ter energias para caminhar e lembro-me de ficar pasmo que em menos de uma semana eu tinha caminhado mais de 100 quilómetros (gravei uma foto com isso e uso-a para lembrar-me sempre do quão forte sou capaz de ser nos momentos de maior adversidade. A fome nunca é só fome, é também propulsora de ansiedade, fragilidade psicológica além da física, desmotivadora . . . mas venci a fome com toda as forças que reuni quando decidi voltar a viver e lembro-me muito bem que sempre que eu ia trabalhar para o bar, e sorria, não era um sorriso para esconder as dores no estômago ou todo o caos da minha vida nos últimos meses, mas sim um sorriso cheio de esperança e motivação, pois como já disse, pelo que parece, sou muito bom a começar do zero e a além de sobreviver, viver. A rua ofereceu-me muito mais do que eu podia imaginar, não no quesito segurança contra todos os elementos da sociedade e natureza, mas na paz que mesmo lá, no fundo do poço do conceito da sociedade materialista, encontrei e que me ajudou a ter mais forças para superar tudo ...
Enfim, sempre que me referir ao mês de junho de 2019, será para falar do mês em que recomecei realmente a minha vida depois do divórcio e de superar a depressão, a fome e o viver na rua, pois nesse mês eu consegui um trabalho a tempo inteiro, comprei uma bicicleta, conheci a minha atual namorara (uma mulher incrível que muito amo) e voltei a viver entre as quatro paredes em que me encontro hoje. Cá fica um dos textos literários que escrevi num dos meses em que morei na rua e perdia de forma assustadora a minha massa corporal:

GRÃOS, LEGUMINOSAS, TUBÉRCULOS E FUNGOS
É assim que se destrói o homem, em atenção, não! Não apenas o ser portador do mastro sexual, mas o animal de espécie humana. O fumo varre o meu olhar entre a realidade num lado, e a minha mente do outro, o vidro duplo no meio, física transparente da janela; da direita para a esquerda, embriagado pelo vento, enquanto se dissipa o tempo. Mas não! É assim que desaparece a minha vida. Enquanto como arroz, ao acordar, mas somente depois de passadas seis horas. Até lá, permaneço de estômago vazio a tentar escapar da morte. E ervilhas, e alface no dia da alface, e cenoura no dia da cenoura, e cogumelos, não os mágicos, no dia da não cenoura, depois de se terem acabado as regalias de poder escolher comer tudo exceto carne.
Conto cada moeda e frequências que me restam. A dissolução do acordo fraternal, previsível e instável, levou tudo, depois de seis anos a negar o evitável; anos que se prenderam à todas as decisões tomadas, desde o momento em que os meus pais, acidentalmente, deram vida ao humano que me tornei, até milhares de dias atrás, minutos que antecederam a rutura. Mas não! Não é assim que se destrói, põe-se fim ao marco de toda uma tentativa de encontrar a felicidade e a paz, nos braços de quem só me teve por posse, como se de um escravo se tratasse a minha existência, tal como foram enjaulados os meus antepassados mais próximos, acorrentados e separados do que lhes era posse por direito de nascença, alguns dias antes do meu nascimento.
Ao olhar para o fumo que se dissipou por completo, vejo as arvores que ao de longe são menores do que o meu medo, mas ao de perto, são tão altas quanto ou mais do que a minha alma que clamou por ajuda, à minha mãe, se é que ainda a posso chamar mãe; à minha irmã, não tão adorada desde sempre; ao meu irmão, em quem me espelho inversamente; aos agiotas, que nunca soube onde encontrar; aos ladrões que guardaram o meu dinheiro todo, durante a vida que perdi; aos traficantes, de tudo e menos alguma coisa; aos assassinos, de sonhos e modos; aos meus amigos, envenenados pela mulher que me desposou outrora; aos que ajudei um dia, a troco de nada; e ainda assim, nem mesmo por não merecer um pingo de empatia, ainda assim, ninguém me estendeu a mão, exceto?
Exceto a única pessoa que em meio tempo passou a ver quem sou, e descobri que sempre foi tudo; o que se esconde por baixo da máscara, quem se esconde por baixo do olhar e dos sorrisos, muitas vezes falso, muitas vezes desnecessário, mesmo não podendo dar mais do que o último centavo que lhe resta, permaneceu aqui, ao lado, a segurar-me pela mão e pelo olhar, numa tentativa de reanimar o homem, mas não o que carrega entre as pernas a corda reprodutiva, e sim o humano que nunca deixou, e se nega a deixar de ser uma criança, a mesma que chora sempre que se lembra de todas as vezes em que quase morreu, e que também morreu um dia, mas voltou por ter encontrado a resposta para a continuidade da vida, a criança que tem, com o passar de cada ano, menos dias para chorar, enquanto se prepara para ser o motivo do choro de, talvez, menos pessoas do que consegue contar, com quatro dos seus cinco dedos da mão esquerda.
É assim que se destrói um homem. Enquanto como arroz, antes de me deitar e desejar acordar noutra manhã, até lá, permaneço de estômago vazio a tentar escapar da morte. E ervilhas, e alface no dia da erva, a não psicoativa, e cenoura no dia da cenoura, e cogumelos, não os mágicos, no dia da não cenoura. Porque quem jurou amar-me abandonou-me quando tudo ficou extremamente difícil e necessário. E todos os que me amam, ainda, os mesmos que deduzo que não sabem o que é amar, estão longe agora que estou mais perto da transcendência. E apesar de me ter afastado propositadamente, para desperdiçar comigo mesmo alguns poucos anos da minha vida, ainda assim, me sinto indigno de pena, dissociado de tudo o que é meu, não por direito de nascença, mas por direito de divindade, de criação, de clonagem da minha acidez desoxirribonucleica, e dos meus glóbulos falciformes, alimentados pelos açucares naturais do pouco que me resta para comer, e pela gordura, e músculos do meu sempre magro corpo.
E assim se mutila e assassina o homem, fazendo-o comer-se a si mesmo, do tutano dos ossos para fora, até que inclusive os sonhos se tornem o único alimento imaginável que lhe resta para adormecido energizar a vida.
Reinicia.
Com amor;
Aladino.
submitted by TapperTotoro to desabafos [link] [comments]


2020.10.02 17:23 Deccy_Iclopledius Eleições Jeca-Municipais de São Paulo Terceiro Turno

Luciano Hulk: Luciano decidiu que precisava começar de algum lugar sua ascensão até a PRESIDÊNCIA, o homem verde narigudo decide então se candidatar à prefeito de São Paulo, com seu slogan "HULK INALA" e desbancar a concorrência. (Sugestão de u/Jeca-Tatu)
Papai Mijei (Pau do Arthur): Papai me Mijei é uma espécie de Mamãe Gozei do mundo invertido, sendo este anti-teoria da conspiração, esquerdista e um exímio praticante de golden shower e penetração de garrafas em orifícios anais. Sim o nome de nascença dele é Pau do Arthur.
Serginho Gosma: Apresentador anão do terrível programa de auditório "Baixas Horas" da rede Mofo de Televisão, o programa passa todo sábado das 3:30 e meias da manhã até as 4:30 da manhã no Canal Mofo.
Homem-Robô-Garrafa: Um robô humanoide com consciência ao nível de um ser humano, feito à partir de uma garrafa usada e é ativista do movimento Garrafa Também tem Direitos (GTD), que luta contra o ato de enfiar garrafas no cu (Ele é o único integrante de tal movimento, tendo em vista que ele é a única garrafa com consciência humana).
Capitão Terra Tetraédrica: Defensor da teoria da Terra Tetraédrica, afinal porque diabos os egípcios construiriam pirâmides? Porque alienígenas os cederam a informação sobre o verdadeiro formato do planeta Terra, um Tetraedro com núcleo em forma de icosaedro (dado D20 do D&D) com atmosfera em forma de hexaedro (cubo).
View Poll
submitted by Deccy_Iclopledius to circojeca [link] [comments]


2020.09.28 10:24 UninformedImmigrant U wot m8? Estórias de um gajo que se mudou para o UK [Capítulo 2: Que se lixe isto, vou comprar um carro]

Olá amigos. Hoje vamos falar de carros, um assunto que me é muito querido.

Take-Aways Principais

Driving is love, driving is life

Quando tinha 14 anos os meus pais deram-me uma motinha de 50cc velhinha. Tinha dezenas de milhares de quilómetros, estava a precisar de algum trabalho, gastava muita (MUITA) gasolina, mas era minha. A partir desse dia tornei-me independente: tinha a possibilidade de ir onde quisesse, quando quisesse. Toda a cidade passou a estar acessível no espaço de minutos e não horas, e as aldeias envolventes em "meias horas" e não horas. Deixei de ter que pedir para que me levassem aos sítios, passei a ir quando queria ou precisava. Com algum dinheiro da mesada podia ir saindo com os amigos e começando a ter uma vida mais "adulta". Pouco tempo depois, ainda por volta dos 14, aprendi a conduzir carros também (em estradas privadas, claro).
O valor desta transição é absolutamente imensurável no desenvolvimento de um miúdo. Passa a haver responsabilidade. Quando tinha acidentes, o que acontece de certeza, a culpa era minha e havia consequências. O corpo doía, a mota aparecia riscada e a precisar de reparações, e o que não conseguisse fazer eu tinha que encontrar forma de pagar. Os vizinhos queixavam-se do barulho. Quando chovia chovia-me em cima, e quando fazia frio de manhã a mota não queria pegar. Mas! Quando queria ir ao Continente comprar doces podia ir, quando queria ir visitar o meu pai não tinha que pedir boleia a ninguém, e por aí fora.
A experiência de começar a conduzir muito cedo, particularmente no ambiente "controlado" de uma cidade pequena, serve também para desenvolver algum instinto (à falta de melhor expressão) para a condução, nomeadamente para as duas partes fundamentais que as constituem:
Eu não sei como tem sido ultimamente, mas o processo de obter a licença dos 14 anos há quase 20 anos atrás era ridiculamente simples. Eu sinto que isso não é necessariamente mau, pois reduz a barreira de entrada à condução numa altura em que ainda é possível ganhar aquele "jeito" para a condução sem se tornar uma coisa estrangeira e forçada. Tudo somado, foi facilmente uma das experiências que mais serviram para me fazer crescer naquela altura, e algo que pretendo certamente incutir em infelizes filhos que alguma vez venha a ter.
Quando fiz 18 anos deram-me um carro (muito) velhinho para as minhas voltinhas em Coimbra, para onde iria estudar. Mais uma vez, é um privilégio: era muito velhinho, o seguro era baratinho e o imposto também, mas mesmo assim nem toda a gente conseguia ter o seu próprio carro. Por ter carro nunca precisei de usar os autocarros muito regularmente, o que me permitiu poupar noutras coisas: podia fazer as minhas próprias mudanças quando mudava de casa, podia participar em actividades extra-aulas com mais facilidade, etc etc. Fui quase sempre designated driver, mas sempre foi uma responsabilidade que aceitei com muito gosto: é bom de ter a oportunidade de levar os meus amigos a casa em segurança no fim de uma noite de castanhada. Se eu próprio quisesse participar na castanhada, a Maria normalmente voluntariava-se para trazer o carro para casa.
Ter um carro velho, sem modernices como sensores (ahah), GPS, rádio (exacto), direcção assistida ou ABS, permitiu-me fazer certas coisas. Com a liberdade de experimentar, pude tentar fazer várias reparações eu próprio; notavelmente, o disco de embraiagem que neste momento está nesse carro, que ainda anda, fui eu que o coloquei lá. Pude também fazer uso de alguns baldios que há em Coimbra e arredores para aprender a controlar o carro em situações mais extremas; uma espécie de curso de condução em condições adversas do homem pobre. O que é que acontece se tiver que fazer uma travagem de emergência em piso escorregadio? Como compensar a falta de ABS caso as rodas tranquem? E se a traseira deslizar?
Conduzir, para mim, não é um privilégio nem uma mania nem um capricho. É uma das pedras basilares da forma como lido com o dia-a-dia, uma forma inalienável de independência. O transporte pessoal é uma extensão do meu corpo e conduzir é um escape muito, muito importante.

Viver no campo sem carro

Durante os primeiros 6 meses que passei no UK tive que viver sem transporte próprio; apenas conduzi carros alugados por curtos períodos para ver casas ou fazer mudanças. Usei esses meses para me ambientar, deixar passar o primeiro inverno, estabelecer-me no trabalho e tratar de todas aquelas burocracias que discutimos no capítulo anterior. Aguentei todo esse tempo graças ao facto de a empresa para quem trabalho oferecer um serviço de shuttles para funcionários, que liga o campus às cidades e vilas mais próximas, numa das quais eu vivo. Isto permitiu-me não me preocupar com transportes para o trabalho durante meses, o que foi uma benesse incrível.
Estes primeiros meses foram de adaptação, de exploração e de cometer erros parvos. De aprender a perceber os Ingleses, como se comportam nas coisas mais básicas, e de me tentar misturar com eles com sucesso. Eu optei por viver no campo (i.e. significativamente fora das cidades grandes aqui à volta) por várias razões:
Tirando as viagens casa-trabalho-casa, a minha mobilidade estava muito reduzida. Ir a qualquer lado envolvia caminhar uma distância suficientemente grande para me chatear, no mínimo até à estação dos comboios e depois outro tanto onde quer que fosse. Ir às compras era um pau no cu porque tinha que as arrastar pelo monte acima até casa, pelo menos até descobrir que os supermercados entregam em casa por um preço muito muito razoável.
E depois há a rede de transportes. Eu adoro andar de comboio, mas infelizmente aqui é impossível. Nós somos dois, e ir à cidade mais próxima custa-me, pelo menos, umas 20 libras em bilhetes de comboio. Para comparação, demoro uns 25min a chegar lá de carro (mais ou menos o mesmo) e gasto talvez 2 ou 3 libras de combustível. Já para não falar no congestionamento a certas horas, em que não só os bilhetes são estupidamente mais caros, como temos que fazer a viagem toda em pé. Viagens grandes então nem se fala! Eu quero ir à Escócia ver se encontro a Nessie, e a viagem de comboio para 2 pessoas, ida e volta, ia-me custar facilmente 1000£!! Os comboios em si são espectaculares; fazem os nossos velhinhos Intercidades parecer ainda mais velhos e merdosos do que são mesmo.
Aos autocarros aplicam-se comentários semelhantes, com algumas agravantes. Não só são caros como tendem a não andar a horas, são populados com as pessoas mais nojentas que se consiga imaginar, e devem ser limpos à saída da fábrica e nunca mais.
Se calhar sou eu que sou maniento, se calhar acham que sou um snob mal habituado que anda de cu tremido desde cachopo, se calhar acham que devia era viver uns anos sem carro para ver o que é bom. Eu cá acho que paguei as minhas favas e agora mereço andar de carro até me doerem os joellhos. Eu antes quero poder ter carro e viver deslocado da cidade, do que viver no centro e andar no meio do magote enfiado em autocarros bolorentos e metros a cheirar a mijo. São escolhas. Não vejo grande apelo na "vida cultural" da cidade, da qual até posso desfrutar pegando no carrito e indo lá ver o que é o quê.

Comprar um carro

Um dia destes, com a conta do banco recheada de dinheiro de devolução de impostos, decidi que estava na hora de comprar um carro. Andei a ver carros novos e usados, e decidi que o hot hatch era para mim. Algo na vizinhança das 20000 libras, 10 pagas à entrada e outras 10 pagas em prestações durante uns 3 anos. Parecia-me razoável, estava bem dentro dos limites do que podia pagar e não me impedia de ir chegando aos meus objectivos de poupança.
Marquei um test drive e apanhei um comboio até ao stand. Chegado lá, aproveitei para fazer todas as perguntas e mais alguma ao vendedor, entre as quais como funcionaria o financiamento. Aí ele entregou as más notícias: com menos de 3 anos de residência, é virtualmente impossível conseguir financiamento para um carro, muito menos naqueles valores. Chateei-me, chamei um taxi e fui-me embora sem muito mais conversa. Fiquei fodido. Ainda verifiquei junto do meu banco com esperança da que eles, sabendo quanto ganho, etc, fizessem um jeitinho. Os valores a que me podia candidatar era muito mais baixos do que alguma vez funcionariam, por isso desisti do financiamento. Pela primeira vez na minha vida, ia comprar um carro a pronto.
Passei umas semanas a estudar melhor o mercado de usados. Andei a ver no autotrader [1], aparentemente o site mais popular de anúncios de carros. A primeira coisa em que reparei foi o quão mais baratos os carros são aqui que em Portugal. Eu sempre achei os carros usados caríssimos em Portugal, mas isto trouxe à luz o quão roubado o tuga médio é quando compra um carro. Para terem uma ideia, um familiar meu tinha comprado um carro por 5000€ (valor ajustado ao mercado) pouco antes de me mudar para cá. O mesmo carro, mesmo ano, mesmo trim level, com menos quilómetros, aqui custava 750£. Telefonei-lhe a gozar com ele, foi incrível.
Então decidi que o meu orçamento seria os tais 10k que pretendia originalmente dar como entrada. Deixei de parte a ideia do hot hatch para poder comprar algo mais recente, pois queria um carro com 2 ou 3 anos no máximo. Este limite não era tanto por cagança, mas porque queria apostar mais na fiabilidade do que noutros aspectos. Um carro mais novo, com menos quilómetros, tem uma probabilidade menor de me dar problemas no início, o que me compra tempo para conhecer o panorama de oficinas aqui à volta, o que esperar do seguro, etc. Pequeno, novo, simples, fiável; fui à caça
Há um conjunto de coisas a ter em atenção quando se procurar um carro usado:
Curiosamente, acabei por comprar o meu carro no mesmo stand onde fui antes, ao mesmo vendedor que me tinha entregue a triste notícia sobre o financiamento. Ele ficou impressionado por me ver de volta, mas a vida tem dessas coisas. Apenas fiz um test drive, e comprei imediatamente o carro. Pode parecer precipitado, mas:
bom negócio. Um bocadinho acima do valor de mercado segudo o autotrader, mas nada de muito preocupante.
Ficou marcado ir levantar o carro dali a 2 dias, e entretanto teria de tratar do seguro. Eu já tinha feito algumas simulações de seguros, portanto sabia o que esperar, mas mesmo assim achei caro: quase 1000£ ano para o seguro de um carro pequeno. Entretanto tenho explorado melhor o assunto, e parece que o mercado de seguros no UK sofre de graves problemas:
Para tornar o sistema verdadeiramente insultuoso, há seguradoras que oferecem potenciais descontos se instalarmos no carro um tracker da sua eleição [4]. Ou seja: cobram o que quiserem e ainda querem saber onde ando e a que velocidade ando, e se eu conduzir "bem" segundo lá os critérios deles, fazem-me um desconto; se não gostarem da minha condução sobem-me o preço. Naturalmente, mandei-os passear e paguei mais por um seguro sem tracker. Honestamente, acho a mera proposta de me deixar espiar por um potencial desconto no seguro nojenta: é o reflexo de um sistema profundamente partido. Ninguém diz a um português o que é conduzir "bem", caralho.
O seguro do carro trata-se todo online, o que para mim é muito estranho, e até se pode verificar online se o carro tem seguro [5]. Os comparadores de preços [6] são nosso amigos, mas cuidado com eles por vezes; já li casos de pessoas que tiveram apólices canceladas por tentarem muitas comparações com detalhes ligeiramente diferentes (infelizmente não encontrei uma ref para esta, mas penso que foi no /LegalAdviceUK). Correndo o risco de me repetir, o sistema de seguros auto aqui está profundamente desregulado e a precisar de alguém com tomates para o resolver. Certamente não será o BoJo.
No dia em que levantei o carro:
Dias depois recebi o novo V5C em meu nome. O V5C é uma espécie de livrete, ou "documento único" se formos modernos, mas ao contrário do livrete nunca deve andar no carro pois é muito fácil transferir o V5C para outro nome sem intervenção do dono anterior. Mais curiosamente ainda, o V5C não prova propriedade do carro, apenas quem é o "registered keeper" dele. Por outras palavras, a minha única forma de demonstrar que sou dono do carro é a factura que me deram quando o comprei. Neat.
Sentei-me no carrito, carreguei no botão para arrancar o motor pensando "que modernice", e ele lá acordou. Curiosamente, só nesta altura é que me ocorreu: se calhar não era uma má ideia ir ler sobre as regras da estrada aqui. Sorte a minha, o governo tem a totalidade do Highway Code [8] disponível no site, e tenho-o lido aos bocadinhos. Mais sobre isso no próximo capítulo.
Curiosamente, não é preciso termos connosco nenhuma documentação quando conduzimos [9]. Os Ingleses têm uma abordagem diferente da nossa no que toca à documentação; é tudo guardado em bases de dados do governo, e eles só precisam de verificar a matrícula contra a base de dados para saber se está tudo bem. O condutor apenas precisa de ter a carta de condução, e alguma identificação por conveniência. Eu pessoalmente costumo ter o cartão de cidadão e a carta de condução. Idealmente teria o passaporte, mas evito andar com o passaporte no bolso, e o cartão de cidadão deve ser mais do que suficiente como identificação até no mundo pós-brexit. Na realidade penso que a carta de condução por si chegaria, mas mais vale estar seguro né?
Virei proprietário do meu próprio veículo! Mais um, porque nunca vendi o bolinhas que está em Portugal.

Conclusão

Tenho que confessar que estou impressionado pela positiva com a experiência que foi comprar um carro no UK. O processo foi muito mais simples do que esperava, e praticamente tudo se tratou no stand na hora da compra. Até o seguro podia ter ficado logo resolvido, mas eu preferi fazer em casa com mais algum controlo sobre isso. Nota-se que é um sistema muito mais polido que em Portugal, pelo menos na minha experiência.
A minha relação próxima com a condução começa a entrar, infelizmente, em rota de colisão com o status quo: vivemos num mundo que cada vez menos suporta o transporte individual. Há gente a mais no mundo, e há carros a mais no mundo, há fumo a mais no mundo. Na realidade, há "a mais no mundo" de quase tudo o que é mau, pessoas incluídas. Sinto que esta minha necessidade de conduzir vai brevemente bater de frente contra a necessidade global de cortar no transporte individual a favor de transportes colectivos. Até lá, vou aproveitar as espectaculares estradas de campo aqui à volta, particularmente a horas em que não estejam completamente congestionadas. Fiquem de olho, o próximo capítulo vai falar sobre a experiência que é conduzir no UK, e como é que difere do que eu esperava.
Desta feita apontei para um post mais curto que o anterior, que essencialmente parte este assunto em dois: este primeiro cobre o processo de como (e porquê) comprei o carro, e o seguinte vai cobrir a experiência de conduzir em si. Notei que o engagement no capítulo 1 foi menor que nos posts anteriores, e suspeito que ler uma epopeia tão longa não ajuda; digam-me nos comments se tenho razão.
Abraços, e obrigado por virem à minha TED talk.

Referências

Capítulos Anteriores

submitted by UninformedImmigrant to portugal [link] [comments]


2020.09.26 01:53 altovaliriano Descriptografando a Carta Rosa

Texto original: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/the-pink-lette
Autor: Cantuse
Partes traduzidas: 1) A Estrada Para Vila Acidentada, 2) Uma Aliança de Gigantes e Reis, 3) Despindo o Homem Encapuzado, 4) Confronto nas Criptas, 5) Tendências Suicidas
---------------------------------------------------
OBS: Esta é a última parte que traduziremos por agora.
---------------------------------------------------

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO VII

Não há como negar que resolver o mistério da Carta Rosa é uma imbróglio complicado. Já existem dezenas de teorias.
Resolver esse mistério tem sido um dos grandes objetivos do Manifesto desde o início, e acho que fiz um bom trabalho de construção progressiva até este ponto.
NOTA: O ideal era que você tivesse lido todos os ensaios até este ponto, mas se você insiste em ler assim, eu sugiro que pelo menos você leia Confronto nas Criptas e Tendências Suicidas primeiro.
Vamos direto ao assunto. Neste ensaio, estou apresentando os seguintes argumentos.
À luz das muitas teorias anteriores estabelecidas aqui no Manifesto, podemos desenvolver um entendimento muito convincente da chamada Carta Rosa e do que ela realmente diz.
[...]

A CARTA ROSA

Esta seção é apenas uma recapitulação da carta, seu texto e as várias outras características que possui.
Coloco esta seção aqui como uma referência fácil durante a leitura deste ensaio.

O texto

Seu falso rei está morto, bastardo. Ele e toda sua tropa foram esmagados em sete dias de batalha. Estou com a espada mágica dele. Conte isso para a puta vermelha.
Os amigos de seu falso rei estão mortos. Suas cabeças estão sobre as muralhas de Winterfell. Venha vê-las, bastardo. Seu falso rei morreu, e o mesmo acontecerá com você. Você disse ao mundo que queimou o Rei-para-lá-da-Muralha. Em vez disso, você o enviou para Winterfell, para roubar minha noiva.
Terei minha noiva de volta. Se quer Mance Rayder de volta, venha buscá-lo. Eu o tenho em uma jaula, para que todo o Norte possa ver, a prova de suas mentiras. A jaula é fria, mas fiz um manto quente para ele, com as peles das seis putas que o seguiram até Winterfell.
Quero minha noiva de volta. Quero a rainha do falso rei. Quero a filha deles e a bruxa vermelha. Quero sua princesa selvagem. Quero seu pequeno príncipe, o bebê selvagem. Quero meu Fedor. Mande-os para mim, bastardo, e não incomodarei você e seus corvos negros. Fique com eles, e eu arrancarei seu coração bastardo e o comerei.
Estava assinado:
Ramsay Bolton
Legítimo Senhor de Winterfel
(ADWD, Jon XIII)

A descrição da carta

Bastardo, era a única palavra escrita do lado de fora do pergaminho. Nada de Lorde Snow ou Jon Snow ou Senhor Comandante. Simplesmente Bastardo. E a carta estava selada com um pelote duro de cera rosa.
Estava certo em vir imediatamente – Jon falou. Está certo em ter medo.
(ADWD, Jon XIII)

DIFICILMENTE O BASTARDO

Acho que já fiz um argumento convincente de que Mance Rayder está disfarçado de Ramsay Bolton (veja o Confronto nas Criptas).
Mas tenho certeza de que os leitores apreciariam pelo menos uma rápida avaliação das muitas outras razões pelas quais não acredito que a carta possa ser de Ramsay.
Especificamente, esta seção está identificando maneiras pelas quais a carta é incoerente com o que sabemos sobre Ramsay. Não acredito que nada disso por si só desqualifique Ramsay como autor, mas coletivamente elas geram grandes dúvidas.
Se minuciosas listas de evidências o aborrecem, pule para a próxima seção.

Falta o botão

Todas as cartas anteriores de Ramsay foram seladas com "botões" bem formados de cera:
Empurrou o pergaminho, como se não pudesse esperar para se ver livre dele. Estava firmemente enrolado e selado com um botão de cera dura rosa.
(ADWD, A noiva rebelde)
Clydas estendeu o pergaminho adiante. Estava firmemente enrolado e selado, com um botão de cera rosa dura.
(ADWD, Jon VI)
A Carta Rosa é lacrada com "pelote duro de cera rosa", uma discrepância notável.

Cabeças na Muralha

Enfiar cabeças em lanças parece um tanto incoerente com o estilo pessoal de Ramsay e com os maneirismos de Bolton observados a esse respeito: esfolar ou enforcar.

Sem pele ou sangue

Um dos artifícios mais conhecidos de Ramsay é o envio de mensagens escritas com sangue e com pedaços de pele anexados.
Não há menção de sangue usado como tinta, nem está implícito, como ocorre em outras cartas que parecem ser dele. Definitivamente, não há menção a um pedaço de pele, o que é estranho, considerando que Ramsay afirma ter Mance Rayder e todas as seis esposas de lança ... certamente uma delas poderia fornecer um pouco de pele.

Como Ramsay saberia?

Por que Ramsay pede Theon a Jon ?
Se Theon foi entregue a Stannis, e Stannis tinha toda a intenção de matá-lo, por que Ramsay acreditaria que Theon está agora com Jon?
Nem mesmo Mance Rayder saberia disso.
Além disso, “Arya” foi entregue a Stannis também, via Mors Papa-Corvos.
Por que ele acreditaria que Arya está com Jon?
Se todo a hoste de Stannis foi realmente destruída, você deve se perguntar onde Ramsay ficou sabendo destes detalhes, principalmente com relação a Theon.
É uma suposição sensata pensar que Stannis pode enviar "Arya" de volta a Castelo Negro (na verdade, foi o que Stannis faz), mas mesmo uma formação primária em inteligência [militar] torna óbvio que Theon seria de grande valor estratégico em uma batalha contra Winterfell, mas em nenhum outro lugar.
Uma pessoa pode então arguir que isso só pode significar que o corpo de Theon não foi descoberto entre os mortos. No entanto, dadas as condições meteorológicas, essa provavelmente é uma tarefa impossível de realizar. Portanto, Ramsay não teria nenhuma base e nenhuma confiança para pensar que Jon tinha Theon em absoluto.

ENDEREÇADO À MULHER VERMELHA

No início deste ensaio, declarei que a Carta Rosa se destinava especialmente a Melisandre. Preciso lhes dar as evidências. Tanto aquelas dedutivas (ou razoáveis), quanto aquelas que estão implícitas ou que foram estabelecidas daquele jeito inteligente e sutil que Martin faz com frequência.

Missão de Mance

Como já estabeleci no Manifesto, a missão de Mance baseava-se em saber onde seria o casamento de Arya.
Assim, quando Jon recebeu seu convite de casamento, Mance deveria partir para Vila Acidentada.
Jon acidentalmente recebeu o convite enquanto estava no pátio de treinamento, lutando com Mance disfarçado de Camisa de Chocalho. Assim, Mance foi capaz de simplesmente ouvir o local. Mas não podemos presumir que Mance e Melisandre apostaram tudo em terem a sorte de ouvir qual seria o local.
Uma dedução simples conclui que Mance era capaz e estava determinado a ler as cartas no quarto de Jon até que surgisse a localização.
NOTA: Se esta explicação parece insuficiente, eu apresento o argumento por completo em um ensaio anterior A estrada para Vila Acidentada.
Isso também significa que o convite não era realmente para Jon, mas sim para Melisandre e Mance, como um 'gatilho' para o início de sua missão. Novamente, eu explico a base para essas conclusões no ensaio mencionado acima.
Isso estabelece o precedente de que as mensagens enviadas para Castelo Negro podem, de fato, ter a intenção de se comunicar secretamente com Melisandre.

Ratos Cinzentos

Aqui há um exemplo de Martin possivelmente invocando um dispositivo que é sua marca registrada: enterrar recursos de enredo relevantes para uma história em outra, geralmente via metáforas ou alegorias inteligentes.
Três citações devem ser suficientes para você entender (em negrito, para dar ênfase nas partes principais):
Três deles entraram juntos pela porta do senhor, atrás do palanque; um alto, um gordo e um muito jovem, mas, em suas túnicas e correntes, eram três ervilhas cinza de uma vagem negra.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
:::
Se eu fosse rainha, a primeira coisa que faria seria matar todos esses ratos cinzentos. Eles correm por todos os lados, vivendo dos restos de seus senhores, tagarelando uns com os outros, sussurrando no ouvido de seus mestres. Mas quem são os mestres e quem são os servos, realmente? Todo grande senhor tem seu meistre, todo senhor menor deseja ter um. Se você não tem um meistre, dizem que você é de pouca importância. Esses ratos cinzentos leem e escrevem nossas cartas, principalmente para aqueles senhores que não conseguem ler eles mesmos, e quem diz com certeza que eles não estão torcendo as palavras para seus próprios fins? Que bem eles fazem, eu lhe pergunto.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
:::
Lorde Snow. – A voz era de Melisandre.
A surpresa o fez afastar-se dela.
Senhora Melisandre. – Deu um passo para trás. – Confundi você com outra pessoa.À noite, todas as vestes são cinza. E subitamente a dela era vermelha.
(ADWD, Jon VI)
A noção de que todos os mantos são cinza parece equivocada: Melisandre equivale a um meistre .
O que é verdade em muitos sentidos: ela é definitivamente uma conselheira de Stannis e 'sussurra' em seu ouvido. E talvez o mais notável seja o fato de que muitos questionam quem realmente está no comando: Stannis ou sua mulher vermelha?
Quando você vê esses paralelos, a alusão a ela usar vestes cinzas tem uma conexão forte e interessante com o conceito de cartas em que alguém está 'torcendo as palavras'.
Afinal, eu dei argumentos convincentes de que o convite de casamento de Jon era para Mance e Melisandre e foi enviado por Mors Papa-Corvos. Alguém contestaria a noção muito razoável de que outras cartas seriam igualmente confidenciais?
Outra coisa engraçada sobre essa ideia é que Melisandre literalmente distorce as palavras para seus próprios propósitos:
O som ecoou estranhamente pelos cantos do quarto e se torceu como um verme dentro dos ouvidos deles. O selvagem ouviu uma palavra, o corvo, outra. Nenhuma delas era palavra que saíra dos lábios dela.
(ADWD, Melisandre)

Uma bela truta gorda

Há um outro elemento temático que sugere que as cartas podem possuir conteúdos secretos, uma característica interessante atribuída a duas cartas diferentes em As crônicas de gelo e fogo.
A primeira carta é a de Walder Frey, enviada a Tywin após o Casamento Vermelho:
O pai estendeu um rolo de pergaminho para ele. Alguém o alisara, mas ainda tentava se enrolar. “A Roslin pegou uma bela truta gorda”, dizia a mensagem. “Os irmãos ofereceram-lhe um par de pele de lobo como presente de casamento.” Tyrion virou o pergaminho para inspecionar o selo quebrado. A cera era cinza-prateada, e impressas nela encontravam-se as torres gêmeas da Casa Frey.
O Senhor da Travessia imagina que está sendo poético? Ou será que isso pretende nos confundir? – Tyrion fungou. – A truta deve ser Edmure Tully, as peles…
(ASOS, Tyrion V)
A segunda é a carta ostensiva que Stannis escreveu a Jon Snow enquanto estava em Bosque Profundo. Não vou citar a carta (é um texto imenso), apenas um elemento da descrição:
No momento em que Jon colocou a carta de lado, o pergaminho se enrolou novamente, como se ansioso para proteger seus segredos. Não estava seguro sobre como se sentia a respeito do que acabara de ler.
(ADWD, Jon VII)
O que estou tentando apontar aqui é que a primeira mensagem de Walder Frey definitivamente tinha uma mensagem inteligentemente escondida. E por alguma razão, Martin decidiu mostrar que a carta 'queria' enrolar-se novamente.
A segunda mensagem também quer enrolar-se e, se você a ler com atenção, há um grande número de coisas que são totalmente incorretas ou atípicas em relação a Stannis nela. Cavaleiros homens de ferro? Execução por enforcamento?
Já tomei a liberdade de esquadrinhar tortuosamente os livros e não consigo encontrar de pronto outros exemplos em que as cartas foram personificadas dessa maneira.
Junto com os pontos anteriores, este não reforçaria a ideia de que Melisandre (e Mance por um tempo) está recebendo mensagens camufladas enquanto está em Castelo Negro?

Carta de Lysa

Outra indicação de que tais 'cartas codificadas' não são incomuns é que uma das primeiras cartas que vimos nos livros era uma: a que Catelyn recebe de Lysa.
Seus olhos moveram-se sobre as palavras. A princípio pareceu não encontrar nenhum sentido. Mas depois se recordou.
Lysa não deixou nada ao acaso. Quando éramos meninas, tínhamos uma língua privada.
(AGOT, Catelyn II)
* * \*
Deve ser apontado que isso também faz sentido de uma perspectiva puramente lógica. Como já argui veementemente que Stannis, Mance e Melisandre conspiraram juntos, faria sentido que todas as partes precisassem ser capazes de se comunicar de uma forma que protegesse a referida conspiração.
Nesse ponto, tal tipo de carta constitui a opção mais adequada, como mostram as cartas de Walder Frey e Lysa Tully.
Esse tipo de proteção de carta – enterrar uma mensagem secreta em outra mensagem, de modo que não possa ser detectada – é conhecido como esteganografia.
A Dança dos Dragões faz de tudo para educar os leitores de que nem sempre se pode confiar nos meistres com segredos: ouvimos isso de Wyman Manderly e Barbrey Dustin. No entanto, se um rei ou outro oficial escrever suas cartas com mensagens secretas esteganográficas, os verdadeiros detalhes serão ocultados até mesmo dos meistres. Na verdade, foi exatamente isso que observamos na carta de Walder Frey a Tywin Lannister.
Meu objetivo final neste ensaio é convencê-lo de que a Carta Rosa é uma mensagem esteganográfica de Mance Rayder para Melisandre. A forma como foi escrita esconde seus segredos de qualquer meistre (ou Jon Snow) que tente interpretá-la.
A principal desvantagem de tentar decifrar qualquer mensagem esteganográfica é esta:
Por que eles não encontraram nada? Talvez eles não tenham procurado o suficiente. Mas há um dilema aqui, o dilema que capacita a esteganografia. Você nunca sabe se há uma mensagem oculta. Você pode pesquisar e pesquisar, e quando não encontrar nada, você pode apenas concluir “talvez eu não procurei com atenção”, mas talvez não haja nada para encontrar.
ESTRANHOS HORIZONTES, ESTEGANOGRAFIA: COMO ENVIAR UMA MENSAGEM SECRETA
Isso significa que a única maneira real de provar a você que Mance escreveu a Carta Rosa é se eu conseguir encontrar uma tradução irresistivelmente convincente de qualquer conteúdo secreto que ela possa ter.
E mesmo assim você pode argumentar que não é verdade. Embora eu espere que você não diga isso quando terminar este ensaio.

Querida Melisandre

Além de todos os pontos acima, Melisandre consegue tornar tudo ainda mais explícito. Antes da chegada da Carta Rosa, Melisandre diz:
Todas as suas perguntas serão respondidas. Olhe para os céus, Lorde Snow. E, quandotiver suas respostas, envie para mim. O inverno está quase sobre nós. Sou sua única esperança.
(ADWD, Jon XIII)
Isso parece enfaticamente dizer a Jon que ela quer vê-lo depois que a carta chegar.
Observe como ela está lá quando Jon decide ler a carta em voz alta no Salão dos Escudos. Eu sei que isso parece um detalhe trivial, mas considere que ela não apareceu antes do início da reunião e que ela desapareceu quase imediatamente após Jon terminar.
Isso está relacionado à principal preocupação que a vemos expressar em sua conversa com Jon antes da chegada da carta: abandonar a caminhada para resgatar os que estavam em Durolar.
Mas por que?
Este é um ponto que revelarei mais tarde no Manifesto. Por enquanto, deve bastar saber que Melisandre queria ver ou ouvir o conteúdo dessa carta.

VERNÁCULO SELVAGEM

Nas próximas duas seções, demonstrarei por que a Carta Rosa foi escrita por Mance. Esta primeira seção consiste em detalhes o que vemos no texto, a linguagem usada e assim por diante.
Em particular, existem frases que são bastante específicas para Mance (ou que excluem Ramsay), e também detalhes que são específicos para a conspiração Mance-Melisandre.
Se minuciosas listas de evidências o aborrecem, pule para a próxima seção.

“Falso Rei”

Esta frase é especificamente o que Melisandre usa para se referir a Mance Rayder, ela o chama de falso rei duas vezes. Quase não aparece em nenhum outro lugar em A Dança dos Dragões , a exceção sendo uma instância onde Wyman Manderly declara Stannis um falso rei.

“Corvos Negros”

Os selvagens são as únicas pessoas que usam os termos corvo ou corvo negro em um sentido depreciativo.
A única exceção a isso é Jon Snow (o que é interessante), quando ele está tentando convencer o povo livre.

“Princesa Selvagem” e “Pequeno Príncipe”

O termo princesa selvagem abunda na Muralha, uma invenção dos irmãos negros que então se espalhou entre os homens da rainha.
O pequeno príncipe foi especificamente apresentado na Muralha, primeiro por Melisandre e depois por Goiva:
Melisandre tocou o rubi em seu pescoço. – Goiva está amamentando o filho de Dalla, além do seu próprio. Parece cruel separar nosso pequeno príncipe de seu irmão de leite, senhor.
(ADWD, Jon I)
Faça o mesmo, senhor. – Goiva não parecia ter nenhuma pressa em subir na carroça. – Faça o mesmo pelo outro. Encontre uma ama de leite para ele, como disse que faria. Prometeu-me isso. O menino... o menino de Dalla... o principezinho, quero dizer... encontre uma boa mulher pra ele, pra que ele cresça grande e forte.
(ADWD, Jon II)
Embora uma pessoa possa pensar que Melisandre está sugerindo de maneira sutil que sabe sobre a troca do bebê, isso não fica claro. O trecho sobre Goiva certamente deixa isso explícito.
O verdadeiro ponto aqui é que a terminologia aqui só foi vista antes na Muralha. Além disso, uma vez que nem Val nem o filho de Mance são verdadeiramente da realeza, não faz muito sentido que Mance ou qualquer uma das esposas de lança digam que são, mesmo que sob tortura.

Para que todo o Norte possa ver

O autor afirma que tem Mance Rayder em uma jaula para que todo o Norte possa ver.
Mance disse algo muito semelhante a Jon anteriormente:
Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.
(ADWD, Jon VI)

INCLINAÇÃO PARA A SAGACIDADE

Além dos vários atributos já citados que favorecem Mance como autor, há um que se sobressai a todos:

Disfarçado de Camisa de Chocalho

Observe:
Vou patrulhar para você, bastardo – Camisa de Chocalho declarou. – Darei conselhos sábios, ou cantarei canções bonitas, o que preferir. Até lutarei por você. Só não me peça para usar esse seu manto.
(ADWD, Jon IV)
É muito difícil negar que esta não seria uma grande alusão ao próprio Mance em quase todos os detalhes. É tão certeiro que estou surpreso de que Melisandre ou Stannis não o tenham repreendido ou o mandado calar a boca.
Stannis queimou o homem errado.
Não. – O selvagem sorriu para ele com a boca cheia de dentes marrons e quebrados. – Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.
(ADWD, Jon VI)
Esta é uma maneira inteligente de sugerir que Stannis queimou o Camisa de Chocalho verdadeiro no lugar de Mance, apenas porque o mundo precisava ver Mance morrer, não porque os crimes de Mance justificassem a execução.
Eu poderia visitar você tão facilmente, meu senhor. Aqueles guardas em sua porta são uma piada de mau gosto. Um homem que escalou a Muralha meia centena de vezes pode subir em uma janela com bastante facilidade. Mas o que de bom viria de sua morte? Os corvos apenas escolheriam alguém pior.
(ADWD, Melisandre)
Como observei em outro ponto do texto, muito provavelmente se esperava que Mance subisse aos aposentos de Jon e lesse suas cartas, se assim fosse necessário para descobrir o local do casamento. Portanto, esta passagem parece ser uma dica engraçada de que ele pode ter estado nos aposentos de Jon, sem nunca tê-lo matado.

Disfarçado de Abel

O apelido de Mance por si só é uma pista inteligente, mas ele dá um passo além em muitos aspectos ao se passar por Abel.
Perto do palanque, Abel arranhava seu alaúde e cantava Belas donzelas do verão. Ele se chama de bardo. Na verdade, é mais um cafetão.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
Aparentemente, muito pouco se sabe sobre a música. No entanto, um exame cuidadoso de um capítulo em A Tormenta de Espadas revela o primeiro verso da música (pelo menos na minha opinião):
– Vou à Vila Gaivota ver a bela donzela, ei-ou, ei-ou...
Co’a ponta da espada roubarei um beijo dela, ei-ou, ei-ou.
Será o meu amor, descansando sob a tela, ei-ou, ei-ou.
(ASOS, Arya II)
Uma escolha de música inteligente considerando sua inspiração em Bael, o lendário ladrão de filhas que se escondeu nas criptas Stark.
O mesmo poderia ser dito sobre a deturpação de “A Mulher do Dornês” quando ele mudou a letra para ser sobre a “filha de um nortenho”.
Além disso, há ocasiões em que ele toca uma música “triste e suave”, que já demonstrei ser um sinal para as esposas de lança.

UMA TRADUÇÃO LINHA-A-LINHA

Essa é a parte essencial do texto. Vou percorrer toda a Carta Rosa e explicar o que ela realmente diz. Lembre-se de que você deve ter chegado a este ponto no Manifesto tendo lido os textos anteriores, o que significaria que você já assumiu as seguintes premissas (ou pelo menos suspendeu sua descrença sobre elas):
Há apenas uma nova suposição que eu gostaria de fazer, uma bem sensata:
Mance saber esse único detalhe fornece uma pista impressionante para decifrar a Carta Rosa.
Agora vamos lá...

Primeiro parágrafo

Seu falso rei está morto, bastardo.
Isso significa que Stannis fingiu sua morte.
Ele e toda sua tropa foram esmagados em sete dias de batalha.
Isso diz mais ou menos a mesma coisa. Eu acredito que diz ainda mais, mas vou guardar para mais tarde.
Estou com a espada mágica dele.
Como parte da simulação de sua morte, a Luminífera de Stannis será levada para "Ramsay". Isso permite que os Boltons concluam que Stannis está morto, apesar haver uma quantidade limitada de outras evidências sobre isso.
Conte isso para a puta vermelha.
Literalmente, isso está instruindo Jon a contar a Melisandre. É muito interessante que Melisandre tenha implorado a Jon para 'envia-a para mim' depois de ler a carta, e o autor da carta está sugerindo exatamente a mesma coisa.
Coletivamente, o primeiro parágrafo parece um resumo dos principais detalhes: está dizendo que Stannis fingiu sua morte, provavelmente ganhou a batalha, mas que os Boltons estão convencidos da própria vitória. É muita informação de inteligência transmitida em um único parágrafo.
A linha sobre a espada é o que eu acredito ser um sinal a Melisandre para que começasse quaisquer próximos passos que ela tenha em mente (que serão discutidos posteriormente neste Manifesto).

Segundo parágrafo

Os amigos do seu falso rei estão mortos.
Isso significa que os aliados de Stannis também estão fingindo morte. Muito provavelmente, isso significa as tropas daqueles que viajam com Stannis. Por exemplo, Mors Papa-Corvos e seu bando de meninos verdes.
Suas cabeças estão sobre as muralhas de Winterfell.
Usar 'sobre' no sentido de estar perto de algo, isso significa que Mors está nas redondezas de Winterfell.
Venha vê-los, bastardo.
Esta é uma das várias provocações da carta, embora implique que Jon deveria viajar para Winterfell.
Seu falso rei mentiu, e você também. Você disse ao mundo que queimou o Rei-para-lá-da-Muralha.
[na versão brasileira, a frase começa com “Seu falso rei morreu, e o mesmo acontecerá com você”, uma tradução errada do texto original]
Este é o início do anúncio de que Mance Rayder está vivo. A parte em que o autor diz 'Você disse ao mundo' é muito semelhante ao que Mance disse a Jon: “Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.” (ADWD, Jon VI)
Em vez disso, você o enviou para Winterfell, para roubar minha noiva.
Isso informa Jon e Melisandre que Mance terminou em Winterfell. Isso é importante porque, se você se lembra, Mance partiu originalmente para Vila Acidentada. Esta linha, portanto, confirma para onde Mance foi. Também revela que o autor conhecia a missão de Mance.
No todo, o parágrafo parece sugerir que Jon ou alguém precisa se juntar a Mors do lado de fora de Winterfell.
Este parágrafo declara ainda que Jon quebrou seus votos ajudando Stannis e Mance na tentativa de roubar Arya Stark. Isso é interessante porque Jon de fato não queria fazer isso, ele apenas queria resgatar Arya na estrada, presumindo que ela já tivesse escapado. O fato de a carta declarar esses detalhes mostra um esforço calculado para minar a honra e a legitimidade de Jon.

Terceiro parágrafo

Terei minha noiva de volta.
Isso nos diz claramente que “Arya” foi resgatada.
Se quer Mance Rayder de volta, venha buscá-lo. Eu o tenho em uma jaula, para que todo o Norte possa ver, a prova de suas mentiras.
Isso requer uma perspicaz (porém, simples) interpretação da falsa execução do próprio Mance.
Se assumirmos que minha teoria no Confronto nas Criptas está correta, duas observações podem ser feitas:
O acréscimo de ' prova de suas mentiras ' indica que Ramsay não está sob a magia de disfarce e, portanto, caso ele seja encontrado, isso arruinaria o truque.
Tudo isso somado, a implicação da frase dupla:
A jaula é fria, mas fiz um manto quente para ele, com as peles das seis putas que o seguiram até Winterfell.
Esta é uma referência à maneira como Melisandre disse que as seduções [glamors] funcionam: vestindo-se a sombra de outra pessoa como capa. Também parece uma possível alusão a usar a pele de outra pessoa, de acordo com o conto de Bael, o Bardo.
Na íntegra, o terceiro parágrafo parece deixar uma mensagem de que Mance conseguiu se disfarçar de Ramsay, que Ramsay está vivo como um prisioneiro nas criptas e que ninguém parece saber disso. Também pode significar que nenhuma das esposas de lança traiu seu segredo.

Quarto parágrafo

Ao contrário dos parágrafos anteriores, acredito que o quarto parágrafo é direcionado diretamente a Jon Snow. Melisandre pode saber o segredo por trás de seu conteúdo, mas este parágrafo foi elaborado para ter um efeito específico sobre Lorde Snow.
Quero minha noiva de volta. Quero a rainha do falso rei. Quero a filha deles e a bruxa vermelha. Quero sua princesa selvagem. Quero seu pequeno príncipe, o bebê selvagem. Quero meu Fedor.
Essas frases apresentam uma lista de demandas, muitas das quais Jon não tem capacidade de cumprir. Ele não tem permissão para enviar Selyse, Shireen, Melisandre, Val ou o filho de Mance para Winterfell.
Além disso, ele não tem ideia de quem é Fedor.
E independentemente da identidade de Ramsay (o real ou o disfarçado), ambos saberiam que Jon não tem ideia de quem é Fedor.
Esses pedidos colocaram Jon em uma posição tênue. A carta declara abertamente que Jon violou seus juramentos à Patrulha da Noite, participou de uma mentira quando colaborou para resgatar Arya usando Mance, o que também beneficiou a causa de Stannis.
Mande-os para mim, bastardo, e não incomodarei você e seus corvos negros. Fique com eles, e eu arrancarei seu coração bastardo e o comerei.
Esta ameaça sugere fortemente que Jon precisa cooperar ou ele será atacado. Considerando que os Boltons são aliados dos Lannisters, é razoável concluir que os Boltons também usariam a oportunidade para destruir as forças de Stannis em Castelo Negro e fazer muitos reféns.
A carta deixa claro: o envolvimento de Jon com Mance e Stannis resultou em uma ameaça à Muralha, à Patrulha da Noite e à família de Stannis e ao assento de poder.
Jon é então forçado a um dilema:
Em ambos os casos, ele está ferrado e proscrito como um violador de juramentos.
Então, por que Mance enviaria uma linguagem tão provocativa para Jon e Melisandre?
A resposta deriva de vários fatos, alguns dos quais serão discutidos posteriormente no Manifesto. Mas a resposta simples é esta:
O que posso dizer neste momento é que Mance, Melisandre e Stannis sabem que Jon estava disposto a violar seus votos quando era necessário servir à Patrulha da Noite (e por extensão aos sete reinos).
Forçando Jon a se tornar um violador de juramentos, Melisandre e Stannis são capazes de usá-lo de outras maneiras, particularmente de maneiras que não envolvem sua permanência na Patrulha.
Com que propósito Stannis e Melisandre usariam Jon Snow, o violador de juramentos?
Infelizmente para Jon, ele mesmo forneceu a Stannis o motivo para 'roubá-lo' da Patrulha da Noite.
Explicar melhor isso é um dos pontos principais do Volume III do Manifesto.

CONCLUSÕES

A carta como um todo parece ser coerente com as teorias que descrevi até agora, particularmente com o resultado do ‘confronto nas criptas’.
Como discuto nos apêndices, também é coerente com algumas interpretações reveladoras das visões de Melisandre.
Obviamente Melisandre acreditava que a Carta Rosa responderia às perguntas de Jon sobre Stannis, Arya e Mance, e a carta o fez. Ela pensou que isso o obrigaria a confiar nela.
Embora a Carta Rosa tenha respondido suas perguntas, ele ignorou tanto a carta quanto Melisandre quando se recusou a procurá-la e agiu por conta própria. Acredito que isso se deva em grande parte ao fato de ele não perceber que havia segredos no texto; ele entendeu a carta pelo significado literal.
Existem algumas grandes questões que permanecem abertas:
Além disso, parece que Melisandre queria um ou ambos das seguintes coisas:

IMPLICAÇÕES

As perguntas e conclusões que podemos fazer parecem sugerir que chegamos a um beco sem saída. De fato, se continuarmos a tentar entender as coisas pelo ângulo de Mance Rayder, será.
Se dermos um passo para trás e começarmos a investigar algumas das outras pistas, preocupações e mistérios em A Dança dos Dragões, surgem novas ideias que nos levam de volta a Mance e Stannis.
Para aguçar seu apetite, aqui estão as questões importantes, antes de avançarmos para o próximo volume do Manifesto:
Essas e outras perguntas são respondidas no próximo volume do Manifesto, ‘O Reino irá Tremer’.
E, finalmente, para terminar com algum floreio, aqui está uma passagem de A Dança dos Dragões:
O Donzela Tímida movia-se pela neblina como um homem cego tateando seu caminho em um salão desconhecido.
(ADWD, Tyrion V)
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.09.23 14:25 Amameniak Mulheres "donas de casa" com 20's/30's anos de idade. Até que ponto é normal hoje em dia? [Debate]

Qual é a vossa opinião sobre mulheres que aos 20 ou 30 e tal anos decidem parar de trabalhar (ou nunca chegam a trabalhar na vida) e decidem ficar a tomar conta da casa e dos filhos que venham a ter?
Antigamente era comum o homem ir trabalhar e a mulher ficar em casa, mas nas novas gerações esta situação já não deveria ser comum ocorrer.
No meu circulo social tenho verificado um aumento deste tipo de situações:
1 - Mulher que se junta a um homem rico com casa oferecida pelos sogros -» Mulher instala-se em casa do companheiro e diz sempre ás pessoas que está à procura de emprego -» Mulher engravida e tem uma criança e por isso fica em casa a tomar conta da criança e nunca chega a ir trabalhar -» criança tem 3 ou 4 anos e falta pouco tempo para ir para a escola, então mulher engravida outra vez e repete o ciclo. Depois diz que já ninguem lhe vai dar trabalho e tal, por isso fica em casa para sempre. Os sogros e o marido financiam tudo.
2 - Mulher que se junta a homem com bom emprego e bom ordenado que consegue sustentar uma familia. Mulher como não consegue arranjar um emprego que pague muito mais do que o salário minimo então decide ficar em casa a tratar das coisas e nunca chega a trabalhar.
Quando conhecem este tipo de mulheres que provavelmente nunca tiveram um emprego na vida e que aos 30 anos já vivem como donas de casa, não vos causa alguma impressão ou estranheza?
Confesso que acho um bocado estranho ter de trabalhar 40 e tal anos durante a minha vida e olhar para o lado e ver que existem pessoas que não vão trabalhar um único ano da vida, e que isso possa ser considerado normal.
Por outro lado, relativamente aos homens, o que vejo é que alguns ficam em casa dos pais e também nunca trabalham e vivem à conta dos pais. Não conheço nenhum que se tenha instalado em casa de uma mulher e que viva ás custas dela.
No caso de um homem a viver em casa dos pais nos seus 30's e sem trabalhar, parece que é algo mal visto.
Uma mulher a viver em casa do companheiro nos seus 30's e sem trabalhar, parece que já é normal.
submitted by Amameniak to portugal [link] [comments]


2020.09.22 10:54 cecilio- Pessoas que chegam constantemente atrasadas, porquê?

Recentemente mudei de escritório para iniciar um novo projeto na empresa, este escritório está deslocado do escritório central. Comigo veio também outro colega, este colega está há menos tempo na empresa que eu e supostamente eu sou o seu superior, a nivel de responsabilidades de trabalho.Para mim isso não interessa nada, o gajo é porreiro, trabalhador e dedicado fazemos os dois basicamente o mesmo trabalho sem distinção sendo apenas eu o mais experiente e que muitas vezes acaba por tomar as decisões.O problema é que desde que mudámos há 9 meses atrás ele nunca, nunca chegou a horas. Sempre 30/45 min depois da suposta hora de entrada. Eu não me importo com a hora a que ele chega, o único problema é que a hora mais crítica aqui é a primeira hora de trabalho. Também não quero controlar as horas que o homem trabalha porque de resto ele é super trabalhador.A minha questão é, porquê fazer disso um hábito na sua vida e porquê que cada vez que chega pede desculpa pelo atraso? E pelos encontros que já tivemos fora do trabalho dá ideia que ele também é assim no dia a dia.

Edit: O gajo não tem filhos, vive com os pais e vem de carro 20 km de distancia
Edit 2: Conforme várias sugestões falei com ele, conversa franca e na boa expliquei porque não devia acontecer e que era uma falta de respeito. Entretanto e também pensando nas sugestões perguntei se havia algum problema, se costumava ser assim na vida pessoal também fora do trabalho. E pelo que me disse não há nenhum problema e é apenas falta de organização a sair de casa e pelos vistos também acontece for do trabalho. Não sei se as coisas vão mudar, se não mudarem vou ter de ser mais assertivo.
submitted by cecilio- to portugal [link] [comments]


2020.09.19 00:43 altovaliriano Tendências Suicidas

Texto original: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/suicidal-tendencies/
Autor: Cantuse
Partes traduzidas: 1) A Estrada Para Vila Acidentada, 2) Uma Aliança de Gigantes e Reis, 3) Despindo o Homem Encapuzado, 4) Confronto nas Criptas
---------------------------

MANIFESTO: VOLUME II, CAPÍTULO V

Embora Stannis possa ser vitorioso em sua batalha na Vila dos Arrendatários, ele ainda enfrentará uma tarefa impossível: tirar Winterfell dos Boltons.
Parece ridículo pensar que Stannis, um veterano de vários cercos, marcharia de bom grado, com um menor número de homens, assolado por tempestades e sem provisões, em direção a um castelo. Sugerir que ele fez isso apenas com base na é inverossímil.
Stannis tem uma crença muito estrita a respeito do uso do acaso ou do destino para orientar estratégias:
– Se é uma palavra para tolos.
(ADWD, Jon IV)
Mesmo com Mance causando estragos dentro das paredes de Winterfell, Stannis precisa especificamente de uma maneira de tornar a tomada de Winterfell plausível - uma maneira que não envolva destruir seu próprio exército no processo.
Lembre-se de que Stannis também deseja que o norte se una à sua causa. Isso significa que ele também deseja derrotar os Boltons de uma maneira que não prejudique sua capacidade de negociar com os vassalos do norte. Ele não quer matar os nortenhos se isso puder ser evitado.
Agora, antes de continuar e revelar os planos de Stannis, devo parar e perceber uma falsa premissa que muitos leitores assumiram:
Isso é uma falsidade .
Para tomar o castelo, Stannis só precisa que não haja resistência em Winterfell. Na verdade, a remoção dessa resistência pode ser realizada com combate (coreente com a falsa suposição). Mas existem outras maneiras: astúcia, manobras estratégicas e assim por diante.
Há evidências sutis, mas convincentes, de que Stannis está realmente envolvido em tais truques inteligentes. Em particular:
A teoria da Lamparina da Noite mostra que Stannis desenvolveu uma tática brilhante para lidar com os Freys que se aproximam. Mesmo se for verdade e Stannis aniquilar completamente os Frey, ficamos com um dilema.
O que acontece depois?
Como Stannis planeja realmente tomar a inexpugnável Winterfell?
Tomar Winterfell é um esforço multifatorial. O que precisamos saber agora é qual papel Stannis deverá desempenhar após sua vitória [sobre os Frey].
Felizmente, temos evidências e implicações suficientes nos livros para identificar seus planos, com grande certeza. Especificamente, parece que Stannis planeja fazer o seguinte:

UM DESEJO DE MORRER

Por que Stannis iria querer fingir sua própria morte?
Que evidência há de seu desejo de fazer isso?
Para responder a essas perguntas, precisamos discutir a aparente insanidade de Stannis em A Dança dos Dragões e, em particular, o desejo de morte que ele parece ter. Ele parece obcecado em pegar Winterfell (ou Forte do Pavor), a ponto de parecer um tolo.

Morte certa

Ao longo de A Dança dos Dragões , Stannis declara que 'morrerá tentando' tomar Winterfell ou derrotar os Boltons:
Jon percebeu que suas palavras tinham sido desperdiçadas. Stannis tomaria o Forte do Pavor. Ou morreria tentando.
(ADWD, Jon IV)
...
– Mas nós marcharemos e libertaremos Winterfell ... ou morreremos na tentativa."
(ADWD, O prêmio do rei)
...
– Pode ser que percamos esta batalha, – disse o rei sombriamente. – Em Braavos você pode ouvir que morri. Pode até ser verdade. Não obstante, você deve encontrar meus mercenários.
(TWOW, Theon – tradução de Gelo & Fogo .com)
A terceira passagem em particular sugere que Stannis poderia muito bem terminar em uma posição em que ele aparentasse estar morto, mas na verdade não está.
Por que Stannis diria que 'pode até ser verdade' senão para indicar que pode muito bem ser falso?
O subtexto aqui implica ainda que qualquer boato de sua morte é, de fato, mais provável de ser falso.

Benefícios por morte

Qual é o benefício de fingir sua morte?
Existe um motivo importante para fingir sua própria morte. A aritmética simples mostra que Stannis não tem nenhuma maldita chance de derrotar as forças de Bolton enquanto eles ocupam Winterfell.
O que Stannis precisa é de uma maneira de tornar Winterfell "madura para ser tomada". E dada sua insuficiência militar, Stannis tem apenas um recurso:
Um dos benefícios mais óbvios de parecer estar morto é que os Boltons baixarão a guarda. Eles não serão necessariamente tolos, mas no mínimo isso reduz suas preocupações com uma ameaça iminente e permite que os Boltons e seus aliados se concentrem em outras demandas.
Agora, se você se lembra, o casamento de Ramsay com Arya ocorreu algum tempo antes dos eventos dos dois últimos capítulos de Theon em A Dança dos Dragões (Um fantasma em Winterfell e Theon). Esta foi a principal razão pela qual os senhores do norte foram convocados para Winterfell.
Existem duas razões principais que mantiveram a maioria dos lordes em Winterfell:
Esses mesmos senhores, de lealdade variada, também têm seus próprios problemas: em particular, cuidar de suas propriedades e pessoas agora que o inverno chegou. Com Stannis fora do caminho, os vassalos ficam muito mais empoderados. Alguns podem pedir licença para voltar para casa.
Claro, existem vários fatores desconhecidos que podem afetar este resultado, a nevasca e / ou fatores políticos imprevistos podem manter alguns lordes em Winterfell.
No entanto, podemos ver um benefício claro para Stannis se ele fingir sua morte:
Ao convencer o mundo de que ele está morto, podemos ver a possibilidade emergente:
Se Stannis fingir sua morte, ele poderá conseguir *obrigar os aliados de Bolton a deixarem Winterfell.
Esta é uma observação interessante. Obrigar os Boltons ou seus aliados a deixar Winterfell certamente reduziria o contingente do castelo e o tornaria mais fácil de tomar. Está ainda de acordo com minha observação de que tomar o castelo não requer necessariamente a derrota de Roose Bolton.
Mas como Stannis obrigaria os Boltons e / ou seus aliados a partir de Winterfell?
A resposta é simples:
Simplificando, ele precisa enviar homens para atacar ou capturar alvos de grande valor para os Boltons e seus aliados.
Se Stannis estivesse vivo, qualquer truque que ele fizesse para atrair aliados de Winterfell iria falhar: Bolton é muito esperto para cair neles (exceto quando mandou embora os briguentos Freys e Manderlys). No mínimo, Bolton não sacrificaria sua posição vantajosa em prol do que ele sabe que são prováveis fintas.
Mas se Stannis estiver morto, o jogo mudou. Essas tentativas de atrair aliados de Winterfell não podem mais ser percebidas como fintas, porque Stannis não existe mais. Assim, se os Boltons não conseguirem lidar com esses atentados, eles minarão sua própria autoridade porque isso será visto como uma negligência das preocupações de seus vassalos.
Qualquer sussurro sobre uma reminiscente tropa de Stannis arruinaria o efeito.
* * *
Como você pode ver, fingir-se de morto permite que Stannis bagunce completamente os Boltons. Ao enviar 'tropas substitutas' para atrair aliados de Winterfell, ele lucra diretamente reduzindo o contingente no castelo.
Além disso, fingindo-se de morto, Stannis é capaz de marchar sob a cobertura da nevasca para uma posição virtualmente à sombra das grandes muralhas de Winterfell.
Ele está perfeitamente posicionado para tomar o castelo no momento oportuno.

FIGINDO-SE DE MORTO

Então, como Stannis realmente implementa o fingimento de sua morte?
É difícil avaliar como a farsa de Stannis seria realizada, mas é certo sua falsa morte é de fato prenunciada.
Dito isso, acredito que haja uma hipótese que emerge como sendo a mais técnica e tematicamente apropriada do que qualquer alternativa.

Notificação

Como “Ramsay” fica sabendo de sua aparente vitória na Vila?
Esse é um bom começo.
A resposta mais simplista seria que alguém informou Ramsay pessoalmente.
No entanto, não gosto dessa possibilidade, pelos seguintes motivos:
Os Karstarks estavam secretamente a serviço de Roose Bolton e enviando-lhe mensagens sobre a situação de Stannis. Os Karstarks também tinham dois corvos restantes para contatar Winterfell. Se Stannis fosse realmente derrotado, os Karstarks quase certamente enviariam um desses corvos a Winterfell anunciando uma vitória gloriosa. Pelo menos essa parece uma expectativa bastante razoável.
Assim, se Roose Bolton não recebesse tal carta, isso poderia deixá-lo desconfiado. Ele poderia suspeitar que a traição de Karstark foi revelada, e que ele também não pode confiar nos corvos de Karstark.
Se houvesse alguma implicação de que o plano dos Karstark foi revelado, isso prejudicaria a confiança de Bolton em qualquer coisa que supostamente viesse dos Karstark.
Portanto:
Talvez seja esta a razão pela qual ele não sentenciou o meistre dos Karstark à morte, mas sim a uma 'cela' para aguardar o julgamento de Stannis. Compare isso com a maneira com a qual ele lidou com os Karstarks, onde imediatamente os sentenciou à morte.
– Vocês são homens mortos, entendam isso,– o rei prosseguiu. – Apenas a maneira de sua execução ainda está para ser determinada. Eu os aconselharia a não desperdiçar meu tempo com negativas. Confessem, e terão o mesmo fim rápido que o Jovem Lobo deu a Lorde Rickard. Mintam, e queimarão. Escolham.
(TWOW, Theon – Tradução de Gelo & Fogo .com)
Observe que Stannis também mantém os corvos com ele .
O rei se inclinou para trás na cadeira.
– Tirem-no daqui, – ordenou. – Deixem os corvos. – Uma veia latejava em seu pescoço. – Confinem esse desgraçado cinza em uma das cabanas até que eu decida o que deve ser feito com ele.
(TWOW, Theon – Tradução de Gelo & Fogo .com)

Retorno a Winterfell

Se Stannis simular sua morte, quem retornará a Winterfell?
Supondo que Stannis tenha fingido sua morte e pretenda selar a ilusão, os aliados de Bolton devem retornar a Winterfell, vivos e bem.
Agora, se você presumir, como eu, que faz mais sentido se Stannis enviar uma carta se passando por Karstarks, há uma resposta óbvia:
Os Karstarks tem que estar entre aqueles que retornam.
Mas se todos os nobres dos Karstark (Arnolf e seus parentes) são traidores e Stannis os condenou à morte, como isso aconteceria?
Só existe uma possibilidade, me parece:
NOTA: Explicar este argumento é uma tarefa bastante substancial. Não é que seja complexo, ou que eu ache muito forçado para ser verdade. Na verdade, é que a evidência sugerindo o envolvimento de Arthor Karstark é substancial e representa um desvio do verdadeiro ponto deste ensaio.
Você encontrará os argumentos e evidências que sugerem o envolvimento de Arthor no ensaio O Sol Nascente do Inverno, localizado nos apêndices.
Eu acredito que Arthor e os Karstarks são a única peça verdadeiramente crucial, o único aliado de Bolton que deve retornar para que a ilusão funcione. A composição do resto das forças é altamente variável e imprevisível.
Algumas observações devem ser feitas neste ponto:
Para recapitular esta seção, apenas os Karstarks são realmente necessários em Winterfell:

Prova da morte

Supondo que homens retornassem a Winterfell alegando que Stannis estava morto, eles quase certamente precisariam demonstrar uma prova disso.
Luminífera seria um grande sinal para os Boltons e seus aliados de que Stannis estava morto. Parece razoável acreditar que Stannis nunca cederia voluntariamente a lâmina, apenas com sua morte ela seria tirada de suas mãos.
Assim como argumentei que a persona pública de Stannis mascara um engano, o mesmo acontece com a espada: o “poder” que as pessoas projetam em uma suposta espada mágica os cega para a falsidade que ela esconde.
Isso também corroboraria a Carta Rosa, uma vez que “Ramsay” declarou que tinha Luminífera.

De todo modo

Deixando de lado as especulações, há um tema comum, um resultado final unificador que parece inteiramente provável:
Stannis teria escrito a Winterfell para informá-los de sua “morte” e da gloriosa vitória dos Karstarks, Freys e Manderlys.
Enquanto isso, Stannis terá avançado com a maioria de suas forças para Winterfell, fingindo estar morto. Alguma parte do exército de Stannis entrará em Winterfell para atestar sua derrota, fornecendo as evidências necessárias.

JOGO JUSTO

Como mencionei acima, se Stannis fingir sua própria morte, ele será capaz de manipular os assuntos no norte. Ao atacar as propriedades de vários senhores, ele pode tirar aliados Bolton de Winterfell e, assim, enfraquecer o castelo.

Seleção de Alvo

Mas precisamos lembrar, Stannis não quer destruir os contingentes militares dos senhores do norte. Muito pelo contrário, ele deseja recrutar essas capacidades militares para sua própria campanha. Ele deseja sua lealdade e força, não desconfiança e fraqueza.
Afinal, de que adianta a lealdade deles se não podem ajudá-lo a garantir sua coroa? De que adianta a força deles se eles são desconfiados?
Isso nos leva a uma grande questão:
Se Stannis pretende ameaçar as propriedades dos vassalos (para tirá-los de Winterfell), em que vassalos ele vai mirar?
Stannis precisa ser cuidadoso na escolha de alvos, para não arriscar sua habilidade de forjar alianças depois de derrotar os Boltons.
Isso significa que ele deve ter cuidado ao escolher quais senhores do norte ele almeja para uma ação militar. Com isso, quero dizer que Stannis deve restringir suas metas àqueles que atendam a um dos seguintes requisitos:
Também deve ser notado que Stannis gostaria de minimizar os danos aos soldados comuns e aos plebeus, para torná-los menos propensos a odiar seu governo.
Isso obviamente nos leva a uma outra questão, e ao ponto principal desta seção:
Qual dos senhores do norte Stannis pode “atacar” com relativa impunidade?
NOTA: Por “ataque” quero dizer ameaçar (para incluir uma ação militar contra seus exércitos) e invadir suas terras e castelos.
Responder a essa pergunta é surpreendentemente fácil quando você pensa a respeito.

Lealdades irrevogáveis e recuperáveis

Stannis sabe que todos os senhores do Norte têm motivos para odiar Bolton secretamente, exceto dois: Dustin e Ryswell.
– Os Ryswell e os Dustin são ligados à Casa Bolton pelo casamento – Jon informou. – Os
outros perderam seus senhores em batalha.
(ADWD, Jon IV)
Se algum dos senhores do Norte fosse impossível de dominar, seria Dustin e Ryswell: vinculado aos Boltons por sangue. Isso é relevante porque dá a Stannis um aliado Bolton que ele pode atacar com relativa impunidade.
Além disso, os Frey também jogaram sua sorte com os Boltons.
Isso significa que Stannis tem várias casas que ele pode atacar sem se importar muito:
NOTA: Este é um ponto não relacionado, mas observe que todos os assassinatos de Winterfell em A Dança dos Dragões envolvem vítimas de cada uma dessas casas.
* * \*
Como vê, Stannis tem uma boa lista de alvos, pontos fracos que pode explorar para atrair pessoas de Winterfell.
A única coisa que precisamos fazer agora é provar que ele tem os meios e a oportunidade de explorar esses vassalos, um assunto explorado ao longo do restante do Manifesto.

CONCLUSÕES

Não vou insistir no assunto. Os pontos principais deste ensaio:
Eu gostaria de dar um passo para trás e trazer novamente à tona Nicolau Maquiavel, sobre quem discuti em Gênio Maquiavélico. Se você se lembra, estabeleci a noção de que Stannis e o famoso pensador italiano compartilham muitos dos mesmos princípios políticos e militares.
O que eu acho incrivelmente incrível sobre essa conexão anterior é o seguinte:
Maquiavel é apocrifamente famoso por propor a ideia de falsificar a própria morte para fins políticos.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.09.08 03:55 LAGOOLIVEIRA A Consumação da Obra Únicana restauração do Senhor - a Nova Jerusalém

u / LAGOOLIVEIRA1postado poru / LAGOOLIVEIRAAgora mesmo

A Consumação da Obra Únicana restauração do Senhor - a Nova Jerusalém

📷
Página 1O TRABALHO ÚNICO NA RECUPERAÇÃO DO SENHOR (Sábado - Sessão da Tarde) Mensagem Nove A Consumação da Obra Únicana restauração do Senhor - a Nova Jerusalém Leitura da Escritura: Apocalipse 3:12; 21: 2, 9-23 I. A única obra na restauração do Senhor é elaborar a Nova Jerusa-lem - o objetivo final da economia de Deus - Apoc. 21: 10-11: A. A degradação da igreja é principalmente devido ao fato de que quase todos os cristãosostrabalhadores americanos estão distraídos para tomar algo diferente de Nova Jerusalémcomo seu objetivo.B. Devemos fazer apenas uma obra, que é tornar o povo escolhido de Deus seres ema Nova Jerusalém - 3: 12.II. A Nova Jerusalém é a consumação final da construção deos crentes, que foram feitos Deus em vida, na natureza, na constituição, e em expressão, mas não na Divindade; assim, há uma relação intrínsecarelação entre os crentes tornarem-se Deus em vida e na natureza e oprodução de Nova Jerusalém - 21: 2; 3: 12: A. A Nova Jerusalém envolve Deus se tornando homem, e o homem se transformando Deus emvida e na natureza, mas não na divindade, e Deus e o homem sendo mesclados para-juntos como uma entidade - João 1: 12-14; 14:20; 15: 5a; Rev. 21: 3, 10-11.B. Em Cristo, Deus se tornou o homem para fazer o homem Deus em sua vida e em sua naturezazapara que o Deus redentor e o homem redimido podem ser mesclados, constituídos, juntos para serem uma entidade - a Nova Jerusalém - vv. 3, 22.C. A Nova Jerusalém é uma composição dos escolhidos, redimidos, regenerados de Deus, santificado, renovado, transformado, conformado e glorificado pessoas que têmfoi deificado - João 3: 6; Heb. 2:11; ROM. 12: 2; 8: 29-30: 1. Para nós, sermos deificados significa que estamos sendo constituídos com ou processado e consumando o Deus Triúno para que possamos ser feitos Deus em vida e emnatureza para sua expressão corporativa para a eternidade - Ap. 21: 11.2. A deificação dos crentes é um processo na salvação orgânica de Deus queserá consumada em Nova Jerusalém; esta é a verdade mais elevada e oevangelho mais elevado - Rom. 5:10; Rev. 3:12; 21: 10-11.D. No início da Bíblia, há o único Deus, e no final há umgrande Deus corporativo, a Nova Jerusalém, um Deus-homem corporativo - o ampliado, incorporação universal divino-humana do processado e consumadoDeus Triúno com os crentes regenerados, transformados e glorificados - Gên.1: 1; Rev. 21: 3, 22; 22: 17a.III. Hoje nossa obra para o Senhor com sua questão deve ser governada edirigido pela visão da Nova Jerusalém; o que é revelado noa descrição desta cidade única deve ser o modelo do que somos ecomo trabalhamos - 3:12; 21: 2, 9-23: 63Página 2A. A Nova Jerusalém é uma consumação da construção orgânica doCorpo de Cristo nas igrejas locais; as igrejas locais são o procedimento paraDeus realizará a edificação do Corpo de Cristo para a edificação doNova Jerusalém - 1 Coríntios. 1: 2; 12: 12-13,27; Rev. 21: 2: 1. O Corpo de Cristo precisa das igrejas locais para sua existência e funcionamento - Atos 8: 1; 13: 1.2. As igrejas locais são as muitas expressões em muitas localidades de umCorpo de Cristo - Apoc. 1: 4, 11,3. No primeiro capítulo do Apocalipse vemos as igrejas locais, mas nos últimosimodois capítulos, vemos apenas uma cidade - v. 11; 21: 2.4. O desejo do Senhor é ganhar uma Nova Jerusalém por meio do precursor doCorpo orgânico de Cristo edificado nas igrejas locais - Ef. 4:16; Rev. 21: 2.B. A Nova Jerusalém é o candelabro universal de ouro - vv. 18b, 23: 1. A Nova Jerusalém é a consumação final dos candeeiros noEscrituras - Exo. 25: 31-37; 1 Reis 7:49; Zech. 4: 2; Rev. 1:20; 21: 18b, 23,2. As igrejas como candeeiros de ouro serão consumadas em Nova Jerusalémsalem, o agregado de todos os candeeiros - 1:20; 21: 18b, 23: uma. No livro do Apocalipse, há dois grandes sinais - o sinal do ourocandeeiros e o sinal da Nova Jerusalém - 1: 1, 12, 20; 21: 2, 10-11.b. A revelação começa com os candeeiros e termina com o candelabro -1: 20; 21: 18b, 23.c. Os candeeiros são sinais das igrejas, enquanto a Nova Jerusalémé um sinal da morada eterna de Deus - vv. 2-3, 22,3. A Nova Jerusalém, uma montanha de ouro, é o candelabro universal de ourosegurando o Cordeiro como a lâmpada que resplandece Deus como a luz - vv. 18b, 23; 22: 1, 5.C. A Nova Jerusalém é a eterna Betel - Gên. 28: 10-22; Rev. 21: 3, 22: 1. O sonho de Jacó era um sonho da meta de Deus, um sonho de Betel, um sonho docasa de Deus (Gen. 28: 10-22), que é a igreja hoje (1 Tim. 3:15) eque se consumará na Nova Jerusalém como a morada eternalugar de Deus e Seus eleitos redimidos (Ap 21: 3, 22): uma. Deus teve um sonho, e esse sonho era ter a Nova Jerusalém, umcidade construída, como a consumação de Sua economia - v. 2b. Nosso sonho é nos tornar a Nova Jerusalém como a consumação deA economia de Deus - vv. 9-10,2. Cristo, sendo a escada celestial em Betel, fala-nos como Deusdeseja ter uma casa na terra localizada com Seus remidos eeleitos transformados, para que ele possa trazer o céu à terra e unir a terra paracéu, para tornar os dois um por toda a eternidade - Jo 1:51; Gênesis 28: 10-22.3. A construção de Deus, a casa de Deus, é a morada mútua de Deus e do homem; A casa de Deus é o homem, e a casa do homem é Deus - Isa. 66: 1-2; 1 Cor. 3:16; Psa.90: 1; João 15: 5a; 14: 23,4. Sem futuro da eternidade, a Nova Jerusalém estará em toda a unidadeverso como algo elevado em direção aos céus sobre o qual o anjofamília vai subir e descer para trazer o céu para a terra e unir a terra para64Página 3céu para o tráfego divino, uma comunhão divina, entre Deus e o homem -2 Cor. 13: 14.D. A Nova Jerusalém é o eterno Monte Sião, o Santo dos Santos, o lugaronde Deus está - Apoc. 14: 1-5; 21: 1-3, 16; Heb. 12h22: 1. Na era da igreja, os homens-Deus que foram aperfeiçoados e amadurecidos sãoSião, os vencedores - Rev. 14: 1: uma. A igreja é a Jerusalém celestial, e os vencedores de são Sião comoo pico alto e o destaque - Heb. 12:22; Rev. 14: 1.b. Os vencedores são para a edificação do Corpo de Cristo para consumiracasalar a Nova Jerusalém - Rom. 12: 4-5; Eph. 4:16; Rev. 3: 12.2. No novo céu e nova terra, toda a Nova Jerusalém se tornaráSião; a Nova Jerusalém, a eterna Sião, será o Santo dos Santos, olugar onde Deus está - 21: 1-3, 16, 22.E. A Nova Jerusalém é a Sulamita real e consumada - uma corporaçãoSulamita, incluindo todo o povo escolhido e redimido de Deus - SS 6:13; Rev.21: 2, 9-10; 22: 17: 1. A maravilhosa Sulamita, a duplicação de Salomão, é a maior efigura final de Nova Jerusalém - SS 6:13; Rev. 21: 2.2. Como contrapartida de Salomão, a Sulamita se tornou a mesma que Salomão emvida, natureza e imagem, como Eva era para Adão - Gên. 2: 20-23: uma. Isso significa que o amante de Cristo se torna o mesmo que em vida, natureza e imagem para combinar com Ele em seu casamento - 2Co 3:18; ROM 8: 29; Rev. 19: 7; 21: 2.b. Os muitos amantes de Cristo eventualmente se tornarão duplicações de Deus emvida e na natureza, mas não na divindade; este é o cumprimento de Deustornar-se homem para que o homem se torne Deus, que é o ponto alto daa revelação divina.IV. “O Deus Triúno processado e consumado, de acordo com o bemprazer de Seu desejo e pela intenção mais elevada em Sua economia, é construir a Si mesmo em Seu povo escolhido e Seu povo escolhido emEle mesmo, para que tenha uma constituição em Cristo como uma mistura de divindadecom a humanidade de ser Seu organismo e Corpo de Cristo, como Seuexpressão eterna e a morada mútua para o Deus redentor e ohomem redimido. Uma consumação final desta estrutura milagrosade tesouro será a Nova Jerusalém para a eternidade ”- inscrever-se emTumba de Witness Lee.Trechos do Ministério: DEIFICAÇÃO - TORNANDO-SE DEUSNA VIDA E NA NATUREZA, MAS NÃO NA TRINDADEIsso nos leva à questão da deificação - a intenção de Deus de tornar os crentes Deus emvida e na natureza, mas não na divindade. Atanásio referiu-se à deificação quando noConselho de Nicea em A. D. 325, ele disse: "Ele [Cristo] foi feito homem para que pudéssemos ser feitos Deus." Embora o termodeificação seja familiar a muitos teólogos e professores cristãos, durantenos últimos dezesseis séculos, apenas um pequeno número ousou usar sobre a deificaçãodos crentes em Cristo.65Página 4Não fui influenciado por nenhum ensino sobre deificação, mas aprendi com meuestudo da Bíblia que Deus pretende tornar os crentes Deus na vida e na natureza, mas nãona Divindade. Por exemplo, 1 João 3: 2 diz: “Amados, agora somos filhos de Deus eainda não foi manifestado o que seremos. Sabemos que se Ele se manifestar, seremoscomo Ele porque nós O veremos assim como Ele é. ”Este versículo revelador claramente que seremos comoDeus.Deus nos torna semelhantes a Ele ao transmitir Sua vida e natureza a nós. 2 Pedro 1: 4 dizque nos tornamos "participantes da natureza divina". João 1: 12-13 diz que nascemos, regenerado, por Deus com Sua vida. Como filhos de Deus, somos "deuses bebês", tendo a vida de Deus enatureza, mas não Sua Divindade. A Divindade é única; Ele é o único que deveria estar trabalhandoenviado.Nós nascemos de Deus e hoje, tendo a vida e a natureza de Deus, somos parcialmente comoEle. Um dia, quando Ele vier, seremos total e inteiramente como Ele.Foi maravilhoso para Davi ser um homem segundo o coração de Deus, mas não foi o suficiente.Deus quer aqueles que podem dizer: “Não sou apenas uma pessoa segundo o coração de Deus. Eu sou deus emvida e na natureza, mas não em Sua Divindade. ”Por um lado, o Novo Testamento revela quea Divindade é única e que somente Deus, o único que possui uma Divindade, deve ser adorado.Por outro lado, o Novo Testamento revela que nós, os crentes em Cristo, temosvida e natureza e que estamos nos tornando Deus em vida e na natureza, mas nunca teremos SuaDivindade. ( Foi maravilhoso para Davi ser um homem segundo o coração de Deus, mas não foi o suficiente.Deus quer aqueles que podem dizer: “Não sou apenas uma pessoa segundo o coração de Deus. Eu sou deus emvida e na natureza, mas não em Sua Divindade. ”Por um lado, o Novo Testamento revela quea Divindade é única e que somente Deus, o único que possui uma Divindade, deve ser adorado.Por outro lado, o Novo Testamento revela que nós, os crentes em Cristo, temosvida e natureza e que estamos nos tornando Deus em vida e na natureza, mas nunca teremos SuaDivindade. ( Foi maravilhoso para Davi ser um homem segundo o coração de Deus, mas não foi o suficiente.Deus quer aqueles que podem dizer: “Não sou apenas uma pessoa segundo o coração de Deus. Eu sou deus emvida e na natureza, mas não em Sua Divindade. ”Por um lado, o Novo Testamento revela quea Divindade é única e que somente Deus, o único que possui uma Divindade, deve ser adorado.Por outro lado, o Novo Testamento revela que nós, os crentes em Cristo, temosvida e natureza e que estamos nos tornando Deus em vida e na natureza, mas nunca teremos SuaDivindade. ( deve ser adorado.Por outro lado, o Novo Testamento revela que nós, os crentes em Cristo, temosvida e natureza e que estamos nos tornando Deus em vida e na natureza, mas nunca teremos SuaDivindade. ( deve ser adorado.Por outro lado, o Novo Testamento revela que nós, os crentes em Cristo, temosvida e natureza e que estamos nos tornando Deus em vida e na natureza, mas nunca teremos SuaDivindade. (Estudo-vida de 1 e 2 Samuel, pp. 166-167) A NOVA JERUSALÉM - UMA COMPOSIÇÃO DE DIVINDADE E HUMANIDADEMISTURADO E MISTURADO JUNTOS COMO UMA ENTIDADEA conclusão da revelação divina na Bíblia é um edifício, a Nova Jerusalém.Este edifício é uma fusão e mesclagem da divindade com a humanidade. Isso é provado pelodescrição da Nova Jerusalém em Apocalipse 21. O versículo 3 refer-se à Nova Jerusalém como “O tabernáculo de Deus” e o versículo 22 diz: “Não vi templo nele, pois o Senhor Deus, o Todo-Poderosoe o Cordeiro é o seu templo. ”A Nova Jerusalém como tabernáculo de Deus é para Deus habitarem, e Deus e o Cordeiro como o templo são para os santos redimidos habitarem. Isso indicaque a Nova Jerusalém será uma morada mútua para Deus e o homem. Além disso, esteedifício é uma composição de seres humanos. Os portões são pérolas inscritas com os nomes deas doze tribos dos filhos de Israel (v. 12), e nas doze fundações estão como dozenomes dos doze apóstolos do Cordeiro (v. 14). Isso indica claramente que a Nova Jerusalémé uma composição do Deus Triúno, que é a essência, centro e universalidade, e Deuspessoas redimidas.A Nova Jerusalém é uma composição da divindade e humanidade mescladas e mescladasjuntos como uma entidade. Todos os componentes têm a mesma vida, natureza e constituição eportanto, são uma pessoa corporativa. É uma questão de Deus se tornar o homem e o homem se tornar Deus emvida e na natureza, mas não na divindade. Esses dois, Deus e homem, homem e Deus, são construídosjuntos sendo misturados e mesclados. Esta é uma conclusão, uma consumação, do edifício de Deus. Todos nós precisamos ter essa visão. ( A Nova Jerusalém é uma composição de divindade e humanidade mescladas e mescladasjuntos como uma entidade. Todos os componentes têm a mesma vida, natureza e constituição eportanto, são uma pessoa corporativa. É uma questão de Deus se tornar o homem e o homem se tornar Deus emvida e na natureza, mas não na divindade. Esses dois, Deus e homem, homem e Deus, são construídosjuntos sendo misturados e mesclados. Esta é uma conclusão, uma consumação, do edifício de Deus. Todos nós precisamos ter essa visão. ( A Nova Jerusalém é uma composição de divindade e humanidade mescladas e mescladasjuntos como uma entidade. Todos os componentes têm a mesma vida, natureza e constituição eportanto, são uma pessoa corporativa. É uma questão de Deus se tornar o homem e o homem se tornar Deus emvida e na natureza, mas não na divindade. Esses dois, Deus e homem, homem e Deus, são construídosjuntos sendo misturados e mesclados. Esta é uma conclusão, uma consumação, do edifício de Deus. Todos nós precisamos ter essa visão. ( do edifício de Deus. Todos nós precisamos ter essa visão. ( do edifício de Deus. Todos nós precisamos ter essa visão. (Estudo-vida de 1 e 2 Samuel, pp. 198-199) O diamante na caixa Se lermos a Bíblia sem prestar atenção a este ponto crucial, então, de uma forma muito realsentido, a Bíblia é para nós um livro vazio. Isso significa que embora a Bíblia seja real em si mesma, emnosso entendimento dela é a Bíblia vazia. Como ilustração, vamos supor que um certoA caixa, bastante atraente, contém um grande diamante. Uma criança pode estar interessada na caixamas não no diamante. Um adulto, no entanto, focaria sua atenção no diamante contidona caixa. Hoje, muitos cristãos estão preocupados com a Bíblia como a "caixa", mas eles não viram e66 Página 5não apreciam o “diamante” que é o conteúdo desta caixa, e podem até condenaraqueles que têm uma apreciação adequada do "diamante" na "caixa". O “diamante” no “Caixa” da Bíblia é a revelação de que em Cristo Deus fez o homem para que o homempode se tornasse Deus em vida e na natureza, mas não na Divindade.A grande maioria dos cristãos de hoje negligencia o ponto crucial na Bíblia que emCristo Deus tornou-se homem para fazer do homem Deus na vida e na natureza, mas não naGodhead e que Deus deseja se mesclar com o homem para ser uma entidade. Alguns não sónegligencie isso; eles acusam falsamente como heréticos que o ensinam. Hoje muitos acreditam em umaspecto deste ponto crucial - que Deus se tornou um homem chamado Jesus - mas eles não acreditamo outro aspecto - que o homem está se tornando Deus em vida e na natureza,Estudo-vida de 1 e 2 Samuel, p. 204) A LUZ EA LÂMPADAA cidade que não tem necessidade do sol nem da lua Apocalipse 21:23 diz: “A cidade não precisa do sol nem da lua parabrilhe nele, pois a glória de Deus o iluminou, e sua lâmpada é o Cordeiro” . No milênio oa luz do sol e da lua será intensificada (Is 30:26). Mas na Nova Jerusalémno novo céu e nova terra, não haverá necessidade do sol nem da lua. O único a lua estará no novo céu e nova terra, mas não estará disponível noNova Jerusalém; pois ali Deus, a luz divina, brilhará com muito mais intensidade. Não Havendo NoiteNa Nova Jerusalém não haverá noite, pois “não haverá mais noite” (Ap 22: 5a). “Não haverá noite” (21: 25b). No novo céu e nova terra, ainda haverá odistinção entre dia e noite, mas na Nova Jerusalém não haverá tal distinçãoção. Fora da cidade haverá noite, mas dentro da cidade não haverá noite porque oa cidade terá uma luz eterna e divina, o próprio Deus. A Glória de Deus iluminando a cidade como a luz da vida divina, e o Cordeiro sendo a lâmpada que irradia a luz divinapela Cidade Transparente como a GlóriaApocalipse 21:11 e 23 nos dizem que a Nova Jerusalém tem a glória de Deus e que elaa luz é como uma pedra preciosíssima, como uma pedra de jaspe, clara como o cristal. Na nova JerusalémCristo, como a lâmpada da cidade sagrada, brilhará com Deus como a luz para iluminar a cidadecom a glória de Deus, uma expressão da luz divina. “A cidade não precisa de sol nem dea lua para que nela brilhassem, pois a glória de Deus a iluminou, e sua lâmpada é aCordeiro” (v. 23). A glória de Deus, que é Deus expresso, ilumina a Nova Jerusalém.Portanto, a glória de Deus, com Deus como sua substância, essência e elemento, é a luz doNova Jerusalém que brilha no Cordeiro como sua lâmpada. A glória expressa de Deus, ou o Deusda glória expressa, é a luz brilhando em Cristo como a lâmpada através da parede de jaspe deA Nova Jerusalém como o jaspe mais precioso, que traz a aparência de Deus rica em vida (v. 11) .A aparência de Deus rico em vida acompanhada o brilho para uma expressão de Deus em Sua emanifestação final consumada.Em 21:23, vemos que Deus é a luz e Cristo é uma lâmpada. Isso indica que Deus e o Cordeiro é uma luz. Deus é o conteúdo, e o Cordeiro, Cristo, é o portador da luz, oexpressão. Isso significa que Deus, que é a luz, brilhará em Cristo como a lâmpada em toda a cidade. Esta é uma questão de dispensar divino, pois o brilho da luz divina é realmenteo dispensar de Deus Triúno processado aos crentes.67 é o portador da luz, oexpressão. Isso significa que Deus, que é a luz, brilhará em Cristo como a lâmpada em toda a cidade. Esta é uma questão de dispensar divino, pois o brilho da luz divina é realmenteo dispensar de Deus Triúno processado aos crentes.67 é o portador da luz, oexpressão. Isso significa que Deus, que é a luz, brilhará em Cristo como a lâmpada em toda a cidade. Esta é uma questão de dispensar divino, pois o brilho da luz divina é realmenteo dispensar de Deus Triúno processado aos crentes.67Página 6 Deus, a luz divina, precisa de uma lâmpada. Sem o Cordeiro sendo a lâmpada, o brilho de Deusiria nos matar. No entanto, com o Cristo redentor como lâmpada, a luz divina não matanós, mas em vez disso nos ilumina. Primeira Timóteo 6:16 diz que Deus habita em luz inacessível.Em Cristo, porém, Deus se torna acessível. Separado de Cristo, o brilho de Deus seria ummatando, mas em Cristo o brilho de Deus é uma iluminação. Porque a luz divina brilha atravéso Cordeiro, o Redentor, tornou-se amável e palpável. Através do Cordeiro como olamp A luz de Deus se torna um brilho agradável para o dispensar de Deus. ( A Conclusão doNovo Testamento, pp. 2731-2733) A ESPOSA DO CRISTO REDENTORA Nova Jerusalém não é apenas o tabernáculo de Deus, mas também a esposa dos redentoresCristo. Tanto no Antigo como no Novo Testamento, Deus compara Seu povo escolhido a uma esposa porSua satisfação no amor (Isaías 54: 6; Jeremias 3: 1; Ezequiel 16: 8; Oséias 2:19; 2 Coríntios 11: 2; Efésios 5: 31-32) .Na Nova Jerusalém como a esposa do Cristo redentor, Deus terá a mais plena satisfaçãoção no amor.Apocalipse 21: 9b e 10 dizem: “Vem esposa, eu te mostrarei a noiva, a do Cordeiro.E ele me levou em espírito para uma grande e alta montanha e me mostrou a cidade sagrada, Jerusalém, descendo do céu da parte de Deus. ”Pensar que uma noiva é principalmente para o casamento, a esposa é para o resto da vida. A Nova Jerusalém será uma noiva no milênio paramil anos como um dia (2 Pedro 3: 8) e então a esposa no novo céu e nova terrapara a eternidade. A noiva no milênio incluirá apenas os santos vencedores, mas a esposano novo céu e nova terra incluirá todos os filhos redimidos e regenerados de Deus (Rev. 21: 7) .A Nova Jerusalém será uma com o Cristo redentor, como Eva se tornado uma comAdão. Eva foi construída a partir de uma costela que foi tirada do lado de Adão, e então ela foi trazida volta a ele para ser uma carne com ele - ser um com ele na natureza e na vida (Gênesis 2: 21-24; Ef. 5: 25-27, 29-32). O princípio é o mesmo com a Nova Jerusalém como a esposa doredimindo Cristo. Ela será uma com o seu Redentor na natureza e na vida. Mais uma vez vemosque a Nova Jerusalém não pode ser uma cidade material, pois uma cidade física não pode ser uma comCristo na natureza e na vida. A Nova Jerusalém não terá apenas o elemento divino adicionado a ele e a natureza santa de Deus trabalhada nele,Ter a Igreja como miniatura A Nova Jerusalém como esposa do Cristo redentor tem uma igreja como sua miniatura.Isso é revelado pela palavra de Paulo em Efésios 5: 22-32, onde ele fala da igreja como ocontraparte de Cristo. A igreja é na verdade uma parte de Cristo, pois a igreja vem deCristo é para Cristo, assim como Eva saiu de Adão e foi para Adão.Em Efésios 5:32, Paulo diz: “Grande é o mistério, mas falo a respeito de Cristoe a igreja. ”O fato de que Cristo e a igreja são um só espírito (1 Cor. 6:17), conforme tipificadopelo fato de o marido e a esposa serem uma só carne, é o grande mistério. Certamente é um grande mistérioque a igreja como a contraparte de Cristo vem de Cristo, tem a mesma vida e natureza queCristo, e é um com Cristo. Tendo sido a Noiva de Cristo no MilênioNo novo céu e nova terra, Cristo terá uma esposa, mas no milênio Ele teráter uma noiva (Ap. 19: 7-8; 21: 2), consistindo nos crentes vencedores. Em sua voltaCristo se casará com os vencedores. Esse casamento é descrito em Apocalipse 19: 7-9.68 Página 7 Apocalipse 19: 7 diz: “Alegremo-nos e exultemos, e demos glória a Ele, peloo casamento do Cordeiro chegou, e Sua esposa se aprontou. ”O casamento doCordeiro é o resultado da conclusão da economia neotestamentária de Deus. Economia de Deus emo Novo Testamento é obter para Cristo uma noiva, uma igreja, por meio de Sua redenção evida divina. Pela operação contínua do Espírito Santo ao longo de todos os séculos, esse objetivoserá concluído no final desta idade. Em seguida, uma noiva, que consistirá na superaçãocrentes, prontos prontos.As palavras Sua esposaem Apocalipse 19: 7 especial-se à igreja (Ef 5: 24-25, 31-32), a noivade Cristo (João 3:29). No entanto, de acordo com Apocalipse 19: 8 e 9, a esposa, a noiva de Cristo, consiste apenas nos crentes vencedores durante o milênio, enquanto a noiva, a esposa, em Apocalipse 21: 2 é composta por todos os santos salvos após o milênio para semprenidade.Apocalipse 19: 7b nos diz que a esposa “se aprontou”. A prontidão donoiva depende tanto da maturidade dos vencedores em vida quanto de serem construídos juntos comouma entidade corporativa. Portanto, osedores não são apenas maduros em vida, mas também construídosjuntos como uma noiva.Apocalipse 19: 8 diz: “Foi-lhe permitido que se vestisse de linho fino, resplandecentee puro; porque o linho fino são as justiças dos santos ”. Aqui puro se refere aonatureza ebrilhante , para a expressão. Como virtudes, ou atos justos, não se refere aa justiça (que é Cristo) que Recebemos para nossa salvação, uma justiça que é objetivo e que nos qualifica para atender às exigências de Deus justo. As justiçasdos crentes vencedores em Apocalipse 19: 8 são subjetivos para que possam encontrar oexigência da vitória de Cristo. O linho fino, portanto, indica nossa superaçãovida. Na verdade, é o Cristo que vivemos de nosso ser. Constituído por todos os santos aperfeiçoadosEm última análise, no novo céu e nova terra, a Nova Jerusalém como a esposa do Cristo redentor será constituída de todos os santos perfeitos. Depois do milênio tudoos santos foi aperfeiçoados e constituídos juntos para ser a entidade maravilhosa daNova Jerusalém.A consumação da igreja como a contraparte de Cristo será a Nova Jerusalémno novo céu e nova terra para a eternidade. Apocalipse 21: 2 diz: “Eu vi a cidade santa, NovaJerusalém, descendo do céu de Deus, preparada como uma noiva adornada para seu maridobanda.” A Nova Jerusalém é uma composição viva de todos os santos redimidos e aperfeiçoados porDeus por todas as gerações . Esta é uma noiva, uma esposa de Cristo como Sua contraparte. Comoa esposa de Cristo, a Nova Jerusalém sai de Cristo e se torna Sua contraparte. Elaé preparado pela participação nas riquezas da vida e natureza de Cristo.Apocalipse 22:17 indica que Cristo e a Nova Jerusalém como Sua esposa serão umcasal universal para a eternidade. O Espírito, que é a totalidade do Deus Triúno processado, torna-se um com os crentes, que agora estão totalmente maduros para serem celebrados a noiva. Portanto, um consomatório do Deus Triúno processado e a consumação dos escolhidos, redimidos de Deus, como pessoas regeneradas e transformadas serão uma e serão um casal universal expressando o Deus Triúno para a eternidade. ( a consomatório do Deus Triúno processado e a consumação dos escolhidos, redimidos de Deus, como pessoas regeneradas e transformadas serão uma e serão um casal universal expressando oDeus Triúno para a eternidade. ( a consomatório do Deus Triúno processado e a consumação dos escolhidos, redimidos de Deus, como pessoas regeneradas e transformadas serão uma e serão um casal universal expressando oDeus Triúno para a eternidade. (A Conclusão do Novo Testamento, pp. 2700-2703) 69📷
Texto original
O TRABALHO ÚNICO NA RECUPERAÇÃO DO SENHORugerir uma tradução melhor
submitted by LAGOOLIVEIRA to u/LAGOOLIVEIRA [link] [comments]


2020.09.06 17:54 napoleonc espy

Dons e habilidades específicas de IP

Esses gráficos fornecerão apenas o bônus que esses dons / habilidades dão ao sistema de IP. Para todos os bônus / dons / habilidades oferecidos por IP / SA, consulte o gráfico acima.

Como funciona!

Quando uma cena é postada, desde que não esteja ocorrendo em um exército em movimento (exércitos em fortalezas / cidades / etc. Serão lançados neste sistema), um moderador rola em um canal público de rolagem para determinar se um espião ouviu o conteúdo.
Este teste é acionado por um pedido do jogador. Basta enviar o seguinte formato:
**IP Rolagem Requerente** **Alvo:** [Cena] 
Os parâmetros para cenas públicas são os seguintes:
Os parâmetros para cenas privados são os seguintes:
Cenas públicas x privadas geralmente se resumem a se uma conversa está ocorrendo a portas fechadas ou ao ar livre. Por exemplo, em Porto Real, uma discussão ocorrendo nos jardins da Fortaleza Vermelha é considerada pública. Uma discussão ocorrendo nas câmaras do Pequeno Conselho é considerada privada.

Determinando quem recebe informações

Após um IP roll bem-sucedido, uma lista de espiões presentes é lançada em um randomizador de lista.
Um teste é feito em um d20 para determinar quantos anéis presentes, em uma escala de porcentagem, aprendem sobre os eventos do segmento.
Os parâmetros são os seguintes:
Digamos, por exemplo, que Lady Redwyne e Lord Roxton estão conversando nos mercados fora de Jardim de Cima e o IP é bem-sucedido. O resultado do teste acima é um 20 natural, o que significa que 50% dos anéis na Campina aprenderão as informações neste tópico (de uma forma ou de outra). Se houver 20 anéis ao alcance, 10 deles aprenderão. Para determinarmos quais 10 aprenderam sobre esse tópico, a lista de 20 anéis é enviada ao gerador de lista aleatória. Um 10d20 é lançado, 10 representando quantos anéis aprenderão da informação e 20 representando o número total de anéis presentes. Os 10 números resultantes gerados pelo teste serão então comparados com a lista aleatória. Digamos que os resultados sejam 1, 9, 11, 5, 12, 11, 20, 19, 15, 5. Os proprietários desses anéis serão notificados com uma pequena sinopse no sabor de um relatório de espionagem sucinto isso diz a eles o que aprenderam.
Se um jogador tem mais de 1 anel em uma área, e eles rolaram duas vezes, não haverá relançamento. Isso representa o poder do personagem em uma área; quanto mais anéis você tem em uma área, mais chances você tem de aprender sobre um tópico e menos chances de outros mestres espiões aprenderem sobre uma cena.
A lógica por trás de ter uma boa quantidade de anéis aprendendo informações não é que eles estarão todos presentes naquela cena em si, mas que esses espiões aprenderão sobre essas informações através de suas conexões subterrâneas. A notícia se espalha, mesmo que seja sobre algo relativamente inofensivo. A intriga desempenha um grande papel no Grande Jogo.
Aqueles que aprenderem sobre o conteúdo das cenas saberão de tudo, incluindo conversas que continuam após a rolagem.

Anéis defensivos

Se a sua cena for espionada e você tiver anéis na área em que essa cena está ocorrendo (mesmo que você esteja apenas participando da cena) e seu anel for um daqueles rolados para receber a informação, você será informou que espiões tentaram (e podem ter) fugido com algumas informações. Isso representa uma espécie de sistema anti-espionagem.

Ações de IP na Virada de Turno

Devido à abordagem minimalista que adotamos com este sistema, a única participação ativa dos membros é através da virada de turno.
A virada de turno é onde você poderá mover seus anéis de uma região para outra. Não há negativos para mover seus anéis.
Lembre-se: Se você criar um personagem ou aprender uma habilidade que forneça anel (eis) para você, envie um ModMail ou mensagem para um adm com a localização do (s) seu (s) anel (eis).
Você DEVE enviar uma ficha a cada lua para manter seu status de atividade de IP. Se você não mover nenhum de seus anéis, use o formato de Atividade abaixo.
Formato de solicitação de movimento de anel único:
**Nome do Personagem:** **Movendo Anel:** [Região atual] para [Região de destino] Formato de solicitação de movimento do anel múltiplo: **Nome do Personagem:** **Movendo Anel:** [Região Atual 1], [Região Atual 2] para [Região de Destino] Formato Ativo (se você não quiser mover nenhum anel, poste este): **Nome do Personagem:** **Todos Anéis Parados:** 
Exemplo para solicitação de movimento de anel único:
Nome do personagem: Qarl Frey
Mova o Anel: Tridente para Porto Real
Exemplo para solicitação de movimento de vários anéis:
Nome do personagem: Qarl Frey
Move Rings: 2 anéis norte, 2 anéis Tridente para Porto Real
Exemplo 2 para solicitação de movimento de vários anéis:
Nome do personagem: Qarl Frey
Mover anéis: 1 anel norte para Tridente
Move Rings: 2 Anéis Vale, 2 Porto Real rings para Terras da Coroa
Mover anéis: 2 anéis de Porto Real para Dorne

Subterfúgio Ativo

A inteligência passiva é apenas metade do sistema, se tanto. O restante reside em subterfúgio ativo e suas ações relacionadas, incluindo Assassinatos, Sabotagem e Espionagem Militar.
A inteligência passiva e o subterfúgio ativo não se misturam. Este é um sistema separado de seus anéis passivos de coleta de inteligência. Seus anéis IP têm impacto direto zero em qualquer uma das mecânicas do Active Subterfuge abaixo.
Para participar do sistema Active Subterfuge, você precisa de um dos três tipos de Agentes: Assassino, Sabotador e Mole. Presentes e habilidades fornecem a você esses agentes, conforme listado abaixo. Ao contrário do IP, SA concentra-se em áreas / cidades / locais específicos e não em regiões como um todo.
Para utilizar seus agentes, você deve se envolver com a virada de turno. Subterfúgio Ativo é estritamente um sistema baseado em virada de turno, diferente da solicitação final assim que você estiver pronto para iniciar. Seus agentes criam níveis de infiltração em locais estáticos. Mais sobre isso abaixo.

Dons e habilidades específicas do SA

Esses gráficos fornecerão apenas o bônus que esses dons / habilidades proporcionam ao sistema SA. Para todos os bônus que os dons / habilidades de IP / SA oferecem, consulte o gráfico no topo desta página.

Infiltrações

Para sequer pensar em utilizar seus agentes e seus dons / habilidades, você deve ter agentes infiltrados em uma área / exército. Você só pode solicitar 1 infiltração por lua por agente que você possui. Você NÃO pode empilhar seus agentes em uma área para ter várias chances de aumentar seu nível de infiltração. Apenas um agente por área é permitido.
Você pode empilhar UM Assassino e UM Sabotador em um local, mas não mais de um agente de cada tipo em um local.
Seus agentes começarão sem atribuição. Você DEVE ter sucesso em um teste de infiltração para que seus agentes sejam estabelecidos em um local.
Seus agentes DEVEM permanecer na área / região para aumentar os níveis de infiltração. Se eles forem transferidos para outra área, seus níveis de infiltração serão redefinidos. Por exemplo, se na Lua 1 você usar com sucesso um agente para construir infiltração em Rochedo Casterly, e então na lua 2 você usar esse agente com sucesso em Winterfell, você perderá seu (s) nível (is) de infiltração em Rochedo Casterly.
Ao contrário do PI, você deve especificar um local, não uma região. Os dons e habilidades terão efeitos nos testes e serão listados em suas respectivas seções abaixo. Os parâmetros para infiltrações são os seguintes:
Cada tipo de subterfúgio terá seus próprios requisitos de infiltração. Por exemplo, você precisa completar 6 infiltrações antes de solicitar uma jogada de assassinato contra o rei. Não é tão fácil quanto parece.
As infiltrações são a substituição para os requisitos de prontidão, coleta de informações / ação não destrutiva / destrutiva do sistema antigo.
O sabor dentro do universo para infiltrações são seus agentes lentamente, ao longo do tempo, construindo suas informações sobre o alvo. Isso poderia ser memorizar as rotas de patrulha de guarda, memorizar as rotas para entrar e sair facilmente, obter um disfarce, preparar materiais, etc. O subterfúgio não foi feito para ser fácil e isso representa o trabalho árduo dos agentes e seus espiões em tentativas de subterfúgio .
Nota: Se o seu pedido de subterfúgio for bem-sucedido, seus níveis de infiltração na área serão eliminados completamente até 0.

Interrogando Agentes Capturados

Sempre que um Agente é capturado, seja nas infiltrações ou nos testes de tentativa Ativos, 2 testes serão feitos usando os seguintes parâmetros:
Se o espião mestre do Agente tiver o dom insidioso:
1: O lançamento deve ser um 20 natural , ou seja , o lançamento básico sem quaisquer modificadores.
Se os espiões mestres tiverem colaborado e um agente for pego na tentativa, o primeiro conjunto de parâmetros aqui será utilizado mesmo se algum dos mestres espiões envolvidos tiver o dom Insidioso. Se o interrogatório for bem-sucedido, o mestre espião que tem o dom Insidioso não será revelado, a menos que o teste seja um 20 natural.
Se todos os mestres espiões envolvidos tiverem o dom Insidioso, o segundo conjunto de parâmetros será usado.

Ações de SA na Virada de Turno

A virada de turno é onde você solicitará suas jogadas de infiltração e moverá seus agentes.
Observação: mover o agente com sucesso perderá todos os níveis de infiltração em sua localização atual. Você deve solicitar uma tentativa de infiltração para obter níveis de infiltração.
Aqui está o layout para a configuração inicial de seus agentes:
**Nome do Personagem:** **Dons/Habilidades:** **Ação:** [Tipo de Agente], Infiltração [Local] 
Se o procedimento acima for bem-sucedido, você ganhará 1 nível de infiltração no local. Para continuar a construir níveis de infiltração , você deve enviar a seguinte ação:
**Nome do Personagem:** **Dons/Habilidades:** **Ação:** [Tipo de Agente e Local], Infiltrado, [Nível da Infiltração atual] 
Para mover seus agentes , você deve enviar a seguinte ação:
**Nome do Personagem:** **Dons/Habilidades:** **Ação:** [Tipo de Agente e LOcal], Infiltração [Novo Local] 
Nota: Se o teste acima for bem-sucedido, você perderá todos os níveis de infiltração em seu local original .
Exemplo para configuração inicial de agentes:
Nome do personagem: Qarl Frey
Dons / Habilidades: Subversivo / Sabotagem (e), Investigar
Ações: [Sabotador], Infiltrar [Correrrio]
Exemplo para construir níveis de infiltração:
Nome do personagem: Qarl Frey
Dons / Habilidades: Subversivo / Sabotagem (e), Detetive
Ações: [Sabotador Correrrio], Infiltrar-se, [1]
Exemplo para movimentação de agentes:
Nome do personagem: Qarl Frey
Dons / Habilidades: Subversivo / Sabotagem (e), Detetive
Ações: [Sabotador de Correrrio], Infiltrar [Harrenhall]

Assassinatos

Se você está construindo níveis de infiltração de assassinos em um local, presume-se que você, bem, deseja assassinar alguém lá. Existem custos de infiltração específicos para seus alvos que você deve trabalhar. Conforme a meta fica mais importante, o custo de infiltração aumenta. É objetivamente mais difícil assassinar um Lord Suserano ou Rei do que um Lord menor ou um Plebeu..
O alvo não precisa ser nomeado até a solicitação de rolagem final (enviada ao Homem Comum). Esteja avisado, se você não tiver infiltração suficiente salva, sua solicitação será negada se for determinado que seu alvo é um nível superior ao que você salvou.
Para os parâmetros de infiltração, consulte a seção Infiltrações acima.

Dons / habilidades específicas para assassinato

Este gráfico fornece apenas o bônus que esses dons / habilidades podem fornecer para testes de infiltração de Assassínio e testes de tentativa de Assassínio.

Tentativa de Assassinato

O dia chegou. O dia que você, junto com possíveis co-conspiradores, planejou para muitas luas. No final das contas, isso realmente não se resume a um único teste ... porque cada teste de infiltração foi um planejamento meticuloso e paciência. A dificuldade vem do planejamento, não da ação final.
Aqui estão os parâmetros básicos de tentativa:
Se sua tentativa de assassinato for contra um personagem com uma guarda de PERSONAGEM DE JOGADOR especificada, como o Rei / Rainha ou um membro da Família Real com uma Guarda Real / Guarda Rainha atribuída a eles for bem-sucedida, um teste adicional será necessário:
Para representar o treinamento de um Assassino, seu limite de duelo será 60/3

sabotar

Existem vários tipos diferentes de sabotagem em que seus agentes podem participar. Abaixo estão os vários níveis de infiltração necessários para várias ações de sabotagem.
Abaixo está uma descrição sucinta sobre a que cada um dos tipos de Sabotagem pode ser aplicado:
Ler uma carta fornecerá a você o conteúdo da carta, mas alertará o destinatário de que a carta foi lida. Ler os planos de guerra fornecerá a você apenas a ordem de movimento inicial se originado do local em que seu Sabotador está (por exemplo, Lannister movendo uma quantidade X de tropas de Rochedo Casterly para Porto Real).
Para os parâmetros de infiltração, consulte a seção Infiltrações acima.

Sabotar dons / habilidades específicas

Este gráfico fornece apenas o bônus que esses dons / habilidades podem fornecer para testes de infiltração de Assassinato e testes de tentativa de Assassinato.

Tentativa de Sabotagem

O dia chegou. O dia que você, junto com possíveis co-conspiradores, planejou para muitas luas. No final das contas, isso realmente não se resume a um único teste ... porque cada teste de infiltração foi um planejamento meticuloso e paciência. A dificuldade vem do planejamento, não da ação final.
Aqui estão os parâmetros básicos de tentativa:

Solicitação de tentativas de assassinato / sabotagem

Enquanto as jogadas de infiltração são solicitadas através da virada de turno, você deve notificar o Homem Comum com sua solicitação para usar os níveis de infiltração do seu agente.
O formato da ficha deve ser o seguinte:
**Nome do Personagem:** **Dons/Habilidades:** **Localização do Agente e nÍVEL DE iNFILTRAÇÃO:** **aÇÃO rEQUESITADA:** [List one of the sabotages, or Assassination] **Action Target:** [Who/where will be the target?] **Notas:** [Anything relevant to use for flavor purposes in writing the attempt up.] 
Exemplo de solicitação de tentativa de sabotagem:
Nome do personagem: Qarl Frey
Dons / Habilidades: Subversivo / Sabotagem (e), Investigar
Localização do agente e nível de infiltração: Correrrio, 5
Ação solicitada: Destruição Principal
Alvo de ação: armazenamento de alimentos em Correrrio
Notas: Este será um incêndio criminoso que atinge as lojas de alimentos e queima as colheitas armazenadas para o inverno.
Exemplo de solicitação de tentativa de assassinato:
Nome do personagem: Qarl Frey
Presentes / Habilidades: Cruel / Assassino (e),Investigar
Localização do agente e nível de infiltração: Correrrio, 5
Ação solicitada: assassinato
Alvo da ação: Lord Tully
Notas: Se for bem-sucedido, o assassino estrangulará Lorde Tully em seu sono e então cortará sua orelha.

Espionagem Militar

O funcionamento da Espionagem Militar é passivo em relação à coleta de informações, ao invés de ativo. Existem níveis de espionagem militar, cada um abrindo mais informações para o espião mestre.
Um espião mestre DEVE rolar para se infiltrar em sua Mole a cada turno , mesmo no nível 5. Isso ocorre porque a coleta de informações é constante e, portanto, sempre deve haver uma chance de capturar o espião. Se o espião mestre perder um segmento de turno, seu nível de infiltração diminuirá em 1 (para não ser inferior a 1).
Abaixo está uma lista de quais informações cada camada de infiltração fornece:

Dons / habilidades específicas para espionagem militar

Espionagem Militar Turn Thread Action

Essas ações de sequência de turnos não são diferentes de Assassinato e Sabotagem, elas requerem apenas uma informação adicional.
Para determinar com qual exército seu Mole está, você deve incluir um link para o comentário de ordem de movimento do segmento de turno mais atual desse exército em seu link. Mover sua Mole fará com que você perca todas as camadas.
**Nome do Personagem:** **Dons/Habilidades:** **Ação:** Mole, Infiltração [Local] 
Se você quiser mover sua Mole para outro exército, você pode fazer isso usando a seguinte solicitação de ordem:
**Nome do Personagem:** **Dons/Habilidades:** **Ação:** Mole [Exército], Infiltração [Novo Exército] 
Nota: mover sua Mole de um exército fará com que você perca todos os níveis de infiltração.
Exemplo de solicitação de infiltração de toupeira:
Nome do personagem: Qarl Frey
Presentes / habilidades: Schemer / Espionagem (e), Detetive
Ações: Toupeira, Infiltrar [Exército Tully]
Link do tópico de virada do Exército: [link para o pedido mais recente do tópico de virada do Tully Army]
Exemplo de solicitação de movimento de toupeira:
Nome do personagem: Qarl Frey
Presentes / habilidades: Schemer / Espionagem (e), Detetive
Ações: Tully Army Mole, Infiltrate [Stark Army]
Link do tópico de virada do Exército: [link para o pedido mais recente do tópico de virada do Exército Stark]
submitted by napoleonc to testebrr [link] [comments]


2020.09.05 04:27 frdnt Despindo o Homem Encapuzado

A teoria abaixo é parte de uma serie de textos escritos por Cantuse em seu blog. Link: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/the-hooded-man-uncloaked/
-------------------------------

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO III

Provavelmente, um dos maiores mistérios de A Dança dos Dragões é a identidade do homem encapuzado. Muitas pessoas foram propostas, de Robett Glover a Harwin e ao próprio Theon em algum estado dissociativo.
No entanto, acredito que posso fazer uma conclusão mais convincente de que o homem encapuzado não é nenhuma dessas opções mais conhecidas. Este ensaio explica minha teoria sobre o homem encapuzado e seu propósito em Winterfell.
Colocando minhas cartas na mesa, aqui estão as principais afirmações que faço:
NOTA: Este ensaio pode ser controverso em sua construção e conclusões. Deve-se notar que a identidade do homem encapuzado não é verdadeiramente crítica para que o restante do Manifesto valha a pena. Este ensaio é bastante independente, não afetando mais nada no Manifesto.
Em outras palavras, se você não gosta deste ensaio, pode simplesmente ignorá-lo e continuar.
[...]

PRIMEIROS SINAIS DO GIGANTE

Eu gostaria de um breve momento para destacar algo importante.
– Para lutar com Lorde Stannis, temos que encontrá-lo primeiro – Roose Ryswell observou. – Nossos batedores saíram pelo Portão do Caçador, mas até agora nenhum deles retornou.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Batedores estão desaparecendo do lado de fora do Portão do Caçador. Este é o mesmo portão onde Mors Crowfood parece chegar um ou dois dias depois:
O rufar parecia estar vindo da Matadelobos, além do Portão do Caçador. Estão do lado de fora das muralhas.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
O desaparecimento dos batedores parece algo pelo qual Mors seria responsável. É consistente com o que encontramos no capítulo liberado de Theon de Os Ventos do Inverno: construir obstáculos e impedir ou matar aqueles que saem dos portões. No mínimo, Mors não quer que nenhum batedor encontre seu bando de garotos e informe a Roose Bolton.
Mais importante, os batedores ausentes indicam que Mors estava realmente fora de Winterfell há pelo menos um dia (talvez mais) antes de tocar seus berrantes de guerra.
Mas por que ele ficaria lá aguardando em segredo?
Para responder a essa pergunta, temos que mergulhar no mistério do homem encapuzado.

O IDIOTA DOS RYSWELL

É difícil imaginar o tipo de mente obtusa que é necessária para ser Roger Ryswell. Há algo de suspeito sobre a magnitude e a natureza de sua idiotice.
O Idiota dos Ryswell
Eu gostaria de um momento para mostrar algumas passagens:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
– Esses mortos eram todos homens fortes – disse Roger Ryswell –, e nenhum deles foi apunhalado. O Vira-Casaca não é nosso assassino.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Roger Ryswell grunhiu.
– Se não é ele, quem é? Stannis tem algum homem dentro do castelo, isso está claro.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Ryswell não estava convencido.
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Vejam, pode ser apenas eu, mas não parece que ele está quase deliberadamente negando qualquer explicação possível para os assassinatos?
Da perspectiva de um leitor, não é também uma estranha coincidência que Roger faz afirmações que contradizem vários truques que nós realmente vimos em A Dança dos Dragões:
Roger nega que as três diferentes conspirações que descobrimos sejam verdadeiras ou se tornarão verdadeiras posteriormente no livro e rapidamente descarta o restante.
Como uma pessoa consegue ser tão boa em acidentalmente impedir uma investigação de assassinato?
Falta de contato visual
Quando você pensa no Homem Encapuzado e na descrição que temos dele, existem apenas dois detalhes que vêm à mente: sua capa e seus olhos.
Mais adiante, cruzou com um homem que vinha na direção oposta, uma capa com capuz agitando-se atrás dele. Quando se encontraram frente a frente, seus olhos se encontraram brevemente. O homem colocou a mão na adaga.
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Assim, vemos que Theon dá uma rápida olhada na capa do homem. Vemos também que Theon evita contato visual com o homem.
Essa falta de contato visual pode ser importante para determinar a identidade do homem encapuzado. Não há dúvida de que Theon evita o contato visual em geral, podemos supor que isso aconteça de vez em quando.
No entanto, gostaria de apontar outro exemplo muito interessante que mostra Theon evitando deliberadamente o contato visual ou olhar para o rosto de uma pessoa:
Pernas de Aço o levou pelo Grande Salão, até o solar que certa vez fora de Eddard Stark. Lorde Bolton não estava sozinho. A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
– Me contaram que você anda vagando pelo castelo – Lorde Bolton começou. – Homens reportaram terem visto você nos estábulos, nas cozinhas, nos barracões, nas ameias. Foi observado perto das ruínas das torres caídas, do lado de fora do velho septo da Senhora Catelyn, indo e vindo do bosque sagrado. Nega isso?
– Não, ‘nhor. – Theon fez questão de falar mal a palavra. Sabia que aquilo agradava Lorde Bolton. – Não consigo dormir, ‘nhor. Eu caminho. – Manteve a cabeça baixa, olhos fixos nas velhas tábuas corridas no chão. Não seria sábio olhar sua senhoria no rosto.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Você notou o rosto que Theon não conseguiu explicar?
A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Por que obtemos descrições dos rostos de Barbrey Dustin e Aenys Frey, mas apenas a capa e o broche de Roger Ryswell? Ora, mesmo que Theon não olhe para Roose Bolton, ele pelo menos explica a razão para não fazer isso.
Tenha em mente que este interrogatório acontece logo após o encontro de Theon com o homem encapuzado, então o contato visual furtivo pode ser um indicativo de um comportamento continuado daquele encontro anterior.
Além disso, um detalhe extremamente pequeno é que Theon se detém na capa de Roger, o único outro detalhe que temos sobre o homem encapuzado.
Existem outros elementos interessantes do interrogatório de Theon:
Dedos perdidos
Quando a Senhora Dustin exige que Theon remova suas luvas: Roger Ryswell não mostra nenhum interesse nos dedos perdidos de Theon. Os outros participantes (Barbrey Dustin e Aenys Frey) comentam especificamente sobre suas mãos. Ryswell não o faz, em vez disso, descarta imediatamente Theon como um suspeito, não com base nos dedos, mas na falta de força de Theon. Ele também o chama de vira-casaca aqui. Talvez sua falta de interesse nas mãos de Theon seja porque ele acabou de vê-los.
Vassalos rivais
A outra coisa interessante sobre Ryswell aqui é sua aversão particular por Wyman Manderly. Embora insultar o personagem de Manderly seja muito comum, Manderly e Ryswell não têm grandes motivos para animosidade e, portanto, as observações de Ryswell sobre Wyman parecem bastante enfáticas:
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Este é um insulto particularmente venenoso.
Há um homem no norte que fez comentários grosseiros deste tipo sobre Wyman. Mors Papa-Corvos Umber:
– Manderly? – Mors Umber fungou. – Esse grande saco bamboleante de banha? Seu próprio povo caçoa dele, chamando-o de Lorde Lampreia, segundo ouvi dizer. O homem quase não consegue andar. Se espetasse uma espada na sua barriga, dez mil enguias torceriam-se para fora.
(ACOK, Bran II)
Os Umbers e Manderlys são conhecidos por entrarem em conflito por várias questões, como a herança das propriedades da Senhora Hornwood. Independentemente de qualquer trégua atual que possam ter, Mors continua sendo uma pessoa improvável de conter tais comentários depreciativos.
Agora você pode ver que estou começando a afirmar os dois pontos a seguir:
Devo admitir que, até agora, apresentei evidências interessantes, porém circunstanciais.
Não tenho dúvidas de que esses pontos parecem apenas parcialmente sólidos até agora. Mas tenha fé. O resto virá em alguns instantes.

O GRILHÃO DE RUBI

Então, onde está o “grilhão de rubi” - a braçadeira que Melisandre colocou em Mance Rayder em A Dança dos Dragões?
Sabemos que esse grilhão parecia criar e sustentar um glamour (ou ilusão), que Mance Rayder era na verdade Camisa de Chocalho.
Esta parece ser uma ferramenta incrivelmente valiosa, especialmente quando se fala sobre os tipos de atividade furtiva em que Mance e Mors estão envolvidos.
Então onde está? O que pode ser feito com isso?
Mance Revelado
Em primeiro lugar, sabemos que Mance não está usando a braçadeira de rubi, ou que ela pelo menos está desativada. Sua aparência como Abel é muito parecida com sua aparência original em A Tormenta de Espadas:
Uma mulher grávida estava em pé junto a um braseiro, cozinhando algumas galinhas, enquanto um homem grisalho com um esfarrapado manto preto e vermelho estava sentado numa almofada, de pernas cruzadas, tocando uma alaúde e cantando.
(ASOS, Jon I)
O Rei-para-lá-da-Muralha não se parecia em nada com um rei, e tampouco se parecia com um selvagem. Era de média estatura, magro, com feições bem definidas, astutos olhos castanhos e longos cabelos castanhos já quase totalmente grisalhos.
(ASOS, Jon I)
Os dedos de Abel dançavam pelas cordas de seu alaúde. A barba do cantor era castanha, embora seu longo cabelo já estivesse em grande parte cinza.
(ADWD, Theon)
Então, como ele removeu o grilhão de rubi?
O texto deixa claro que o grilhão de rubi não interfere de forma alguma com o livre arbítrio de Mance, conforme implícito no conforto de Melisandre de que suas visões diriam se Mance era uma ameaça para ela, e em ela sentir que ter o filho de Mance é o que obriga a sua lealdade.
Com isso em mente, não há razão para deixar a algema em Mance.
Um fator adicional é o fato de que a Camisa de Chocalho é absolutamente horrível. Ninguém acreditaria que ele é um cantor e artista, e mesmo que acreditasse, sua aparência mereceria mais escárnio do que qualquer outra coisa.
Além disso, Melisandre tem interesse em ver Mance bem-sucedido. Se o grilhão de rubi pode ajudar nessa tarefa, parece não haver razão para que ela interfira. Afinal, a missão de Mance é vital para a campanha de Stannis, quão importantes são os segredos dela em comparação a isso?
As regras do jogo
Melisandre revela alguns dos mecanismos internos de seus glamours:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Isso é interessante porque é incoerente com as preferências de Martin sobre a implementação de magia em romances de fantasia:
Eu simpatizo mais com a maneira como Tolkien lidou com a magia. Eu acho que se você vai fazer magia, ela perde suas qualidades mágicas caso se torne nada mais do que um outro tipo de ciência. É mais eficaz se for algo profundamente desconhecido e maravilhoso, e algo que pode tirar o fôlego.
(George RR Martin sobre magia vs ciência: Weird Tales)
Isso sinalizar imediatamente para os leitores de que algo importante está acontecendo aqui: Martin decidiu que revelar o mecanismo interno dos feitiços era mais importante para a história do que preservar o encanto da magia.
Embora isso não seja evidência de nada em particular, certamente deixa aberta a possibilidade de que Martin não apresentou desordenadamente os mecanismos subjacentes do glamour sem um bom motivo. O trecho sobre glamours é notável precisamente porque não é característico de sua representação da magia em As crônicas de gelo e fogo .
Deixando de lado as opiniões de Martin sobre magia na ficção, também é notável que Melisandre forneça essas explicações naquele momento. Afinal, supostamente nunca mais veremos o glamour ou o grilhão de rubi novamente. Por que se preocupar em explicar tudo, se é irrelevante para Mance ou Jon Snow?
Juntas, essas ideias soam como se Martin pensava que os glamours eram importantes o suficiente para explicar aos leitores, sugerindo importância futura.
Quem está com o grilhão?
Se Mance não está usando a algema, onde está?
A melhor maneira de lidar com essa questão é considerar a origem primeira... quem terá autoridade final sobre quem fica com o grilhão?
Melisandre.
Agora reflita:
Faz todo sentido do mundo que ela o deixe usá-lo. Não há absolutamente nenhuma evidência de que Jon o tivesse, e é altamente duvidoso que ela o daria a outra pessoa ou privaria Mance de sua utilidade.
Isso significa que Melisandre deu o grilhão a Mance, colocando-o em posição de dá-la a qualquer pessoa que encontrar. Portanto, a ideia de que Mors Papa-Corvos estava com o grilhão é, no mínimo, plausível.
A ideia de que Mors está com o grilhão faz muito sentido: fornece a ele uma maneira de acessar Winterfell e garantir que tudo esteja pronto para a missão de resgate. Afinal, Mors deve ter considerado a possibilidade de que Mance falhou em sua missão, Mors não poderia simplesmente tocar sua bateria e soprar suas buzinas indefinidamente.
No entanto, fazer 'muito sentido' e ser a resposta definitiva são duas coisas muito diferentes. Será necessário investigarmos mais para tornar esta afirmação convincente.
* * *
Não, não expliquei nem articulei que Mance sabe usar a braçadeira. Mas acredito que o convencimento de que o grilhão será usado pode ser feito sem que este fato seja revelado.

MORTE DE UM RYSWELL

Se eu acredito que Ryswell é um antagonista secreto?
Não. Roger Ryswell está morto .
Deixe-me explicar.
Um broche de cabeça de cavalo
Roger Ryswell usa um broche ímpar para prender sua capa:
um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Lembre-se do que Melisandre disse:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Parece ser uma observação justa que o broche (e talvez a capa) seria uma fonte ideal para um glamour.
A confusão de Theon
Havia uma passagem no início de A Dança dos Dragões que sempre me intrigara:
Uma coluna de cavaleiros veio logo atrás, liderada por um fidalgote com uma cabeça de cavalo em seu escudo. Um dos filhos de Lorde Ryswell, Fedor soube. Roger, ou talvez Rickard. Ele não sabia quem era quem quando estavam separados.
– Estes são todos? – o cavaleiro perguntou, do alto de um garanhão castanho.
(ADWD, Theon)
Portanto, vemos que Theon tem problemas para diferenciar Roger de Rickard. É possível então que ele pudesse confundir os dois, dentro de determinadas circunstâncias.
Tenho certeza de que a confusão não está presente em situações de grupo, em que seria capaz deduzir qual deles era com base nas ações dos demais. Essa confusão seria mais proeminente em situações em que ele não tivesse outras pessoas para ajudar: em situações silenciosas e solitárias.
A utilização mais proeminente dessa dificuldade ocorre na noite anterior ao início dos assassinatos:
Sob a Torre Queimada, passou por Rickard Ryswell com o nariz enfiado no pescoço de outra das lavadeiras de Abel, a gordinha com bochechas de maçã e nariz achatado. A garota estava descalça na neve, embrulhada em um manto de pele. Ele imaginou que estivesse nua por baixo. Quando ela o viu, disse algo para Ryswell que o fez gargalhar.
(ADWD, O vira-casaca)
É interessante considerar que este aí pode ter sido Roger Ryswell.
A oportunidade
Com base na descrição, a esposa de lança nesta cena é Frenya, uma mulher corpulenta que é bastante habilidosa no combate: na tentativa de fuga, ela conseguiu lutar com uma lança de um dos guardas de Bolton e ferí-lo.
Quando você reflete sobre Frenya estar realmente se atirando sobre Roger (e não Rickard), as hipóteses de repente ganham vida!
Roger está sozinho em uma área isolada de Winterfell, com a esposa de lanças Frenya. A oportunidade de matar Roger para pegar seu broche e sua capa surgiu.
Lembre-se de que os assassinatos começam a acontecer na manhã seguinte a Theon ver Ryswell com Frenya.
A teoria
Usando as ideias que apresentei até agora, gostaria de montar uma teoria sobre Roger Ryswell.
  1. Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo da muralha interna de Winterfell. Ela pegou a capa dele e então o empurrou para a morte.
  2. Esta capa foi então atirada ou enviada para Mors Papa-Corvos.
  3. Mors, em posse do grilhão de rubi, usou a capa para parecer Roger e entrar em Winterfell.
  4. Ele então fica por perto, talvez debatendo coisas ou reunindo conhecimentos. Ele participa das investigações dos assassinato, sabotando-as.
  5. Ele encontra Theon na famosa cena do “Homem Encapuzado” e novamente no interrogatório.
  6. Sua presença no interrogatório é o que dá a Mors a confiança de que a missão pode começar.
    Essa teoria faz sentido por alguns motivos:
Vernáculo compartilhado
Sempre houve uma notável semelhança entre duas afirmações, uma feita por Mors Umber e a outra pelo encapuzado:
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
– Não sou. Eu nunca... eu era um homem de ferro.
– Falso é tudo o que você era. Como é que ainda está respirando?
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
:::
Em vez disso, ele choramingou através de dentes quebrados e disse:
– Sou...
– ... um vira-casaca e assassino de parentes, – Papa-corvos completou. – Segurará essa língua mentirosa ou a perderá.
(TWOW, Theon – tradução minha)
É notável que pouquíssimas pessoas se refiram a Theon como um assassino de parentes: Mors, Rowan e o Homem Encapuzado.
Mas isso nada se compara ao fato de que o homem encapuzado e Mors chamam Theon de vira-casaca, assassino de parentes e mentiroso / falso ... exatamente na mesma ordem.
Por algum tempo, isso sugeria a possibilidade de Mors ser o homem encapuzado, mas seu olho a menos [de Mors] me impedia de explicar essa possibilidade.
No entanto, a braçadeira de rubi subverte esse problema perfeitamente.
Ocultando o corpo
Vamos revisitar o primeiro assassinato, usando essa teoria como um guia.
Para refrescar sua memória:
Com esta teoria como guia, de repente fica claro: a primeira vítima de assassinato, o corpo enterrado na neve, era na verdade Roger Ryswell.
Em primeiro lugar, há algo muito singular neste assassinato em comparação com todos os outros: o corpo estava escondido.
Os outros assassinatos estavam todos à vista e tiveram um claro componente psicológico. Este corpo não era para ser descoberto:
Se as cadelas de Ramsay não o tivessem desenterrado, ele poderia ter ficado lá até a primavera. Quando Ben Ossos o puxou, Jeyne Cinza havia comido tanto do rosto do morto que meio dia se passou antes que soubessem com certeza quem era: um homem em armas de quatro e quarenta anos que marchara para o Norte com Roger Ryswell.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Além disso, é interessante que o rosto tenha sido comido porque tornou a identificação impossível. Caberia quase inteiramente a “Roger Ryswell” apurar a identidade do homem. Talvez seja por isso que Roger foi tão rápido em descartar o corpo como sendo apenas um bêbado.
Mais uma coisa a notar é que “Roger” declara que a vítima provavelmente estava mijando à beira da muralha:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu. – Ninguém discordou. Mas Theon Greyjoy se perguntou por que um homem subiria por degraus escorregadios de neve até as ameias, na escuridão da noite, apenas para mijar.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Isso poderia de alguma forma implicar que as calças do homem morto estavam abertas ou abaixadas?
Fosse esse o caso, não poderia ser mais provável que o homem estivesse envolvido em um ato sexual quando caiu e morreu? No mínimo, certamente parece mais plausível que um homem procurasse um canto recluso para fazer sexo no alto das muralhas do que que ele tenha escalado uma muralha para mijar.
Resumidamente, se o morto estivesse no meio de algo que envolvesse seu pênis ficar fora das calças enquanto estava em cima das muralhas, provavelmente seria para sexo e não para urinar.
Se for esse o caso, temos que reconhecer que no dia anterior à descoberta do corpo, Theon viu um Ryswell com Frenya. Naquele momento, Theon observa que Frenya provavelmente “estivesse nua por baixo” da capa de pele de urso. Isso parece implicar que eles estavam fazendo (ou iam) fazer sexo. Minha opinião pessoal é que Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo das muralhas, prometendo sexo oral. Durante o ato, ela agiu e o matou.

Preparado o palco

Voltando aos pontos iniciais deste ensaio, há questões que precisam de respostas:
  1. Dado que Mors e Mance colaboraram na missão de resgate, como Mors saberia que Mance estava pronto para levar a missão a cabo?
  2. Como Mance saberia que Mors estava fora de Winterfell, pronto para receber Arya?
  3. Por que Mors permaneceria em segredo fora de Winterfell por um dia ou mais antes de tocar seus berrantes?
Mors poderia facilmente indicar a Mance que ele estava no a postos: os berrantes de guerra fazem isso muito bem.
O verdadeiro problema é informar Mors de que a missão de resgate está pronta para acontecer. Para isso, os selvagens precisam ter algum tipo de sinal ou outra forma de se comunicar com Mors. Também pode haver detalhes específicos que modificam quaisquer planos que Mors e Mance possam ter inicialmente traçado.
Em última análise, Mance e Mors iria precisar de alguma forma de se comunicar. Eu acredito que foi por isso que Mors permanece por vários dias fora Winterfell antes de anunciar sua presença com os berrantes de guerra. Ele usa sua presença icógnita para acessar Winterfell e verificar se tudo está pronto para a tentativa de resgate. Talvez seja por isso que os batedores tenham desaparecido, para garantir o disfarce ou algo semelhante.

IMPLICAÇÕES

Existem algumas idéias (e questões) interessantes que surgem a partir deste ensaio:
O que aconteceu com o grilhão de rubi?
Eu acredito que é entregue a Mance antes da partida final de Papa-Corvos do castelo. Isso ocorre porque há evidências de que isso é fundamental para a “estratégia de saída” de Mance.
Senhora Dustin ou o outro Ryswell não notariam?
Os Ryswells se odeiam abertamente. Eles não prestam muita atenção às nuances do comportamento de seus irmãos.
Os Ryswells eventualmente não perceberiam que Roger estava desaparecido (depois que Mors saiu)?
Eventualmente. Não acho que Mors ou Mance realmente se importariam, e ninguém teria ideia do que realmente aconteceu.
submitted by frdnt to Valiria [link] [comments]


2020.08.28 21:59 HoBaLoy Uma Aliança de Gigantes e Reis

Esta é uma teoria de Cantuse, originalmente postada neste link: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/giants-and-kings/
______________________________

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO II

O final de A Dança dos Dragões e especialmente os capítulos de amostra de Os Ventos do Inverno deixam claro que Mance Rayder e Mors Umber agiram em conjunto para resgatar com sucesso Arya Stark.
Há apenas um problema com isso: segundo todos os relatos, Mance Rayder e Mors Umber deveriam ser inimigos ferrenhos!
Mors queria o crânio de Mance para usar como caneca, e sua única filha foi raptada por selvagens há cerca de trinta anos.
Então, por que eles estão claramente trabalhando juntos em A Dança dos Dragões?
Explicar a complexa relação entre Mance Rayder e Mors Umber é o objetivo principal deste ensaio. Enfaticamente, estou fazendo as seguintes afirmações.
Mance Rayder e Mors Papa-Corvos estavam trabalhando juntos para executar a tentativa de resgate.
Esta aliança foi possível com o retorno da filha perdida de Mors.

DISPOSTO A NEGOCIAR

No início de A Dança dos Dragões, Stannis preside um conselho de guerra final antes de partir de Castelo Negro. Nesta sessão, Stannis se comporta de uma maneira um tanto incomum.

Um participante desnecessário

De fato, a primeira ação de Stannis naquele conselho foi dar Camisa de Chocalho a Jon como um selvagem para uso próprio de Jon. O que é estranho nessa declaração é que Stannis então permite que o selvagem permaneça presente, apesar da clara implicação de que Camisa de Chocalho não tinha qualquer utilidade em sua campanha.
Normalmente Stannis dispensa seu conselho quando deseja falar em particular: ele não permite a presença daqueles que considera desnecessários. Suas conversas privadas com Davos e Jon Snow ilustram o quanto Stannis esconde suas estratégias, às vezes até de seu próprio conselho. Portanto, parece estranho que Stannis permitiria a presença de uma testemunha ociosa.
Ensaios anteriores deste Mannifesto, particularmente Operating in the Dark, mostram que Stannis sabe sobre a sobrevivência de Mance e conspirou ativamente com Melisandre e Mance Rayder. Eles destacam ainda que Stannis intencionalmente colocou Camisa de Chocalho à disposição de Jon, para uso posterior como seu agente dentro de Winterfell.
Visto que a missão secreta de Mance é de suma importância, acredito que Stannis permitiu que “Camisa de Chocalho” permanecesse presente para que Mance pudesse adquirir qualquer conhecimento que o ajudasse em sua missão de resgate.
Então, o que Mance aprendeu neste conselho?
Especificamente: o que Mance aprendeu que o ajudaria a resgatar Arya Stark com sucesso?
Entre outros insights, Mance aprendeu o seguinte:

· Mors “Papa-Corvos” Umber quer a cabeça de Mance como caneca, e vingança por um saque de selvagens.

· Mors quer perdão por seu irmão Hother Umber, que se aliou aos Boltons.

· A única razão pela qual Hother se juntou a Bolton foi porque Grande Jon está em cativeiro.

Esses fatores indicam que os Umbers estão muito interessados em manter Grande Jon vivo, apesar de odiarem os Boltons. Indica a disposição deles de violarem seus princípios quando é importante para um objetivo mais importante.
Isso significa que os Umbers estão abertos à negociação, desde que oferecidos os incentivos adequados.
Além disso, significa que Mors pode ser facilmente persuadido a se juntar a Stannis, e que Hother provavelmente também se juntará. A única condição é que, sejam quais forem as ações realizadas, elas não devem expor os Umbers e, assim, ameaçar a vida do Grande Jon.

· A filha de Mors Umber foi sequestrada por selvagens há trinta anos.

Considerando-se a observação de que os Umbers estão dispostos a se comprometerem e negociarem quando necessário, a informação sobre a filha desaparecida de Mors torna-se um recurso valioso para o estabelecimento de um acordo com Mors Umber.
[...]

FILHA DE UM GIGANTE

[...]
A revelação dessa flexibilidade é fundamental. Isso leva a um paradoxo crucial e a uma dedução poderosa:
- Mors Papa-Corvos odeia Mance Rayder.
- No entanto, A Dança dos Dragões e Os Ventos do Inverno mostram um claro conluio entre Mors Papa-Corvos e Mance Rayder (também conhecido como Abel).
- Por que Mors seria conivente com um inimigo capital como Mance / Abel?
- Ou Mors não sabe a verdadeira identidade de Abel, ou ele estava disposto a se envolver com Mance.
- O que obrigaria Mors a se envolver e trabalhar com Mance Rayder?
- O retorno de sua filha.
Este ponto final é confirmado por meio de inferências. Sabemos inequivocamente que Mors e Mance trabalharam juntos. Sabemos que essas ações foram feitas com a intenção deliberada de beneficiar a campanha de Stannis. O que nos resta é o mistério: por quê?
Nós sabemos o início e o fim desta subtrama: no início Mance soube da filha desaparecida e da flexibilidade de Umber, e no final Mors e Mance estavam trabalhando juntos. O que falta é o meio, como foi negociada a cooperação entre Umber e Rayder.
Felizmente, agora podemos recorrer a algumas deduções confiáveis para encontrar nossas respostas.

Uma Barganha Infalível

Apenas o retorno da filha fornece uma explicação convincente para a paz entre Mors e Mance.
Não podemos presumir que Mance apareceu e simplesmente anunciou seu verdadeiro nome e esperava negociar a cooperação dos Umber apenas com base em boa fé. Como Mors parece ter uma ahostilidade intensa em relação a Mance, seria uma opção terrivelmente arriscada para Mance ou Stannis.
NOTA: Mance pode ter sido capaz de convencer Mors apenas com base no resgate de Arya, mas como você verá, este é um motivo muito menos convincente por si só.
Além disso, Mance não poderia aparecer como Abel e simplesmente esperar que Mors acreditasse na palavra de um selvagem qualquer de que ele poderia se infiltrar em Winterfell e raptar Arya Stark. É inverossímisil.
Quando invalidamos as proposições de Mance negociar puramente com base na boa fé ou Mance negociar disfarçado como Abel devemos olhar para outras explicações .
A única alternativa razoável é que Mance anunciou sua verdadeira identidade e explicou sua missão em Winterfell. Para evitar a represália de Mors pelas transgressões passadas dos selvagens e barganhar a ajuda de Mors, ele devolveria a filha perdida de Papa-Corvos.
Esta última opção parece ser o único método em que Stannis e Mance colocariam qualquer fé real: especificamente porque estariam apresentando a Mors uma indicação valiosa do envolvimento de Stannis e Mance.
E, afinal, se você quer sequestrar a filha de um lorde do norte, quem é melhor do que um selvagem? Mors sabe disso em primeira mão! Se Mance quisesse relembrar Papa-Corvos da habilidade selvagem para raptar filhas, o retorno de Rowan é uma evidência inegável.
NOTA: Estou bem ciente de que Mance não sequestrou Rowan, a cronologia torna isso impossível (ou extremamente improvável). Dito isso, seu retorno certamente demonstra familiaridade com raptos. Além disso, isso lembrará Mors de que os selvagens são famosos por roubar filhas: uma qualidade ideal neste caso.
Ao devolver a filha desaparecida a Umber, ele mostra ainda que os selvagens não causam danos indevidos a essas filhas "roubadas".
O raciocínio usado para chegar a essa conclusão parece bem alinhado, mas a razão por si só pode muitas vezes parecer insuficiente para convencer os leitores.
Felizmente, temos mais do que apenas raciocínio: temos uma candidata ideal para a filha de Mors também.

Uma filha e uma esposa de lança

Entre as seis esposas de lança que se juntam a Mance-Abel em Winterfell, há uma em particular que merece um estudo mais aprofundado: Rowan .
Colocando de forma clara: Rowan, a esposa de lanças, é na verdade Rowan Umber, a filha perdida de Mors “Papa-Corvos” Umber.
A principal razão para essa conclusão está enraizada em seus maneirismos, singulares entre as esposas de lança e entre os selvagens em geral.
Rowan tem um respeito muito distinto pelos Stark, diferente de qualquer selvagem visto até agora:
Mesmo a lama estava congelando nas bordas, Theon viu.
– O inverno está chegando...
Rowan lhe deu um olhar duro.
– Você não tem o direito de pronunciar as palavras de Lorde Eddard. Não você. Nunca. Depois do que fez…
(ADWD, Theon)
Para uma cultura que despreza os “ajoelhados” e o que eles representam, a ideia de uma selvagem que tem grande estima pelos Stark é muito rara. Mas ela vai além: ela chama Eddard de lorde, mostra grande respeito pelo legado de Eddard e conhece as palavras Stark.
Essas características sugerem que Rowan tem uma paixão pela honra dos Stark, bem como pela hierarquia política no norte. Esses atributos não surgiriam espontaneamente em uma selvagem, eles só se desenvolveriam em uma pessoa que realmente viveu ao sul da Muralha por algum tempo. Seu respeito apaixonado pelo personagem de Eddard em particular é indicativo de alguém que veio a conhecer o falecido lorde por reputação ou por interação direta.
O conhecimento de Rowan das palavras Stark mostra que ela tem pelo menos uma educação passageira dos símbolos e das palavras das Casas do norte. Isso sugere pelo menos alguma educação formal, provavelmente durante a infância em uma casa nobre.
Rowan ainda dá um grande passo adiante em seu respeito pelos costumes de Westerosi: ela chama Stannis por seu título de Rei!
– A neve nos esconderá. Você é surdo? Bolton está enviando suas espadas. Temos que alcançar [Rei] Stannis antes que eles o façam.
(ADWD, Theon – A tradução brasileira esqueceu do “rei”)
Ela parece genuinamente conceder a Stannis seu tratamento de rei. Os selvagens nunca usaram essas formas de tratamento para se referir aos reis:
– Vossa Graça? – o rei sorriu. – Isso não é tratamento que se ouça com frequência vindo dos lábios do povo livre. Para a maioria sou Mance. O Mance para
alguns. Aceita umcorno de hidromel?
(ASOS, Jon I)
Resumindo rapidamente esta seção:

  1. Sabemos com certeza que Mors e Mance estavam trabalhando juntos, que algum tipo de aliança foi negociada.
  2. A maneira mais convincente de Mance garantir essa aliança foi através do retorno da filha perdida de Mors.
  3. O comportamento atípico de Rowan mostra que ela provavelmente foi criada ao sul da Muralha e se juntou aos selvagens em algum momento de sua vida.
  4. Seu conhecimento das palavras Stark sugere uma educação formal, tipicamente associada à nobreza ou outras famílias de classe alta.
Sabendo que Mors é o único senhor mencionado como tendo uma filha desaparecida, Rowan é, portanto, a única resposta viável.
Argumentar que não parece ignorar a preponderância de evidências sugerindo o contrário. Pareceria um desvio para refutar o que é quase irrefutavelmente a verdade.

O SOM DE STANNIS

Em A Dança dos Dragões, berrantes e tambores começam a soar fora de Winterfell durante uma nevasca colossal. Os homens enfurnados em Winterfell acreditam que esses ruídos anunciam a chegada de Stannis, nós, leitores, sabemos que os sons são, na verdade, de Mors Papa-Corvos e seu bando de garotos verdes.

Onde estão as trombetas?

A natureza desses sons esconde uma interessante parcela de evidência que ainda indica haver uma conspiração entre Mance e Mors. É pequena, mas incrivelmente incriminadora.
Quando o céu começou a clarear, o som dos tambores já sumira, embora os berrantes de guerra tivessem sido ouvidos.
(ADWD, Theon)
– Lorde Stannis está do lado de fora das muralhas, e não muito longe, pelo que parece. Tudo o que precisamos fazer é chegar até ele. – Os dedos de Abel dançavam pelas cordas de seu alaúde.
(ADWD, Theon)
Então Stannis está aparentemente fora das muralhas do castelo, soprando berrantes de guerra e tocando tambores. Pelo menos de acordo com Mance. No entanto, isso é um absurdo completo:
Soavam trombetas por todo lado, sonoras e metálicas. Os selvagens não têm trombetas, têm apenas berrantes de guerra.
(ASOS, Jon X)
Alguém pensaria que Mance se lembraria do som das trombetas como o verdadeiro sinal da presença de Stannis. Afinal, a maior batalha –e maior derrota contundente– de toda a sua vida foi anunciada por trombetas.
Mance mentiu claramente para Theon sobre Stannis estar fora de Winterfell. Mance sabe que Stannis não está fora das muralhas, mas ainda pretende enviar Theon e Arya para a fonte do ruído: algo que Mance dificilmente faria, a menos que ele soubesse a verdadeira identidade daqueles lá fora.
Essa conclusão também mostra que Mance não quer que Theon saiba a verdade sobre Mors, ou o propósito dos sons.
O que então significam os sons? São uma guerra puramente psicológica ou algo mais?

UM SINAL MUSICAL

A ocorrência dos chifres de guerra e tambores fora de Winterfell está curiosamente alinhada com vários acontecimentos. Existem vários eventos interessantes que acontecem pouco antes ou depois que a música começa a tocar:
Antes de a música começar
· Assassinatos ocorrem diariamente.
· Theon encontra o “homem encapuzado”.
· Theon é interrogado por Roose Bolton, Barbrey Dustin, Roger Ryswell e Aenys Frey.
Depois que a música começa
· Theon é capturado pelas esposas de lança, trazido para Abel / Mance.
· Não há mais assassinatos. NOTA: A morte do pequeno Walder não conta, sob a evidência de que ele não foi morto pelos mesmos assassinos das mortes anteriores.
· A música para na madrugada do dia seguinte com três toques distintos de berrantes de guerra.
· Mance Rayder e as esposas planejam realizar sua tentativa de resgate naquele dia.
Os berrantes e a bateria são de Mors. Como você pode ver, uma grande quantidade de ação acontece quando eles começam a soprar. Tudo isso está associado à missão de resgate de Mance.
Parece claro que os berrantes de guerra sinalizaram a Mance e às esposas de lança para realizar a tentativa de resgate. Não parece um meio de dizer a Mance “Estou pronto! Estou em posição de receber Arya”?

Uma pausa nos assassinatos

Há ampla evidência em A Dança dos Dragões de que a maioria dos assassinatos em Winterfell foram causados pelas esposas de lança.
Por que eles estão acontecendo? Por que eles pararam?
Embora o texto não deixe claro, parece mais provável que os assassinatos tivessem o objetivo de semear a discórdia entre os vários senhores de Winterfell. O maior exemplo dessa turbulência é a animosidade fervente entre Freys e Manderlys. As mortes estão fazendo os ânimos se incediarem.
As esposas também estavam matando em rápida sucessão, corpos eram encontrados de manhã e à noite. No entanto, nenhum corpo foi encontrado na manhã da tentativa de resgate, a manhã em que os berrantes de guerra estão soando. Parece que as esposas de lança mudaram repentinamente de curso, os berrantes de guerra sinalizando a chegada da hora de fazer outra coisa.
Os chifres de guerra eram um sinal de que Mors estava pronto para o início da missão de resgate.
NOTA: As esposas de lança não pretendiam criar discórdia a ponto de criar um conflito entre os aliados de Bolton; seus planos foram atrapalhados pelos Freys e Manderlys terem entrado em conflito e ordenados a sair em busca de Stannis.
Além disso, o motivo pelo qual Theon só foi abduzido depois que os berrantes foram tocados foi para minimizar o risco de seu envolvimento. Já mostrei que Mance mentiu deliberadamente para Theon sobre quem estava fora dos muros de Winterfell, corroborando fortemente sua desconfiança.

O Homem Encapuzado e o Interrogatório

Uma coisa é Mors dizer a Mance que ele está pronto. Ele também precisa saber se Mance está pronto para realmente realizar o resgate. Afinal, sem qualquer comunicação entre eles, Mors poderia ficar tocando aquelas buzinas indefinidamente e sem efeito algum.
Então, como Mance fala com Mors?
Isso se conecta a um evento que permanece inexplicável: o encontro infame de Theon com o “homem encapuzado”.
Não é interessante que este homem pareça ter aparecido pela primeira vez justo na noite anterior ao som dos chifres de guerra?
Explorar totalmente a identidade do Homem Encapuzado é um assunto que requer um olhar mais aprofundado sobre as coisas. Dar a você uma explicação completa e convincente de quem eu penso que é, e por quê , é o assunto do próximo ensaio no Manifesto, The Hooded Man Uncloaked .
[...]

IMPLICAÇÕES

Existe um enigma que deve ser refletido:
Se as esposas de lança estiveram em Winterfell o tempo todo, por que eles só começaram os assassinatos três dias antes da tentativa de resgate?
Em outras palavras, por que elas só começaram a matar pessoas naquele momento? Elas planejavam fazer isso indefinidamente até que Mors desse o sinal?
Isso leva à pergunta muito importante:
Houve um sinal para as esposas de lança começarem seus assassinatos? Ele veio de Mors?
submitted by HoBaLoy to Valiria [link] [comments]


2020.08.27 23:41 futebolstats A Carreira de Luuk de Jong em Números

Quando cita-se um dos melhores atacantes holandeses da atualidade, o nome de Luuk de Jong que atualmente joga pelo Sevilla da Espanha e que também é presença constante nos jogos da Seleção Holandesa, deve ser levado em conta.
Luuk de Jong nasceu em 27/08/1990 em Aigle, na Suíça. Apesar de ter nascido em outro país, Luuk é filho de pais holandeses. Inclusive, de Jong iniciou sua carreira como jogador de futebol em um clube holandês, o De Graafschap. Porém, o que mais se sabe sobre Luuk de Jong? Por quais clubes atuou até aqui? Quais feitos atingiu ao longo de sua carreira?

Juvenil

Da esquerda para a direita: Luuk de Jong aos 6 anos de idade e o mesmo na época em que atuava pelo TwenteComo já foi dito acima, Luuk de Jong nasceu na Suíça. Os pais do atacante – George de Jong e Loekie Raterink – jogavam vôlei neste país. Anos depois, seu pai também se tornou um treinador de vôlei na Suíça. Luuk de Jong viveu no país alpino – Suíça – até os 4 anos de idade e depois mudou-se para a Holanda. Seu irmão, Siem de Jong que também tornou-se jogador de futebol, tinha 6 anos nessa época. Como você só obtêm a nacionalidade suíça se morar naquele país até os 14 anos, De Jong só tem passaporte holandês. Ele cresceu em Achterhoek depois dos 4 anos de idade. Posteriormente, Luuk começou a jogar futebol na associação amadora DZC ’68.
Luuk de Jong foi admitido na academia de juniores do De Graafschap aos 10 anos de idade e depois, foi queimando as etapas necessárias para chegar aonde queria, tornar-se um jogador de futebol.

A Carreira de Luuk de Jong em Números

De Graafschap

Categorias de Base

Sabe-se que Luuk de Jong ingressou nas categorias de base do De Graafschamp em 2001 e depois de queimar todas as etapas necessárias, em abril de 2008, assinou seu primeiro contrato com o clube de Doetinchem, De Graafschap. Esse contrato era válido por 3 temporadas e sendo assim, estendeu seu vínculo com o clube até junho de 2011.

2008-09

Em 7 de novembro de 2008, em jogo da 10ª rodada da Eredivisie (Campeonato Holandês), Henk van Stee – técnico do De Graafschamp nessa época – promoveu a estreia de de Jong quando o colocou em campo aos 32 minutos da segunda etapa no lugar de Peter Jungschläger no revés por 2-0 ante o NAC Breda em pleno Stadion De Vijverberg (estádio do De Graafschap).
Em 17 de janeiro de 2009, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Holandês, van Stee escalou Luuk de Jong como titular pela primeira vez e na sua estreia como titular, deu o passe para Ben Sahar marcar o único gol da vitória do time da cidade de Doetinchem sobre o Willem II, em outras palavras, o De Graafschap venceu por 1-0.
Em 08/02/2009, em jogo da 22ª rodada da Eredivisie, de Jong marcou seu primeiro tento como profissional no empate em 2-2 com o Twente no Stadion De Vijverberg.
Desde o momento em que de Jong chegou a titularidade no De Graafschap, houve muito interesse no jovem atacante. Foi noticiado pela primeira vez que o Twente e o Heerenveen estariam interessados ​​no atacante, então com 18 anos. Posteriormente, também foi relatado que o Groningen queria trazer o atacante para o norte do país (Holanda). No entanto, Luuk indicou numa entrevista que estava conversando com 2 clubes: o FC Twente, o sc Heerenveen. Dias depois, também foi noticiado que o PSV e o Ajax estavam de olho no jovem atacante.
Em 07/03/2009, em jogo da 26ª rodada da Eredivisie, de Jong marcou seu 2º tento nessa temporada e sendo assim, o De Graafschap venceu o Heracles Almelo no De Vijverberg por 1-0. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 15/03/2009, o time de Doentinchem iria enfrentar o Ajax. Depois que, no início da temporada, o Ajax venceu o De Graafschamp por 6-0 em pleno De Vijverberg e os irmãos De Jong estiveram no banco de reservas durante todo o jogo e o clube de ambos estavam para se enfrentar. Ainda assim, isso não aconteceu, pois Siem estava se recuperando de uma lesão na clavícula. Luuk jogou como titular, mas não conseguiu evitar que o De Graafschap perdesse esse confronto por 3-0.
Em 11/04/2009, em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Holandês, de Jong se machucou e teve de deixar o campo ainda aos 37 minutos do primeiro tempo. Sem contar com sua joia, o De Graafschap empatou em 2-2 com o NEC Nijmegen. Posteriormente, de Jong voltou a jogar nos play-offs que valia a permanência do clube na 1ª divisão. Apesar de um gol dele contra o RKC Waalwijk em 31/05/2009, jogo no qual o time de Doentinchem venceu por 2-1. No segundo confronto entre essas equipes, o De Graafschap perdeu 1-0 e com isso, o clube foi rebaixado para a 2ª divisão ao término dessa temporada.
PdGmACACVMj na temporada 2008-09
1932201273
Pd – Partidas disputadas, Gm – Gols marcados, A – Assistências, CA – Cartões amarelos, CV – Cartões vermelhos e Mj* – Minutos jogados

Twente

2009-10

Antes do fim da temporada 2008-09, enquanto ainda era jogador do De Graafschap, em 6 de abril de 2009 o Twente e o atacante – Luuk de Jong – haviam chegado a um acordo e sendo assim, os “Tukkers” – Twente – anunciaram que ele se apresentaria ao clube no final dessa temporada e que assinaria um contrato de 3 temporadas com opção de mais um ano. Além disso, também se sabe que essa transferência envolveu um montante de 850 mil euros (cerca de 5,6 milhões de reais).
Na primeira metade dessa temporada, de Jong não teve muito espaço no time comandado por Steve McClaren, mas em uma das poucas chances dadas pelo técnico, mais precisamente em 23 de setembro de 2009, em confronto válido pela 2ª fase da Copa KNVB, fez a sua estreia pelo novo clube depois de entrar no lugar de Dario Vujičević e no primeiro jogo com a camisa do Twente, deu o passe para o gol de Nikita Rukavytsya na goleada por 8-0 sobre o SC Joure.
Em 28/10/2009, em confronto válido pela 3ª fase da Copa KNVB, Luuk ganhou mais uma chance de iniciar entre os titulares e foi o principal destaque da vitória por 3-0 sobre o VV Capelle, pois marcou seu primeiro doblete – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – da carreira. Na fase seguinte desse torneio – oitavas-de-finais – que ocorreu em 23/12/2009, de Jong marcou seu segundo e último doblete nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Helmond Sport.
Em 25 de fevereiro de 2010, no segundo confronto da fase de 16 avos da Europa League, de Jong ganhou a oportunidade de iniciar entre os titulares e marcou o único gol do Twente no revés por 4-1 ante o Werder Bremen da Alemanha fora de casa e com um placar de 4-2 a favor – o time holandês venceu o primeiro confronto por 1-0 -, a equipe alemã seguiu adiante na competição. Três dias após a eliminação, o Twente entrou em campo para jogar contra o NEC Nijmegen em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Holandês, a qual Luuk marcou o primeiro gol da vitória dos Tukkers por 2-1 no De Grolsch Veste (estádio do Twente).
Em 10/04/2010, em jogo da 31ª rodada da Eredivisie, de Jong entrou em campo aos 21 minutos do segundo tempo no lugar de Kenneth Pérez e 25 minutos depois, fez o gol que selou o resultado do jogo; vitória do Twente por 2-0 sobre o Heerenveen no De Grolsch Veste.
Em suma, na sua 1ª temporada com a camisa dos Tukkers, Luuk de Jong disputou 21 jogos, fez 7 gols e proveu 4 assistências. Quanto ao Twente, foi campeão do Campeonato Holandês, chegou até a semifinal da Copa KNVB e caiu na fase de 16 avos da UEFA Europa League.
PdGmACACVMj na temporada 2009-10
217410870
7 gols dos quais 4 foram pela Copa KNVB, 2 pela Eredivisie e 1 pela UEFA Europa League

2010-11

Após o fim da temporada 2009-10, Steve McClaren deixou o comando do Twente e com a saída do técnico inglês, Michel Preud’homme – treinador belga – assume o comando dos Tukkers.
Na estreia do novo técnico em 31 de julho de 2010, decisão da Supercopa dos Países Baixos contra a equipe pela qual seu irmão jogava – Ajax -, Luuk marcou o único gol da vitória do Twente e com isso, conquistou seu 2º título como profissional.
Em 21/08/2010, em jogo da 3ª rodada da Eredivisie, de Jong marcou seu primeiro doblete nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Vitesse fora de casa. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 29/08/2010, marcou seu 2º doblete da temporada na goleada por 4-0 sobre o Utrecht no De Grolsch Veste.
De Jong celebrando o gol marcado contra o Werder Bremen na Liga dos CampeõesEm 27/10/2010, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Holandês, o jovem atacante de 20 anos marcou seu 3º doblete nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Willem II fora de casa. Seis dias depois, em confronto válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Champions League (Liga dos Campeões), de Jong marcou de cabeça seu primeiro gol nesse torneio na vitória por 2-0 sobre o Werder Bremen da Alemanha.
Em novembro desse ano (2010), Luuk de Jong estendeu o seu vínculo com o FC Twente até o ano de 2014.
Em 20/11/2010, em jogo da 15ª rodada da Eredivisie, de Jong marcou seu 10º tento nessa temporada na derrota por 2-1 ante o AZ Alkmaar em pleno De Grolsch Veste.
Em 21/12/2010, em confronto válido pelas oitavas de final da Copa KNVB, Luuk marcou seu 4º doblete nessa temporada na goleada por 5-0 sobre o Vitesse. Além de ter feito 2 gols, também contribuiu com assistência para o gol de Nacer Chadli.
Em 27 de fevereiro de 2011, em jogo da 25ª rodada da Eredivisie, o jovem atacante de 20 anos marcou seu 15º tento nessa temporada no revés por 2-1 ante o AZ Alkmaar.
Em 10/03/2011, no primeiro confronto das oitavas de final da Europa League contra o Zenit da Rússia, de Jong marcou seu 5º e último doblete nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o time russo no De Grolsch Veste. No segundo confronto entre as duas equipes, o Zenit venceu a equipe holandesa por 2-0, mas com a vantagem de 3-2 no placar agregado, o Twente seguiu adiante na competição. Posteriormente, o Twente foi eliminado pelo Villarreal da Espanha na fase seguinte.
Em 01/05/2011, em jogo da penúltima rodada (33ª) dessa edição da Eredivisie, o atacante de 20 anos marcou seu último tento nessa temporada na goleada por 4-0 sobre o Willem II no De Grolsch Veste. Uma semana depois, em confronto válido pela final da Copa KNVB, Luuk de Jong foi um dos destaques da vitória por 3-2 sobre o Ajax na prorrogação com assistências para os tentos marcados por Wout Brama e Theo Janssen. Com essa vitória, os Tukkers se sagraram campeões desse torneio pela 3ª vez na sua história.
Em suma, na sua 2ª temporada com a camisa dos Tukkers, Luuk de Jong disputou 49 partidas, fez 20 gols e proveu 16 assistências. Quanto ao Twente, além de ter sido campeão da Supercopa dos Países Baixos e da Copa KNVB, foi vice-campeão do Campeonato Holandês, terminou em 3º lugar na fase de grupos da UEFA Champions League e com isso, herdou vaga automática na fase de mata-mata da UEFA Europa League, onde chegou até as quartas de final.
PdGmACACVMj na temporada 2010-11
492016503632
20 gols dos quais 12 foram pela Eredivisie, 3 pela UEFA Europa League, 3 pela Copa KNVB, 1 pela UEFA Champions League e 1 pela Supercopa dos Países Baixos

2011-12

Após o fim da temporada 2010-11, Michel Preud’homme aceitou o convite para ser treinador de um time da Arábia Saudita e com isso, deixou o comando do Twente e com a saída desse técnico, o clube resolveu apostar suas fichas em Co Adriaanse.
Em 30 de julho de 2011, de Jong foi um dos destaques da vitória por 2-1 sobre o Ajax ao sofrer o pênalti que foi convertido por Marc Janko. Assim como ocorreu na temporada anterior, o Twente iniciava essa temporada com a conquista do título da Supercopa dos Países Baixos.
Em 16/08/2011, no primeiro confronto da última fase pré-eliminatória da Champions League contra o Benfica de Portugal, o atacante de 21 anos marcou seu primeiro tento nessa temporada no empate em 2-2 com a equipe portuguesa no De Grolsch Veste. Posteriormente, o time português venceu o Twente por 3-1 em Lisboa – em Portugal – e com isso, o clube holandês ficou de fora da fase de grupos da UEFA Champions League 2011-12.
Em 20/08/2011, em jogo da 3ª rodada da Eredivisie, o camisa 9 dos Tukkers – Luuk de Jong – fez 1 gol na goleada por 5-1 sobre o Heerenveen fora de casa. Além do gol marcado, de Jong também sofreu o pênalti que foi convertido por Janko. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 27/08/2011, o atacante de 21 anos marcou seu primeiro doblete nessa temporada na vitória por 4-1 sobre o VVV-Venlo no De Grolsch Veste.
Em 18/09/2011, em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Holandês, de Jong marcou seu 2º doblete nessa temporada na goleada por 5-2 sobre o ADO Den Haag. Três dias depois, em confronto válido pela 2ª fase da Copa KNVB, foi um dos destaques da goleada por 8-1 sobre o Zwaluwen com mais um doblete e assistências para o gol de Marc Janko e para 1 dos 4 gols marcados por Steven Berghuis.
Em 29/09/2011, em confronto válido pela 2ª rodada da fase de grupos da Europa League, o camisa 9 dos Tukkers marcou seu 10º tento nessa temporada na goleada por 4-1 sobre o Wisla Kraków da Polônia.
Após o fim da primeira metade dessa temporada, Co Adriaanse foi despedido e com a saída dele, o Twente optou por trazer um velho conhecido, trata-se de Steven McClaren.
Em 21 de janeiro de 2012, em jogo da 18ª rodada da Eredivisie, Luuk marcou seu 4º doblete nessa temporada na goleada por 5-0 sobre o RKC Waalwijk. Além de ter feito 2 gols, também proveu assistência para o gol de Emir Bajrami. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 29/01/2012, de Jong marcou seu primeiro hat-trick – ocorre quando um jogador faz 3 ou mais gols numa mesma partida – da carreira na vitória por 4-1 sobre o Groningen no De Grolsch Veste.
Em 10/02/2012, em partida válida pela 20ª rodada do Campeonato Holandês, o camisa 9 dos Tukkers marcou seu 5º doblete nessa temporada no revés por 3-2 ante o Heracles Almelo no De Grolsch Veste.
Em 14/04/2012, em jogo da 30ª rodada da Eredivisie, de Jong marcou seu 6º doblete nessa temporada e sendo assim, empate em 2-2 com o NAC Breda.
Em 02/05/2012, em partida válida pela penúltima rodada da Eredivisie, o atacante de 21 anos marcou seus 2 últimos tentos com a camisa do Twente na derrota por 4-3 ante o Heerenveen em pleno De Grolsch Veste.
Em suma, na sua última temporada com a camisa dos Tukkers, Luuk de Jong disputou 51 jogos, fez 32 gols – sendo 25 destes tentos marcados na Eredivisie 2011-12, o que fez dele o vice-artilheiro do campeonato ao lado de Sanharib Malki do Roda Jc e atrás apenas de Bas Dost do Heerenveen (32 gols) – e proveu 17 assistências. Quanto ao Twente, foi campeão da Supercopa dos Países Baixos, terminou em 6º lugar no Campeonato Holandês, caiu na fase pré-eliminatória da Liga dos Campeões e com isso, herdou vaga na fase de grupos da UEFA Europa League, competição na qual chegou até as oitavas de final, mesma fase na qual foi eliminado na Copa KNVB.
PdGmACACVMj na temporada 2011-12
513217404507
32 gols dos quais 25 foram pela Eredivisie, 4 pela UEFA Europa League, 2 pela Copa KNVB e 1 pela fase pré-eliminatória da UEFA Champions League
Títulos que conquistou pelo Twente - Eredivisie2009-10 - Copa KNVB2010-11 - Supercopa dos Países Baixos2010 e 2011
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores momentos de Luuk de Jong com a camisa do Twente - Este vídeo foi publicado no YouTube em 14 de maio de 2012por YRC1997TV

Borussia Mönchengladbach

2012-13

Luuk de Jong sendo apresentado como novo reforço do Borussia MönchengladbachEm 18 de julho de 2012, de Jong assinou contrato com o Borussia Mönchengladbach da Alemanha. Um contrato de 5 temporadas com uma taxa de 15 milhões de euros (cerca de 98,3 milhões de reais). Oito meses depois da transferência, Luuk de Jong afirmou que a Bundesliga – Campeonato Alemão – era “um ótimo lugar para se desenvolver como jogador”.
Em 18/08/2012, em confronto válido pela 1ª fase da Copa da Alemanha, Lucien Favre – técnico do Gladbach nessa época – promoveu a estreia de de Jong como titular e o holandês foi um dos destaques da vitória por 2-0 sobre o Alemannia Aachen ao dar o passe para o gol de Juan Arango. Posteriormente, o Borussia Mönchengladbach foi eliminado pelo Fortuna Düsseldorf na fase seguinte.
Em 21/08/2012, no primeiro confronto da última fase pré-eliminatória da Liga dos Campeões, o atacante holandês marcou seu primeiro tento pela nova equipe no revés por 3-1 ante o Dínamo de Kiev da Ucrânia. Vale ressaltar que ele fez o gol do lado errado, marcou seu primeiro gol contra da carreira. No segundo confronto entre as duas equipes, o Gladbach venceu a equipe ucraniana por 2-1, mas com a desvantagem de 4-3 no placar agregado, ficou de fora da fase de grupos da UEFA Champions League 2012-13.
Em 15/09/2012, em jogo da 3ª rodada da Bundesliga, de Jong marcou seu primeiro tento pelo novo clube no revés por 3-2 ante o Nuremberg no Stadion im Borussia-Park (estádio do Borussia Mönchengladbach).
Em 04/10/2012, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da Europa League, o novo camisa 9 do Gladbach marcou seu 2º tento nessa temporada na derrota por 4-2 diante do Fenerbahçe da Turquia no Stadion im Borussia-Park. Três dias depois, o Borussia Mönchengladbach estava em campo novamente para jogar contra o Eintracht Frankfurt em jogo válido pela 7ª rodada da Bundesliga e de Jong marcou seu 3º tento nessa temporada e com isso, vitória do Gladbach por 2-0.
Em 25/10/2012, em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da Europa League, o atacante holandês ficou em campo até os 20 minutos do segundo tempo, quando teve de deixar o campo devido à uma lesão. Quanto ao resultado da partida, vitória do Borussia Mönchengladbach por 2-0 sobre o Olympique de Marselha da França.
Após o jogo contra o time francês, de Jong ficou sem poder jogar por 1 mês e meio até que no dia 06/12/2012, em confronto válido pela última rodada da fase de grupos da Europa League, o novo camisa 9 do Gladbach entrou em campo aos 22 minutos da segunda etapa no lugar de Mike Hanke e 12 minutos depois, fez o gol que definiu o resultado da partida; vitória do time alemão por 3-0 sobre o Fenerbahçe da Turquia fora de casa. Com um total de 11 pontos somados em 6 rodadas – 3 vitórias, 2 empates e uma derrota -, o Gladbach se classificou para a fase de mata-mata da UEFA Europa League 2012-13.
Em 9 de fevereiro de 2013, em jogo da 21ª rodada da Bundesliga, de Jong marcou seu 5º tento nessa temporada no empate em 3-3 com o Bayer Leverkusen no Stadion im Borussia-Park.
Em 06/04/2013, em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Alemão, o atacante holandês marcou seu último tento nessa temporada e com isso, o Gladbach venceu o Greuther Fürth por 1-0. No entanto, de Jong se desentendeu com Lucien Favre e em decorrência disso, o holandês foi parar no banco de reservas nas últimas rodadas do campeonato, entrando no decorrer dos jogos, mas ainda assim, ele reiterou que estava confiante de que poderia provar a si mesmo como o melhor atacante.
Em suma, na sua 1ª temporada na Alemanha, Luuk de Jong disputou 31 jogos, fez 8 gols e proveu 4 assistências. Quanto ao Borussia Mönchengladbach, terminou o Campeonato Alemão em 8º lugar, foi eliminado na fase de 16 avos da UEFA Europa League e caiu na 2ª fase da Copa da Alemanha.
PdGmACACVMj na temporada 2012-13
3184402023
8 gols dos quais 6 foram pela Bundesliga e 2 pela UEFA Europa League

2013-14

Em 4 de agosto de 2013, em confronto válido pela 1ª fase da Copa da Alemanha, de Jong saiu do banco aos 25 minutos da segunda etapa para entrar no lugar de Lukas Rupp e mesmo com a entrada do atacante holandês, Borussia Mönchengladbach e Darmstadt empataram em 0-0 e com a persistência desse placar na prorrogação, houve decisão por pênaltis onde de Jong foi o segundo jogador do time a bater e para piorar, ele teve o seu pênalti defendido e como consequência, o Darmstadt venceu o Gladbach nas penalidades por 5-4 e seguiu adiante na competição.
Após a eliminação precoce na Copa da Alemanha, Luuk de Jong perdeu espaço entre os titulares e quando entrava em campo, era para jogar os finais das partidas e com apenas 14 jogos disputados na primeira metade dessa temporada, o Borussia Mönchengladbach resolveu emprestá-lo para o Newcastle da Inglaterra.
PdGmACACVMj na temporada 2013-14
140000122


Newcastle

2013-14

Em 29 de janeiro de 2014, Luuk de Jong foi apresentado como novo reforço do Newcastle da Inglaterra, ficou estabelecido que ele jogaria pelo clube até o fim da temporada 2013-14.
Em 01/02/2014, em jogo da 24ª rodada da Premier League (Campeonato Inglês), Alan Pardew – técnico do Newcastle nessa época – promoveu a estreia do atacante holandês quando o colocou em campo logo após o intervalo no lugar de Sammy Ameobi, porém essa foi uma estreia para se esquecer, pois o Newcastle perdeu para o Sunderland por 3-0 em pleno St James’ Park (estádio do Newcastle). Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 08/02/2014, de Jong jogou os 90 minutos do revés por 3-0 ante o Chelsea fora de casa.
Em 19/04/2014, em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Inglês, o holandês ganhou a chance de iniciar entre os titulares e deu o passe para Shola Ameobi marcar o único gol dos Magpies (Newcastle) na derrota por 2-1 ante o Swansea no St James’ Park. Além disso, de Jong teve de deixar o campo ainda aos 40 minutos da primeira etapa para dar lugar a Loïc Rémy devido à uma lesão.
Em maio de 2014, foi anunciado que de Jong voltaria ao Borussia Mönchengladbach depois de não ter marcado nenhum tento em 12 partidas pelo Newcastle.
PdGmACACVMj na temporada 2013-14
120100669

PSV Eindhoven

2014-15

Luuk de Jong sendo apresentado como novo reforço do PSV EindhovenEm 12 de julho de 2014, o PSV Eindhoven da Holanda anunciou a contratação de Luuk de Jong. O clube holandês desembolsou 5,5 milhões de euros (cerca de 36 milhões de reais) para contar com o atacante de 24 anos por 5 temporadas. O jogador passou a ganhar cerca de 1,4 milhões de euros (9,1 milhões de reais) por ano no PSV, metade do seu salário no Borussia Mönchengladbach. No entanto, o clube alemão também deu a de Jong um salário anual na saída, que foi pago a ele durante 3 anos.
Em 30/07/2014, no primeiro confronto da fase pré-eliminatória da Europa League contra o SKN St Pölten da Áustria, Philip Cocu – técnico do PSV nessa época – promoveu a estreia de de Jong como titular e ele não desapontou e marcou o único gol da vitória do time holandês sobre a equipe austríaca no Philips Stadion (estádio do PSV). No segundo confronto entre as duas equipes em 07/08/2014, o novo camisa 9 da equipe de Eindhoven marcou seu 2º tento nessa temporada no triunfo por 3-2 sobre o time austríaco fora de casa.
Em 31/08/2014, em jogo da 3ª rodada da Eredivisie, Luuk de Jong marcou seu 3º tento nessa temporada na vitória por 2-0 sobre o Vitesse no Philips Stadion. Posteriormente, nos 3 jogos seguintes do PSV, 3 tentos marcados por de Jong; na derrota por 3-1 ante o Zwolle na 4ª rodada da Eredivisie, na vitória por 1-0 sobre o Estoril de Portugal na fase de grupos da Europa League e na goleada por 4-0 sobre o Cambuur na 5ª rodada da Eredivisie.
Em 06/12/2014, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Holandês, o novo camisa 9 do PSV marcou seu 10º tento nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Dordrecht fora de casa.
Em 17/12/2014, em jogo da 17ª rodada da Eredivisie, de Jong marcou seu primeiro hat-trick nessa temporada na vitória por 4-3 sobre o Feyenoord no Philips Stadion.

PdGmACACVMj na temporada 2014-15
452614103930
26 gols dos quais 20 foram pela Eredivisie, 2 pela UEFA Europa League, 2 pela fase pré-eliminatória da UEFA Europa League e 2 pela Copa KNVB

2015-16


PdGmACACVMj na temporada 2015-16
443212703849
32 gols dos quais 26 foram pela Eredivisie, 2 pela UEFA Champions League, 2 pela Supercopa dos Países Baixos e 2 pela Copa KNVB

2016-17


PdGmACACVMj na temporada 2016-17
3999503388
9 gols dos quais 8 foram pela Eredivisie e 1 pela UEFA Champions League

2017-18


PdGmACACVMj na temporada 2017-18
331312202493
13 gols dos quais 12 foram pela Eredivisie e 1 pela Copa KNVB

2018-19


PdGmACACVMj na temporada 2018-19
433210603891
32 gols dos quais 28 foram pela Eredivisie, 3 pela UEFA Champions League e 1 pela fase pré-eliminatória da UEFA Champions League
Títulos que conquistou pelo PSV Eindhoven - Eredivisie2014-15, 2015-16 e 2017-18 - Supercopa dos Países Baixos2015 e 2016
- O vídeo abaixo mostra todos os gols marcados por Luuk de Jong com a camisa do PSV Eindhoven - Este vídeo foi publicado no YouTube em 1º de julho de 2019pelo PSV

Sevilla

2019-20


PdGmACACVMj na temporada 2019-20
46104202703
10 gols dos quais 6 foram pela La Liga, 3 pela UEFA Europa League e 1 pela Copa do Rei
Títulos que conquistou pelo Sevilla - UEFA Europa League2019-20
- O vídeo abaixo mostra 5 dos 10 gols marcados por Luuk de Jong com a camisa do Sevilla na temporada 2019-20 - Este vídeo foi publicado no YouTube em 26 de janeiro de 2020por Galaxy Games 10

Números de Luuk de Jong na Seleção Holandesa

Holanda

Seleções de Base


Seleção Principal


Euro 2012


Eliminatórias da Euro 2016 e da Copa do Mundo FIFA de 2018


Liga das Nações da UEFA A


Eliminatórias da Euro 2020


TOTAL

PdGmACACVMj
245110484
Prêmios individuais - Equipe da Eurocopa Sub-21 de 2013 - Equipe ideal da Eredivisie: 2017–18 e 2018–19 - Final da UEFA Europa League 2019-20: The Man of the Match (Homem do jogo)
Artilharia - Eredivisie 2018-19 (28 gols)

Considerações Finais

O post A Carreira de Luuk de Jong em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3lnZNpe
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.08.24 03:06 zephrot Diário de uma queda

Meu primeiro conto senão me engano, 8 anos atrás, resolvi revisar e mudar ele, masss antes disso quis postar a versão antiga antes da nova surgir, acho que é o certo a se fazer, espero que você ache minimamente interessante. :)

"Você é puro? Livre de pecados? Pronto para estar perto do nosso e único Deus? Se sim, zephyr É seu lugar"

Essa frase foi lançada desde o dia 1 de zephyr, uma bela mentira lançada para encobrir uma cidade podre por dentro, o que supostamente seria um templo no céu se tornou o túmulo de muitos, fora da casa em que me encontro ouço os sons de tiros e gritos, resultados da revolta contra o profeta, o cheiro de sangue invade pela janela, a cada poucos segundos ouço gotas de sangue e gemidos vindo de Arthas, o desgraçado demora pra morrer.
Não que isso seja ruim, demorei 10 anos para encontrar e matar o filho da puta, e ainda não me sinto satisfeito, não depois do que fizeram com minha família.
Dizem que acordar com uma visão do céu e sinal de boa sorte… creio que se isso fosse verdade eu teria sorte por toda minha vida.
Crescer nas nuvens teve suas alegrias, momentos perfeitos naquela cidade utópica criada pelos ideais de um fanático, uma cidade livre de pecadores, livre de raças inferiores, ali nos estávamos perto de Deus e ele perto de nos. Zephyr era seu nome, a joia do céu, a cidade livre de pecados, sua historia de origem? Bom, a real historia eu fui descobrir depois de muito tempo, mas a versão que nos era contada por nossos pais era a seguinte:
"Décadas atrás, quando o mundo estava perdido em guerra, uma criança nasceu em meio ao caos, uma criança que viria a ser nosso profeta, aquele que fundou nossa joia, nossa Zephyr. Sua infância perdida em meio a violência, se fez homem cedo e buscou em Deus refugio, e nosso amado Deus não deixaria tal criança sofrer em vão, a essa mesma criança foram dadas visões, visões na quais se via Zephyr. já como jovem iniciou a busca pela terra prometida ate se dar conta de que ele seria aquele que iria construi-la. E assim ele achou a entidade, o espírito do oeste, aquele que nos mantém no ar"
Se você achou vago, não se assuste, ele fez de tudo para deixar a narrativa aceitável, talvez tenha falhado em deixar convincente porem mesmo assim todos aqueles em Zephyr eram fiéis ao seu profeta... Pelo menos ele assim pensava. A historia não esta totalmente errada, na época como criança eu mesmo acreditava e orava pelo profeta, mas me perdoem, eu era tolo, e como tolo eu errei.
Com amor: Donnie
O cotidiano da minha infância seguia uma rotina bem simples, durante a semana aulas do começo da manha ate o fim da tarde, sábado passeios ocasionais com colegas de classe, aos domingos sempre tínhamos a santa missa, a qual todos os moradores de Zephyr eram obrigados a ir, isso resume minha vida desde os 8 aos 15 anos, mas uma hora ou outra a realidade bate em nossa porta.
Dia 30 de julho sempre foi uma data especial em minha casa já que marcava tanto o casamento de meus pais quanto o aniversario de minha irmã, Angie, ela era a nossa luz de cada dia, não importava o que acontecesse ela sempre sorria, sempre nos alegrava. Meu nome é Donnie, junto com Angie e meus pais Magnus e Cristine nos éramos a família Carter, uma família até que bem respeitada em nossa cidade, meu pai sendo um conhecido arquiteto e minha mãe uma dona de casa muito conhecida por seus doces, éramos em geral uma família feliz que ate esse ponto não tinha sido tocada por aquilo que Zephyr escondia.
Nossa cidade tinha uma ligação com o mundo terrestre graças aos dirigíveis, e logo abaixo de Zephyr havia uma pequena ilha onde ficava um terminal de abastecimento para nossos meios de locomoção além de uma pequena praia onde famílias podiam ir visitar e passar uma tarde agradável na areia ou no mar, contudo esse era o limite que o Profeta nos deu, qualquer contado maior com o povo da superfície podia nos influenciar no caminho do pecado, entretanto não era incomum nossa pequena ilha no meio do mar ser visitada por pessoas de grandes países, que são em sua maioria cheios de cidades, as que mais ouvíamos falar quando crianças eram Nova Iorque, Londres, Paris, e de um pequeno pais chamado Cuba, também não era incomum pessoas de cor aparecem por lá, mas logo eram detidas, pois de acordo com o Profeta, Deus marcou os pecadores com cores e características diferentes das nossas para que assim não nos envolvêssemos com o tipo errado de amizade.
Agora que expliquei o que e como funcionava a ilha, voltemos ao ponto em que parei, naquele dia para comemorar seu aniversario Angie quis descer ate a praia, ela amava a agua, desde pequena não gostava quando nossa mãe a tirava da banheira, ela era uma criança tão pura, fazendo seus 12 anos naquele mesmo dia. Como era seu aniversario meus pais não tinham como dizer não, escolhemos o primeiro dirigível das 9 da manha e descemos ate a praia, um detalhe muito importante era a maneira como minha relação com Angie funcionava, não era a típica relação de irmãos onde sempre há brigas, nos sempre apoiamos um ao outro, não importasse o que fosse, era tudo tão lindo ao lado de minha irmã, nosso percurso no ar levou cerca de 10 minutos, a excitação dela era palpável no momento em que ela viu o mar, meus pais como sempre abraçados e sorrindo ao ver o sorriso em seu rosto, pode parecer que meus pais não me davam bola, mas aquele dia era deles e dela, e eu me contentava por vê-los felizes, isso era mais que suficiente para mim, ao desembarcar no hangar de pouso a primeira coisa em nosso campo de visão foram as lojas da ilhas, um verdadeiro parque de diversão para Angie, só não era o mesmo para o bolso do meu pai.
Nossa primeira parada foi o carrinho de sorvete, uma tradição de nossa família toda vez que íamos ate lá. Angie avistou um vestido florido cheio de cores numa loja próxima, creio que ao ver isso a carteira de meu pai já começou a se preparar, devo mencionar que nos não éramos pobres, mas também não ricos como os Lannis ou os Bariens, mas vivíamos bem só que meu pai era mão de vaca mesmo. Creio que não seja necessária uma descrição detalhada de nosso dia na praia, comemos um belo café da manha, meus pai ficaram na areia abraçados enquanto eu e minha irmã estávamos no mar, pouco depois almoçamos ali mesmo na areia, a única parte realmente relevante dessa tarde foi que o capitão da guarda de Zephyr estava por perto e veio nos cumprimentar, seu nome? Arthas Lannis, um membro de uma das famílias mais ricas de zephyr, aquele filha da puta, pode ter demorado mas ele teve o que mereceu. Quando começou a escurecer meus pais decidiram que já era hora de irmos, e assim pegamos o próximo dirigível de volta para nossa cidade nos céus.
Lembram do amor de minha irmã por rosas? Eu não podia deixar isso passar em branco, assim que chegamos em nossa casa, pedi ao meus pais se poderíamos dar uma volta enquanto eles descansavam (eu sabia que eles queriam um tempo a sós) então foi fácil convencer eles, assim que eles liberaram saímos de casa, queria leva-la aos jardim da ilha do cardeal, esse era o bairro onde os membros do culto do Profeta moravam, então tínhamos que entrar as escondidas, mas valia a pena, eu sabia qual seria a reação dela ao ver o mar de rosas vermelhas daquele jardim, atravessamos a ilha onde nosso bairro se encontrava e fomos pela ilha comercial chamada de Lazaro, caso esteja confuso entender nossa cidade era dividida em ilhas flutuantes interligadas por bondinhos ou pontes, existiam dezenas de ilhas com vários tamanhos e utilidades diferentes, mas a mais imponente de todas era a ilha do Iluminado, chamada assim já que seu único habitante era ninguém mais ninguém menos do que o Profeta, entretanto não era permitido perambular perto daquela ilha, e isso nem mesmo eu ousava desobedecer, ao chegar na ponto que ligava Lazaro com Cardeal, tomamos cuidado para que ninguém nos visse e assim adentramos a ilha, ao passar pelo portao rodeado de madressilvas, logo ali na nossa frente, estava o que prometi a Angie, o mar de rosas mais lindo que jamais fora visto, lhe avisei que podia pegar apenas uma rosa para levar de lembrança, ela escolheu uma linda rosa vermelha bem gorda e sem nenhuma mancha. Ali estava ela, em pleno êxtase de animação ao segurar rosa em suas mãos, contudo, a realidade sempre bate em nossa porta não e mesmo? E foi assim que ela bateu na nossa. Um grito não muito longe de onde estávamos no alertou de que algo estava errado, puxei minha irmã pela manga e fui o mais rápido e silencioso possível em direção, esse foi meu primeiro erro, e paguei caro por ele, sem perceber acabei nos levando em direção do grito, ao chegar na intersecção das ilhas, bem em frente da ponte havias uma figura escura mesmo sendo iluminada por um poste, atrás dele um pouco retorcida havia uma criança chorando baixo, três homens carregando armas surgiram na frente do homem escuro, que mais tarde soube que na verdade ele era um afro descendente, o mais chamativo dos três homens que surgiram ira o conhecido Arthas Lannis.
Arrastei Angie comigo para trás de um banco perto da ponte, pensei que fosse ser possível esperar ali ate o que quer que fosse acontecer ali acabasse, esse foi meu segundo erro, mesmo de não muito perto pude ouvir a conversa entre eles:
– Por favor, minha filha e inocente, deixa-a ir – o tom de suplica em sua voz pegou de surpresa.
– A deixar ir? Ela carrega sua cor, a cor de um pecador, pelo bem de Zephyr não posso permitir esse tipo de gente em nossa cidade – quem falou isso? O capitão Arthas em pessoa, cuja frieza soava cortante.
– Meu Deus, protegei seu servo.. – antes dele prosseguir Arthas o acertou com uma coronhada.
– Quem você pensa que e para pronunciar o nome de Deus em vão? Raça imunda – uma segunda coronhada, dessa vez a menina começou a chorar de verdade. – Vão para o inferno, lugar onde o resto da sua raça te encontrara em breve. Guardas..
– Porque? – tanto eu e os guardas não sabiam em que reparar, na pergunta, ou na pessoa que a fez – Porque fazer isso com eles? Ele só esta protegendo ela – lá estava Angie, segurando sua rosa com ambas as mãos na espera de uma resposta;
Arthas foi quem se recuperou antes e disse:
– Vá para casa pequena, você não tem nada a ver isso – não havia cortesia em sua voz, aquilo tinha sido uma ameaça velada, infelizmente Angie não recuou, pelo contrario, enfrentou novamente o capitão se pondo na frente do homem escuro. – bom você não me deixa escolha criança – não havia hesitação em sua voz, ele nem sequer sentiu qualquer remorso – Guardas – lá estava eu paralisado, tanto por medo quanto pela própria cena em si – Apontar – minha voz não saia, nada que eu falasse ou tentasse pelo menos fazia, eu fiquei lá, parado, sem a mínima reação, esse foi meu terceiro erro, nesse meio termo, minha irmã com suas mãozinhas delicadas encaixou sua linda rosa no cano da arma do capitão, e mesmo assim, mesmo diante dessa cena não houve um brilho sequer de piedade em seus olhos, naquela horas eles estavam mais escuros do que nunca – Fogo.
Eu gritei, ao som do comando de Arthas eu gritei, mas voz nenhuma saiu, tudo o que consegui ver, foram pétalas queimadas daquela linda rosa boiando em um pequeno mar de sangue.
submitted by zephrot to u/zephrot [link] [comments]


2020.08.12 02:31 GuilhermeSPD Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Da esquerda para direita: Philippe Pétain, Hamilton Mourão e Winston Churchill.
A história militar, não só brasileira mas também mundial está repleta de exemplos de traidores nacionais saídos das fileiras de suas forças armadas. No Brasil, temos os casos de Luiz Carlos Prestes e Carlos Lamarca, dois oficiais do Exército Brasileiro que preferiram aderir aos interesses revolucionários de nações comunistas internacionais (sendo a maior expoente, na época, a União Soviética), abandonando as fileiras das forças de defesa dos países que juraram proteger com a própria vida se preciso fosse.
Hoje sabemos que existe no mundo um consórcio maligno formado por forças globalistas e meta-capitalistas, unidas a um partido comunista que domina há 70 anos com mão de ferro e total controle social a maior nação asiática. Está cada vez mais claro que este consórcio tem como um de seus principais objetivos a supressão de todos nossos direitos mais essenciais, especialmente a liberdade de pensamento e expressão, o direito de ir e vir, e os direitos religiosos.
Ao analisar este cenário geopolítico atual é impossível não fazer um paralelo com o mundo do final da década de 30 do século passado, que se encontrava sob uma ameaça tão terrível quanto a que estamos vivendo hoje. Naqueles tempos, o mundo assistia assombrado um partido totalitário de cunho nacional-socialista dominar a nação mais bem-sucedida da Europa e espalhar a opressão e o terror entre a sua própria população, enquanto começava a estender suas garras sobre os países vizinhos.
Após Hitler invadir e anexar aos seus domínios a Áustria e os Sudetos (região da extinta Tchecoeslováquia), os povos dos demais países europeus atingiram um nível de preocupação e tensão elevadíssimo, mas ainda assim, nenhuma nação ousou reagir aos crimes cometidos pelo regime nazista. Este fato nos remete à displicência das nações mundiais diante dos absurdos cometidos pelo regime ditatorial da nação oriental que atualmente avança sobre o mundo. Pois é, qualquer semelhança não é mera coincidência.
Naquele momento, a reação do mundo livre tardou, mas finalmente aconteceu. Após a invasão de mais um país, desta vez a Polônia, o regime nazista recebeu a declaração de guerra por parte do Reino Unido e da França, enquanto os demais países europeus insistiam em uma neutralidade desconfiada. O fato é que a Alemanha nazista havia se transformado em uma gigantesca máquina de guerra, com sua fama alimentada por um bem elaborado plano de propaganda que incluía produções audiovisuais de um certo grau de qualidade, algo até então inédito.
Neste contexto, as demais nações se sentiam acuadas, intimidadas perante a auto aclamada superioridade nazista, e assim sendo, preferiram assumir uma postura de neutralidade acreditando que estariam livres dos tentáculos da máquina de guerra germânica. Um erro crasso. E causa espanto que ainda hoje certas nações ao redor do mundo ainda optem por este tipo de ação perante um regime ditatorial que está de pé e a cada dia que passa dá amostras de não ter limites para seu apetite de dominação.
Voltando à Segunda Guerra Mundial, a essa altura oficialmente declarada, o início dos combates foi extremamente desolador para as nações aliadas. As tropas britânicas sofreram grandes derrotas, e só não foram completamente deflagradas graças ao episódio conhecido como “o milagre de Dunquerque”. Para quem tiver interesse em saber mais sobre este momento crucial da guerra recomendo o excelente filme “Dunquerque” de Christopher Nolan.
A situação da França foi ainda mais desoladora, com os alemães invadindo o território francês e impondo uma derrota avassaladora, além de termos de rendição humilhantes. Neles ficou definido que o país seria repartido e o regime nazista dominaria 2/3 dos territórios franceses enquanto o terço mais ao sul ficaria sob domínio de uma administração fantoche com sede na cidade de Vichy.
Esse arranjo só foi possível graças a complacência de alguns figurões da política francesa, liderados por uma das personagens que fazem parte da trinca de militares que estão sendo analisadas neste artigo, seu nome era Henri Philippe Benoni Omer Joseph Pétain, ou somente Marechal Pétain. Pétain foi um herói na Primeira Guerra Mundial, tendo sido decisivo nas batalhas finais ocorridas em solo francês e que fizeram a balança pender a favor da tríplice aliança. Por sua atuação ficou conhecido como o Leão de Verdun.
Hoje seu nome é sinônimo de infâmia, traição e colaboracionismo com o inimigo. O marechal foi designado chefe de estado da França com a missão de obter um acordo de paz com os invasores nazistas, o que fez com muito gosto. Pétain ficou tão satisfeito com o jugo nazista sobre seu povo que impôs ao estado fantoche francês leis antissemitas ainda mais terríveis do que as que a própria Alemanha havia criado.
Até a liberação da França pelas forças aliadas em 1944, estima-se que o regime do traidor Pétain tenha deportado cerca de 75 mil judeus para campos de concentração nazistas, de onde menos de 2 mil conseguiram sair com vida. Ao fim da guerra, o chefe de estado foi julgado e condenado à pena de morte por seus crimes, tendo sua pena substituída por prisão perpétua devido a sua idade avançada e sua condição de herói da primeira guerra. Entretanto, os demais condenados por colaborar com o inimigo não tiveram a mesma sorte que o marechal e pagaram com a vida pelos crimes cometidos.
Enquanto a França lidou a maior parte da guerra com a desonra e humilhação de ter os alemães dominando seu país por meio de suas tropas ou de seus fantoches, o Reino Unido adotou uma postura completamente oposta. Após o episódio de Dunquerque, o Reino Unido se viu na obrigação de reestruturar suas defesas contra os nazistas, que por sua vez pretendiam usar o território do norte francês, que devido à sua proximidade ao território britânico, seria a base avançada no objetivo de invadir a ilha.
Recém-nomeado primeiro-ministro britânico, um pouco antes da batalha de Dunquerque, Sir Winston Leonard Spencer-Churchill, outro de nossas três personagens, decidiu então direcionar todos os esforços nacionais para organizar as forças armadas e a população do Reino Unido a resistir aos ataques nazistas e em seguida conseguir derrotar o poderoso inimigo.
É curioso que Churchill tenha sido alçado ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido, uma vez que, poucos meses antes do início oficial da guerra, o ex-tenente coronel fora chamado de belicista, radical e extremista por políticos e a parte liberal (leia-se esquerdista) da imprensa britânica. Na verdade, hoje sabemos que Churchill foi um dos únicos a perceber e denunciar a ameaça que representava os projetos de domínio global da Alemanha Nazista na época. Mais uma vez, podemos fazer um paralelo com o momento que vivemos atualmente.
Hoje, toda voz que se levanta para denunciar os planos de dominação mundial do regime ditatorial comunista que vem da Ásia, é acusado de extremista, racista, fascista e todo tipo de “ista” possível. Quando não, é um paranóico, adepto de teorias da conspiração. Churchill hoje seria considerado um louco, belicista e paranóico? Certamente que sim. Como diz o guru dos comunistas, Marx: A história se repete, primeiro como tragédia e depois como farsa.
Mas como diz a sabedoria popular, Deus escreve certo por linhas tortas. O homem que fora tão insultado dentro do seu próprio país foi o responsável por tirá-lo da beira da dominação nazista. A custa de muito “sangue, sofrimento, lágrimas e suor”, liderou a reviravolta nos campos de batalhas que levariam as nações aliadas a destruir o III Reich e restaurar a liberdade na maior parte dos países europeus, salvo aqueles que a partir de então passariam a ser assediados pelo leviatã soviético. Mas isso é assunto para outro texto.
Churchill já era um homem aclamado em seu país, também era um herói de guerra e possuía uma ficha de brilhantes serviços prestados a sua nação. Com seus feitos históricos liderando os países livres na Segunda Guerra Mundial alcançou um status de herói nacional. Uma verdadeira lenda em todo o mundo. Em 2002, em votação promovida pela BBC, foi eleito o maior britânico de todos os tempos.
Diferente de seu colega Pétain, que foi da glória a infâmia, Churchill foi um homem que soube entender o zeitgeist da primeira metade do século XX e ainda hoje é uma referência para os amantes da liberdade e patriotas em todas as partes do mundo.
Por isso, para surpresa de zero pessoas, começamos a ver movimentos como o realizado pelo presidente globalista francês Emmanuel Macron, que fez um esforço para reabilitar o nome de Pétain em 2018, ano em que se comemorou os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Por este fato, o atual presidente francês sofreu duras críticas dentro do próprio país.
E mais recentemente, vimos neste ano de 2020, grupos antifas querendo derrubar uma estátua de Churchill em Londres. Sim, ele mesmo. O homem que livrou a Europa do nazismo e do fascimo se tornou alvo dos terroristas que vestem camisas pretas e levantam os punhos.
Então, com toda esta história recente, recheada de exemplos de figuras militares e estadistas que optaram por caminhos diametralmente opostos nos momentos em que suas pátrias mais necessitaram, nos causa estranheza ao ver um general do Exército Brasileiro e atual vice-presidente da república como o senhor Antônio Hamilton Martins Mourão, vir a público por diversas vezes defender interesses de empresas de telecomunicações que, além de estrangeiras, também se encontram em posição de subordinação ao partido que comanda o seu país de origem.
Mourão também é possuidor de uma extensa ficha de serviços prestados a pátria e detentor de grande prestígio junto a população desde que passou a ter uma voz alinhada aos anseios da população em oposição aos governos petistas que assolaram o Brasil de 2002 até 2016. Com suas falas críticas em relação as sandices petistas, o nome do general ganhou apelo político a ponto de ter se tornado o vice-presidente na chapa patriota comandada por Bolsonaro.
Não restam dúvidas que Mourão teve um passado glorioso como militar, assim como os mencionados Pétain e Churchill. A grande questão é: Mourão, como liderança política, vai optar por ser um traidor ou herói? Como general de 4 estrelas das forças terrestres, podemos cogitar que o vice-presidente tenha estudado a biografia dos grandes líderes militares das maiores potências mundiais.
E se Mourão conhece a história dos mandatários francês e britânico devemos nos preocupar quando o próprio exalta a gigante da tecnologia oriental? Ainda mais quando esta mesma empresa é acusada de roubo de informações e espionagem pelas principais agências de inteligência do mundo? E por qual motivo Mourão está tão envolvido neste assunto sendo que não é a ele que cabe as decisões nesta área de telecomunicações?
O fato é que, aos brasileiros comuns sem altos cargos públicos e acesso a informações sensíveis à nação, nos causa muito espanto ver um Mourão completamente a vontade em defender as vantagens da empresa do país do dragão e considerar a participação desta fundamental nos leilões da quinta geração de comunicações, em detrimento das outras concorrentes, sobre as quais o vice-presidente não dá sequer uma palavra de incentivo.
Estaria o general da reserva atuando como lobista desta empresa? Ou seria ele um profundo conhecedor das estratégias de contrainformação contidas na obra “A Arte da Guerra”, do chinês Sun Tzu, e estaria então fazendo o famoso jogo de cena? Por via das dúvidas deixaria aqui uma sugestão ao Sr. Hamilton Mourão: Releia as biografias de Pétain e Churchill, e não escolha o exemplo errado a seguir.
submitted by GuilhermeSPD to brasilivre [link] [comments]


2020.08.12 02:03 GuilhermeSPD Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Da esquerda para direita: Philippe Pétain, Hamilton Mourão e Winston Churchill.
A história militar, não só brasileira mas também mundial está repleta de exemplos de traidores nacionais saídos das fileiras de suas forças armadas. No Brasil, temos os casos de Luiz Carlos Prestes e Carlos Lamarca, dois oficiais do Exército Brasileiro que preferiram aderir aos interesses revolucionários de nações comunistas internacionais (sendo a maior expoente, na época, a União Soviética), abandonando as fileiras das forças de defesa dos países que juraram proteger com a própria vida se preciso fosse.
Hoje sabemos que existe no mundo um consórcio maligno formado por forças globalistas e meta-capitalistas, unidas a um partido comunista que domina há 70 anos com mão de ferro e total controle social a maior nação asiática. Está cada vez mais claro que este consórcio tem como um de seus principais objetivos a supressão de todos nossos direitos mais essenciais, especialmente a liberdade de pensamento e expressão, o direito de ir e vir, e os direitos religiosos.
Ao analisar este cenário geopolítico atual é impossível não fazer um paralelo com o mundo do final da década de 30 do século passado, que se encontrava sob uma ameaça tão terrível quanto a que estamos vivendo hoje. Naqueles tempos, o mundo assistia assombrado um partido totalitário de cunho nacional-socialista dominar a nação mais bem-sucedida da Europa e espalhar a opressão e o terror entre a sua própria população, enquanto começava a estender suas garras sobre os países vizinhos.
Após Hitler invadir e anexar aos seus domínios a Áustria e os Sudetos (região da extinta Tchecoeslováquia), os povos dos demais países europeus atingiram um nível de preocupação e tensão elevadíssimo, mas ainda assim, nenhuma nação ousou reagir aos crimes cometidos pelo regime nazista. Este fato nos remete à displicência das nações mundiais diante dos absurdos cometidos pelo regime ditatorial da nação oriental que atualmente avança sobre o mundo. Pois é, qualquer semelhança não é mera coincidência.
Naquele momento, a reação do mundo livre tardou, mas finalmente aconteceu. Após a invasão de mais um país, desta vez a Polônia, o regime nazista recebeu a declaração de guerra por parte do Reino Unido e da França, enquanto os demais países europeus insistiam em uma neutralidade desconfiada. O fato é que a Alemanha nazista havia se transformado em uma gigantesca máquina de guerra, com sua fama alimentada por um bem elaborado plano de propaganda que incluía produções audiovisuais de um certo grau de qualidade, algo até então inédito.
Neste contexto, as demais nações se sentiam acuadas, intimidadas perante a auto aclamada superioridade nazista, e assim sendo, preferiram assumir uma postura de neutralidade acreditando que estariam livres dos tentáculos da máquina de guerra germânica. Um erro crasso. E causa espanto que ainda hoje certas nações ao redor do mundo ainda optem por este tipo de ação perante um regime ditatorial que está de pé e a cada dia que passa dá amostras de não ter limites para seu apetite de dominação.
Voltando à Segunda Guerra Mundial, a essa altura oficialmente declarada, o início dos combates foi extremamente desolador para as nações aliadas. As tropas britânicas sofreram grandes derrotas, e só não foram completamente deflagradas graças ao episódio conhecido como “o milagre de Dunquerque”. Para quem tiver interesse em saber mais sobre este momento crucial da guerra recomendo o excelente filme “Dunquerque” de Christopher Nolan.
A situação da França foi ainda mais desoladora, com os alemães invadindo o território francês e impondo uma derrota avassaladora, além de termos de rendição humilhantes. Neles ficou definido que o país seria repartido e o regime nazista dominaria 2/3 dos territórios franceses enquanto o terço mais ao sul ficaria sob domínio de uma administração fantoche com sede na cidade de Vichy.
Esse arranjo só foi possível graças a complacência de alguns figurões da política francesa, liderados por uma das personagens que fazem parte da trinca de militares que estão sendo analisadas neste artigo, seu nome era Henri Philippe Benoni Omer Joseph Pétain, ou somente Marechal Pétain. Pétain foi um herói na Primeira Guerra Mundial, tendo sido decisivo nas batalhas finais ocorridas em solo francês e que fizeram a balança pender a favor da tríplice aliança. Por sua atuação ficou conhecido como o Leão de Verdun.
Hoje seu nome é sinônimo de infâmia, traição e colaboracionismo com o inimigo. O marechal foi designado chefe de estado da França com a missão de obter um acordo de paz com os invasores nazistas, o que fez com muito gosto. Pétain ficou tão satisfeito com o jugo nazista sobre seu povo que impôs ao estado fantoche francês leis antissemitas ainda mais terríveis do que as que a própria Alemanha havia criado.
Até a liberação da França pelas forças aliadas em 1944, estima-se que o regime do traidor Pétain tenha deportado cerca de 75 mil judeus para campos de concentração nazistas, de onde menos de 2 mil conseguiram sair com vida. Ao fim da guerra, o chefe de estado foi julgado e condenado à pena de morte por seus crimes, tendo sua pena substituída por prisão perpétua devido a sua idade avançada e sua condição de herói da primeira guerra. Entretanto, os demais condenados por colaborar com o inimigo não tiveram a mesma sorte que o marechal e pagaram com a vida pelos crimes cometidos.
Enquanto a França lidou a maior parte da guerra com a desonra e humilhação de ter os alemães dominando seu país por meio de suas tropas ou de seus fantoches, o Reino Unido adotou uma postura completamente oposta. Após o episódio de Dunquerque, o Reino Unido se viu na obrigação de reestruturar suas defesas contra os nazistas, que por sua vez pretendiam usar o território do norte francês, que devido à sua proximidade ao território britânico, seria a base avançada no objetivo de invadir a ilha.
Recém-nomeado primeiro-ministro britânico, um pouco antes da batalha de Dunquerque, Sir Winston Leonard Spencer-Churchill, outro de nossas três personagens, decidiu então direcionar todos os esforços nacionais para organizar as forças armadas e a população do Reino Unido a resistir aos ataques nazistas e em seguida conseguir derrotar o poderoso inimigo.
É curioso que Churchill tenha sido alçado ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido, uma vez que, poucos meses antes do início oficial da guerra, o ex-tenente coronel fora chamado de belicista, radical e extremista por políticos e a parte liberal (leia-se esquerdista) da imprensa britânica. Na verdade, hoje sabemos que Churchill foi um dos únicos a perceber e denunciar a ameaça que representava os projetos de domínio global da Alemanha Nazista na época. Mais uma vez, podemos fazer um paralelo com o momento que vivemos atualmente.
Hoje, toda voz que se levanta para denunciar os planos de dominação mundial do regime ditatorial comunista que vem da Ásia, é acusado de extremista, racista, fascista e todo tipo de “ista” possível. Quando não, é um paranóico, adepto de teorias da conspiração. Churchill hoje seria considerado um louco, belicista e paranóico? Certamente que sim. Como diz o guru dos comunistas, Marx: A história se repete, primeiro como tragédia e depois como farsa.
Mas como diz a sabedoria popular, Deus escreve certo por linhas tortas. O homem que fora tão insultado dentro do seu próprio país foi o responsável por tirá-lo da beira da dominação nazista. A custa de muito “sangue, sofrimento, lágrimas e suor”, liderou a reviravolta nos campos de batalhas que levariam as nações aliadas a destruir o III Reich e restaurar a liberdade na maior parte dos países europeus, salvo aqueles que a partir de então passariam a ser assediados pelo leviatã soviético. Mas isso é assunto para outro texto.
Churchill já era um homem aclamado em seu país, também era um herói de guerra e possuía uma ficha de brilhantes serviços prestados a sua nação. Com seus feitos históricos liderando os países livres na Segunda Guerra Mundial alcançou um status de herói nacional. Uma verdadeira lenda em todo o mundo. Em 2002, em votação promovida pela BBC, foi eleito o maior britânico de todos os tempos.
Diferente de seu colega Pétain, que foi da glória a infâmia, Churchill foi um homem que soube entender o zeitgeist da primeira metade do século XX e ainda hoje é uma referência para os amantes da liberdade e patriotas em todas as partes do mundo.
Por isso, para surpresa de zero pessoas, começamos a ver movimentos como o realizado pelo presidente globalista francês Emmanuel Macron, que fez um esforço para reabilitar o nome de Pétain em 2018, ano em que se comemorou os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Por este fato, o atual presidente francês sofreu duras críticas dentro do próprio país.
E mais recentemente, vimos neste ano de 2020, grupos antifas querendo derrubar uma estátua de Churchill em Londres. Sim, ele mesmo. O homem que livrou a Europa do nazismo e do fascimo se tornou alvo dos terroristas que vestem camisas pretas e levantam os punhos.
Então, com toda esta história recente, recheada de exemplos de figuras militares e estadistas que optaram por caminhos diametralmente opostos nos momentos em que suas pátrias mais necessitaram, nos causa estranheza ao ver um general do Exército Brasileiro e atual vice-presidente da república como o senhor Antônio Hamilton Martins Mourão, vir a público por diversas vezes defender interesses de empresas de telecomunicações que, além de estrangeiras, também se encontram em posição de subordinação ao partido que comanda o seu país de origem.
Mourão também é possuidor de uma extensa ficha de serviços prestados a pátria e detentor de grande prestígio junto a população desde que passou a ter uma voz alinhada aos anseios da população em oposição aos governos petistas que assolaram o Brasil de 2002 até 2016. Com suas falas críticas em relação as sandices petistas, o nome do general ganhou apelo político a ponto de ter se tornado o vice-presidente na chapa patriota comandada por Bolsonaro.
Não restam dúvidas que Mourão teve um passado glorioso como militar, assim como os mencionados Pétain e Churchill. A grande questão é: Mourão, como liderança política, vai optar por ser um traidor ou herói? Como general de 4 estrelas das forças terrestres, podemos cogitar que o vice-presidente tenha estudado a biografia dos grandes líderes militares das maiores potências mundiais.
E se Mourão conhece a história dos mandatários francês e britânico devemos nos preocupar quando o próprio exalta a gigante da tecnologia oriental? Ainda mais quando esta mesma empresa é acusada de roubo de informações e espionagem pelas principais agências de inteligência do mundo? E por qual motivo Mourão está tão envolvido neste assunto sendo que não é a ele que cabe as decisões nesta área de telecomunicações?
O fato é que, aos brasileiros comuns sem altos cargos públicos e acesso a informações sensíveis à nação, nos causa muito espanto ver um Mourão completamente a vontade em defender as vantagens da empresa do país do dragão e considerar a participação desta fundamental nos leilões da quinta geração de comunicações, em detrimento das outras concorrentes, sobre as quais o vice-presidente não dá sequer uma palavra de incentivo.
Estaria o general da reserva atuando como lobista desta empresa? Ou seria ele um profundo conhecedor das estratégias de contrainformação contidas na obra “A Arte da Guerra”, do chinês Sun Tzu, e estaria então fazendo o famoso jogo de cena? Por via das dúvidas deixaria aqui uma sugestão ao Sr. Hamilton Mourão: Releia as biografias de Pétain e Churchill, e não escolha o exemplo errado a seguir.
submitted by GuilhermeSPD to Direita [link] [comments]


2020.08.12 01:56 GuilhermeSPD Mourão: Entre Churchill e Pétain.


Da esquerda para direita: Philippe Pétain, Hamilton Mourão e Winston Churchill.
A história militar, não só brasileira mas também mundial está repleta de exemplos de traidores nacionais saídos das fileiras de suas forças armadas. No Brasil, temos os casos de Luiz Carlos Prestes e Carlos Lamarca, dois oficiais do Exército Brasileiro que preferiram aderir aos interesses revolucionários de nações comunistas internacionais (sendo a maior expoente, na época, a União Soviética), abandonando as fileiras das forças de defesa dos países que juraram proteger com a própria vida se preciso fosse.
Hoje sabemos que existe no mundo um consórcio maligno formado por forças globalistas e meta-capitalistas, unidas a um partido comunista que domina há 70 anos com mão de ferro e total controle social a maior nação asiática. Está cada vez mais claro que este consórcio tem como um de seus principais objetivos a supressão de todos nossos direitos mais essenciais, especialmente a liberdade de pensamento e expressão, o direito de ir e vir, e os direitos religiosos.
Ao analisar este cenário geopolítico atual é impossível não fazer um paralelo com o mundo do final da década de 30 do século passado, que se encontrava sob uma ameaça tão terrível quanto a que estamos vivendo hoje. Naqueles tempos, o mundo assistia assombrado um partido totalitário de cunho nacional-socialista dominar a nação mais bem-sucedida da Europa e espalhar a opressão e o terror entre a sua própria população, enquanto começava a estender suas garras sobre os países vizinhos.
Após Hitler invadir e anexar aos seus domínios a Áustria e os Sudetos (região da extinta Tchecoeslováquia), os povos dos demais países europeus atingiram um nível de preocupação e tensão elevadíssimo, mas ainda assim, nenhuma nação ousou reagir aos crimes cometidos pelo regime nazista. Este fato nos remete à displicência das nações mundiais diante dos absurdos cometidos pelo regime ditatorial da nação oriental que atualmente avança sobre o mundo. Pois é, qualquer semelhança não é mera coincidência.
Naquele momento, a reação do mundo livre tardou, mas finalmente aconteceu. Após a invasão de mais um país, desta vez a Polônia, o regime nazista recebeu a declaração de guerra por parte do Reino Unido e da França, enquanto os demais países europeus insistiam em uma neutralidade desconfiada. O fato é que a Alemanha nazista havia se transformado em uma gigantesca máquina de guerra, com sua fama alimentada por um bem elaborado plano de propaganda que incluía produções audiovisuais de um certo grau de qualidade, algo até então inédito.
Neste contexto, as demais nações se sentiam acuadas, intimidadas perante a auto aclamada superioridade nazista, e assim sendo, preferiram assumir uma postura de neutralidade acreditando que estariam livres dos tentáculos da máquina de guerra germânica. Um erro crasso. E causa espanto que ainda hoje certas nações ao redor do mundo ainda optem por este tipo de ação perante um regime ditatorial que está de pé e a cada dia que passa dá amostras de não ter limites para seu apetite de dominação.
Voltando à Segunda Guerra Mundial, a essa altura oficialmente declarada, o início dos combates foi extremamente desolador para as nações aliadas. As tropas britânicas sofreram grandes derrotas, e só não foram completamente deflagradas graças ao episódio conhecido como “o milagre de Dunquerque”. Para quem tiver interesse em saber mais sobre este momento crucial da guerra recomendo o excelente filme “Dunquerque” de Christopher Nolan.
A situação da França foi ainda mais desoladora, com os alemães invadindo o território francês e impondo uma derrota avassaladora, além de termos de rendição humilhantes. Neles ficou definido que o país seria repartido e o regime nazista dominaria 2/3 dos territórios franceses enquanto o terço mais ao sul ficaria sob domínio de uma administração fantoche com sede na cidade de Vichy.
Esse arranjo só foi possível graças a complacência de alguns figurões da política francesa, liderados por uma das personagens que fazem parte da trinca de militares que estão sendo analisadas neste artigo, seu nome era Henri Philippe Benoni Omer Joseph Pétain, ou somente Marechal Pétain. Pétain foi um herói na Primeira Guerra Mundial, tendo sido decisivo nas batalhas finais ocorridas em solo francês e que fizeram a balança pender a favor da tríplice aliança. Por sua atuação ficou conhecido como o Leão de Verdun.
Hoje seu nome é sinônimo de infâmia, traição e colaboracionismo com o inimigo. O marechal foi designado chefe de estado da França com a missão de obter um acordo de paz com os invasores nazistas, o que fez com muito gosto. Pétain ficou tão satisfeito com o jugo nazista sobre seu povo que impôs ao estado fantoche francês leis antissemitas ainda mais terríveis do que as que a própria Alemanha havia criado.
Até a liberação da França pelas forças aliadas em 1944, estima-se que o regime do traidor Pétain tenha deportado cerca de 75 mil judeus para campos de concentração nazistas, de onde menos de 2 mil conseguiram sair com vida. Ao fim da guerra, o chefe de estado foi julgado e condenado à pena de morte por seus crimes, tendo sua pena substituída por prisão perpétua devido a sua idade avançada e sua condição de herói da primeira guerra. Entretanto, os demais condenados por colaborar com o inimigo não tiveram a mesma sorte que o marechal e pagaram com a vida pelos crimes cometidos.
Enquanto a França lidou a maior parte da guerra com a desonra e humilhação de ter os alemães dominando seu país por meio de suas tropas ou de seus fantoches, o Reino Unido adotou uma postura completamente oposta. Após o episódio de Dunquerque, o Reino Unido se viu na obrigação de reestruturar suas defesas contra os nazistas, que por sua vez pretendiam usar o território do norte francês, que devido à sua proximidade ao território britânico, seria a base avançada no objetivo de invadir a ilha.
Recém-nomeado primeiro-ministro britânico, um pouco antes da batalha de Dunquerque, Sir Winston Leonard Spencer-Churchill, outro de nossas três personagens, decidiu então direcionar todos os esforços nacionais para organizar as forças armadas e a população do Reino Unido a resistir aos ataques nazistas e em seguida conseguir derrotar o poderoso inimigo.
É curioso que Churchill tenha sido alçado ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido, uma vez que, poucos meses antes do início oficial da guerra, o ex-tenente coronel fora chamado de belicista, radical e extremista por políticos e a parte liberal (leia-se esquerdista) da imprensa britânica. Na verdade, hoje sabemos que Churchill foi um dos únicos a perceber e denunciar a ameaça que representava os projetos de domínio global da Alemanha Nazista na época. Mais uma vez, podemos fazer um paralelo com o momento que vivemos atualmente.
Hoje, toda voz que se levanta para denunciar os planos de dominação mundial do regime ditatorial comunista que vem da Ásia, é acusado de extremista, racista, fascista e todo tipo de “ista” possível. Quando não, é um paranóico, adepto de teorias da conspiração. Churchill hoje seria considerado um louco, belicista e paranóico? Certamente que sim. Como diz o guru dos comunistas, Marx: A história se repete, primeiro como tragédia e depois como farsa.
Mas como diz a sabedoria popular, Deus escreve certo por linhas tortas. O homem que fora tão insultado dentro do seu próprio país foi o responsável por tirá-lo da beira da dominação nazista. A custa de muito “sangue, sofrimento, lágrimas e suor”, liderou a reviravolta nos campos de batalhas que levariam as nações aliadas a destruir o III Reich e restaurar a liberdade na maior parte dos países europeus, salvo aqueles que a partir de então passariam a ser assediados pelo leviatã soviético. Mas isso é assunto para outro texto.
Churchill já era um homem aclamado em seu país, também era um herói de guerra e possuía uma ficha de brilhantes serviços prestados a sua nação. Com seus feitos históricos liderando os países livres na Segunda Guerra Mundial alcançou um status de herói nacional. Uma verdadeira lenda em todo o mundo. Em 2002, em votação promovida pela BBC, foi eleito o maior britânico de todos os tempos.
Diferente de seu colega Pétain, que foi da glória a infâmia, Churchill foi um homem que soube entender o zeitgeist da primeira metade do século XX e ainda hoje é uma referência para os amantes da liberdade e patriotas em todas as partes do mundo.
Por isso, para surpresa de zero pessoas, começamos a ver movimentos como o realizado pelo presidente globalista francês Emmanuel Macron, que fez um esforço para reabilitar o nome de Pétain em 2018, ano em que se comemorou os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Por este fato, o atual presidente francês sofreu duras críticas dentro do próprio país.
E mais recentemente, vimos neste ano de 2020, grupos antifas querendo derrubar uma estátua de Churchill em Londres. Sim, ele mesmo. O homem que livrou a Europa do nazismo e do fascimo se tornou alvo dos terroristas que vestem camisas pretas e levantam os punhos.
Então, com toda esta história recente, recheada de exemplos de figuras militares e estadistas que optaram por caminhos diametralmente opostos nos momentos em que suas pátrias mais necessitaram, nos causa estranheza ao ver um general do Exército Brasileiro e atual vice-presidente da república como o senhor Antônio Hamilton Martins Mourão, vir a público por diversas vezes defender interesses de empresas de telecomunicações que, além de estrangeiras, também se encontram em posição de subordinação ao partido que comanda o seu país de origem.
Mourão também é possuidor de uma extensa ficha de serviços prestados a pátria e detentor de grande prestígio junto a população desde que passou a ter uma voz alinhada aos anseios da população em oposição aos governos petistas que assolaram o Brasil de 2002 até 2016. Com suas falas críticas em relação as sandices petistas, o nome do general ganhou apelo político a ponto de ter se tornado o vice-presidente na chapa patriota comandada por Bolsonaro.
Não restam dúvidas que Mourão teve um passado glorioso como militar, assim como os mencionados Pétain e Churchill. A grande questão é: Mourão, como liderança política, vai optar por ser um traidor ou herói? Como general de 4 estrelas das forças terrestres, podemos cogitar que o vice-presidente tenha estudado a biografia dos grandes líderes militares das maiores potências mundiais.
E se Mourão conhece a história dos mandatários francês e britânico devemos nos preocupar quando o próprio exalta a gigante da tecnologia oriental? Ainda mais quando esta mesma empresa é acusada de roubo de informações e espionagem pelas principais agências de inteligência do mundo? E por qual motivo Mourão está tão envolvido neste assunto sendo que não é a ele que cabe as decisões nesta área de telecomunicações?
O fato é que, aos brasileiros comuns sem altos cargos públicos e acesso a informações sensíveis à nação, nos causa muito espanto ver um Mourão completamente a vontade em defender as vantagens da empresa do país do dragão e considerar a participação desta fundamental nos leilões da quinta geração de comunicações, em detrimento das outras concorrentes, sobre as quais o vice-presidente não dá sequer uma palavra de incentivo.
Estaria o general da reserva atuando como lobista desta empresa? Ou seria ele um profundo conhecedor das estratégias de contrainformação contidas na obra “A Arte da Guerra”, do chinês Sun Tzu, e estaria então fazendo o famoso jogo de cena? Por via das dúvidas deixaria aqui uma sugestão ao Sr. Hamilton Mourão: Releia as biografias de Pétain e Churchill, e não escolha o exemplo errado a seguir.
submitted by GuilhermeSPD to Bolsonaro [link] [comments]


2020.08.07 05:51 subreddit_stats Subreddit Stats: fcporto top posts from 2019-08-06 to 2020-08-04 20:48 PDT

Period: 364.22 days
Submissions Comments
Total 1000 24429
Rate (per day) 2.75 66.68
Unique Redditors 203 949
Combined Score 34970 119025

Top Submitters' Top Submissions

  1. 9082 points, 260 submissions: betweenwordsandstars
    1. FC PORTO É CAMPEÃO NACIONAL - DRAGÕES CONQUISTAM 29º TÍTULO! (253 points, 45 comments)
    2. Iker despede-se do FC Porto e da cidade do Porto! Um até já! (193 points, 4 comments)
    3. FC Porto vence a Taça de Portugal 2019/2020! [a 17ª da nossa história] (163 points, 26 comments)
    4. Corona vs Rafa (161 points, 22 comments)
    5. OFICIAL: Fernando Andrade emprestado ao Sivasspor (143 points, 15 comments)
    6. [Throwback] Defesa monumental do Casillas contra o Sporting (124 points, 12 comments)
    7. FC Porto no top 10 das equipas que mais pontuaram na Champions na última década (96 points, 12 comments)
    8. Clássicos em 2019/2020 (94 points, 11 comments)
    9. Mateus Uribe contra o Benfica (93 points, 17 comments)
    10. Otávio é o jogador com mais desarmes neste campeonato (90 points, 28 comments)
  2. 1341 points, 83 submissions: kraglor
    1. "O Jogo" - 24 de Junho 2020 (31 points, 10 comments)
    2. "O Jogo" - 03 de Março, Secção "FC Porto" completa (29 points, 7 comments)
    3. "O Jogo" - 30 de Julho 2020 (29 points, 2 comments)
    4. "O Jogo" -2 de Agosto 2020 (27 points, 0 comments)
    5. "O Jogo" - 9 de Outubro, Secção "FC Porto" Completa (26 points, 4 comments)
    6. "O Jogo" 26 de Agosto de 2019 - Secção "FC Porto" Completa (26 points, 0 comments)
    7. "O Jogo" 21 de Agosto de 2019 - Secção FC Porto Completa (24 points, 1 comment)
    8. "O Jogo" - 24 de Setembro, Secção "FC Porto" Completa (21 points, 0 comments)
    9. "O Jogo" - 9 de Julho 2020 (21 points, 4 comments)
    10. "O Jogo" 20 de Agosto de 2019 - Secção FC Porto Completa (21 points, 1 comment)
  3. 1066 points, 6 submissions: sup3rfm
    1. É por isto que somos diferentes! Obrigado Porto, Obrigado Iker! (255 points, 21 comments)
    2. É NOSSA! (220 points, 14 comments)
    3. Num minuto, o sumário do estado da CS Portuguesa (172 points, 26 comments)
    4. Definicação de excesso de confiança (170 points, 32 comments)
    5. Porto e Gaia iluminados pelos Super Dragões - Impressionante (126 points, 17 comments)
    6. LISBOA É NOSSA!! (123 points, 10 comments)
  4. 1025 points, 38 submissions: OutsiderofDarkLand
    1. Associado ao Benfica, James Rodríguez surge equipado à PORTO!!!! (91 points, 18 comments)
    2. Adeptos do Atlético elegem Filipe como melhor contratação da época (64 points, 21 comments)
    3. Fábio Silva atinge hoje a maioridade e renovará contrato com o Porto, ficando com uma cláusula de 125M (62 points, 8 comments)
    4. Hulk (o verdadeiro) quer regressar ao Porto em Janeiro! (56 points, 22 comments)
    5. Há 16 anos o FCP vencia a Champions League (56 points, 22 comments)
    6. "Voltar ao FCPorto seria um Sonho!" -Hulk (35 points, 23 comments)
    7. Hulk anuncia saída do Shangai SIPG (35 points, 18 comments)
    8. Final da Taça da Liga com transmissão na RTP (33 points, 7 comments)
    9. Mário Silva vai ser o novo treinador do Rio Ave (32 points, 4 comments)
    10. "Militão só quer o Porto"!!! (31 points, 9 comments)
  5. 903 points, 25 submissions: JuveTech
    1. Anda tudo a falar do mesmo, a defesa do Marchesín aos 79minutos... (88 points, 23 comments)
    2. Herrera aparece na foto, e o pessoal já especula um possível regresso... (86 points, 77 comments)
    3. Só para dizer, que o humorista brasileiro, Maurício Meireles, esta com a camisola do FCP num espectáculo online com o Raminhos AHAHAH (81 points, 10 comments)
    4. Zé "Golo"Luis... Aprende Soares ahah (81 points, 31 comments)
    5. Iker Casillas recebe medalha de campeão! (58 points, 11 comments)
    6. Tarja no Olival pede menos desculpas e mais FC Porto (45 points, 13 comments)
    7. Brahimi e o paleio de saco... (42 points, 18 comments)
    8. Entretanto, no último post no Instagram do Madureira... (41 points, 27 comments)
    9. 3 jornais, 3 frases distintas. (Caguem na CM) (37 points, 16 comments)
    10. Adeptos do FC Porto foram ao Olival e apoiaram desta forma a equipa (37 points, 16 comments)
  6. 902 points, 22 submissions: bertobrb
    1. Aquilo na cabeça do homem parece um cachecol, mas é uma coroa, porque ele é o rei. (202 points, 14 comments)
    2. Vou postar uma fotografia de um bom treinador até o Sérgio sair. (Dia 01) (117 points, 29 comments)
    3. Foto de um bom treinador até o Sérgio sair. (Dia 02) (72 points, 33 comments)
    4. This does put a smile on my face (65 points, 32 comments)
    5. Imagem de um bom treinador até o Sérgio sair. (Dia 03) (45 points, 15 comments)
    6. Mário Silva- "Estou sempre disposto a voltar ao FC Porto." (40 points, 27 comments)
    7. Presidente da SAD do Famalicão, Miguel Ribeiro, para o futebol dos dragões (36 points, 20 comments)
    8. Sporting a sportingar. Mais uma coisa para ssrvir de motivação aos jogadores. (36 points, 11 comments)
    9. A incompetência de quem gere as finanças do clube (30 points, 15 comments)
    10. Fábio Vieira chamado ao plantel principal. (28 points, 9 comments)
  7. 774 points, 15 submissions: FRibeiro1602
    1. O desrespeito tem de acabar (117 points, 24 comments)
    2. Wilson Messifá (103 points, 15 comments)
    3. Hoje é um dia especial, Wilson Manafá comemora o seu 26º aniversário (101 points, 21 comments)
    4. O melhor onze da nossa história, eleito pelos utilizadores do fcporto (95 points, 37 comments)
    5. Faz hoje 21 anos que Deco se estreou pelo FC Porto! (94 points, 11 comments)
    6. Bom dia campeões (79 points, 12 comments)
    7. Golo da Época 2019/2020 - Alex Telles! (42 points, 1 comment)
    8. E o melhor jogador que o fcporto já viu jogar no FC Porto é... (41 points, 12 comments)
    9. Quem é o melhor jogador que já viram jogar no FC Porto (FINAL) (17 points, 21 comments)
    10. Quem é o melhor jogador que já viram jogar no FC Porto? (17 points, 30 comments)
  8. 703 points, 16 submissions: LemureTheMonkey
    1. Revelada nova versão do FIFA 21 (163 points, 12 comments)
    2. Ótimo lugar para se trabalhar numa quarta feira de manhã (133 points, 10 comments)
    3. Vasco da Gama (clube brasileiro) solidário com Marega (97 points, 10 comments)
    4. Evander estava a assistir o final da Taça👀 (42 points, 7 comments)
    5. Blursed_images (41 points, 5 comments)
    6. Queria eu ter esse otimismo Ellis... (29 points, 3 comments)
    7. Liga NOS #FicaEmCasa (27 points, 12 comments)
    8. 11 inicial contra o Sporting (24 points, 47 comments)
    9. Nakajima já vestiu o novo equipamento. Acham que já começou a reintegração com o plantel? (24 points, 11 comments)
    10. Qual o jogador que mais ganhou pontos para o Porto esta época? (24 points, 17 comments)
  9. 643 points, 26 submissions: dinhomir
    1. Sócios, dia 18 de Abril vão votar, mas NÃO votem no Pinto da Costa (106 points, 33 comments)
    2. Afinal não eram só 10 no campo, que bem que soube voltar a ouvir o 12º jogador (53 points, 9 comments)
    3. [MEGATHREAD] Mercado de transferências - Verão 2020 (40 points, 556 comments)
    4. [Throwback] Talvez a melhor exibição que alguma vez vi um GR fazer (Casillas na Luz em 2016) (38 points, 18 comments)
    5. Theodoro Fonseca: ″O Nakajima não pode voltar sem ser aceite por todos no FC Porto″ - Confirma que Nakajima está de fora por causa da família e não de irregularidades no pagamento (29 points, 17 comments)
    6. Destaques da Liga NOS que poderão ser apontados ao FC Porto na próxima janela de transferências (25 points, 22 comments)
    7. [Opinião] Enquadramento do clube nesta janela de transferências e perspetivas para o próximo verão. (24 points, 8 comments)
    8. 08 Dez 2019, B SAD 1-1 FC Porto - Sérgio Conceição: "Estou completamente convicto de que vamos ser campeões" (23 points, 4 comments)
    9. Leaderboards de Golos e Assistências e desempenho dos emprestados (23 points, 13 comments)
    10. Negócio fechado: Bruno Costa segue para o Portimonense (23 points, 20 comments)
  10. 551 points, 10 submissions: nulopes
    1. Fds (214 points, 26 comments)
    2. Capa da bola de hoje, fiquei surpreendido (131 points, 29 comments)
    3. Golo de livre do Marega (77 points, 26 comments)
    4. Roma quer Soares (23 points, 35 comments)
    5. White Angels nojentos como sempre (23 points, 14 comments)
    6. Bruno Costa sai a título definitivo (22 points, 6 comments)
    7. Amizades curiosas (16 points, 3 comments)
    8. Enormes defesas que tapam erros gritantes na defesa (16 points, 29 comments)
    9. A culpa foi do Luís Diaz e do árbitro como estava bom de ver (15 points, 6 comments)
    10. Melhores momentos do Soares, Gil Vicente - FC Porto (Parte 1) (14 points, 10 comments)
  11. 518 points, 22 submissions: OsDragoesExistem
    1. Casillas já não é jogador do FC Porto e publica fotografia: "O último voo" (60 points, 20 comments)
    2. André Villas-Boas: "Aquela equipa do FC Porto era pornográfica" (43 points, 12 comments)
    3. Um conselho da DGS (40 points, 1 comment)
    4. Pinto da Costa irónico na solução para decidir campeão: "Para agradar aos cartilheiros..." (34 points, 4 comments)
    5. Faleceu Seninho, o herói de Manchester, aos 71 anos (28 points, 1 comment)
    6. Zé Luís telefonou a Nené após lance arrepiante no FC Porto-Santa Clara (28 points, 2 comments)
    7. Imprensa do Mali aponta goleador do FC Porto ao Inter (27 points, 13 comments)
    8. FC Porto quer renovar com Romário Baró (25 points, 13 comments)
    9. Luis Díaz: "Pessoas sem escrúpulos estão a fazer-se passar por mim para pedir dinheiro" (24 points, 0 comments)
    10. Marchesín: "Lutamos contra todos" (22 points, 0 comments)
  12. 513 points, 9 submissions: NJDorian
    1. De onde os fãs te acarinham, não se esquece. (102 points, 0 comments)
    2. Pim-Pam-Pum (90 points, 16 comments)
    3. Em tempos difíceis, relembremos um passado recente (68 points, 13 comments)
    4. É preciso ter mais calma. (54 points, 31 comments)
    5. OFICIAL: Fábio Silva renova com o FC Porto MAISFUTEBOL (51 points, 15 comments)
    6. Encontrem a ovelha negra. (50 points, 20 comments)
    7. Joga-se mal, é verdade, mas contra factos não há grandes argumentos. (50 points, 45 comments)
    8. Luis Díaz: «No FC Porto quero fazer mais de dez golos» TVI24 - Ta cumprida a promessa. (30 points, 4 comments)
    9. Porque tanto marca o FC Porto de bola parada? Explicação de Pedro Bouças no “Futebol Total” do Canal 11 – Lateral Esquerdo (18 points, 7 comments)
  13. 450 points, 12 submissions: DjaR19
    1. Há algo que não se pode negar... A paixão do SC pelo clube e pelo desporto é enorme! Instagram @migas31 (146 points, 26 comments)
    2. "ÚLTIMA HORA: Fábio Silva acabou de dizer no direto, que o Alex Telles ia sair!" Instagram @portista_veridico (54 points, 34 comments)
    3. Aquela dança sexy! (51 points, 11 comments)
    4. "Guardião de 16 anos troca Arsenal por FC Porto" zerozero (33 points, 2 comments)
    5. 11 titular vs Moreirense (30 points, 30 comments)
    6. "Diogo Queirós já treina com plano do FC Porto" OJOGO (24 points, 4 comments)
    7. "FC Porto: Koehler apresenta manifesto com sete pontos no programa" OJogo (23 points, 18 comments)
    8. Onze Inicial vs Paços Ferreira (21 points, 20 comments)
    9. "Nakajima entre os convocados do FC Porto para Viseu" Fonte: OJogo (18 points, 16 comments)
    10. Entrevista de Lucho "El Comadante" González ao MaisFutebol! (17 points, 13 comments)
  14. 429 points, 19 submissions: 336933
    1. Um momento histórico para o FC Porto vivido assim no Dragão Arena (42 points, 2 comments)
    2. Fábio Silva, um avançado de 17 anos que vai colecionando recordes (30 points, 1 comment)
    3. "Rui Pinto? Não tenho a estratégia para o Coimbrões nos emails, por isso estou descansado" (29 points, 1 comment)
    4. SL Benfica acha que o golo do FC Porto aos 78' frente ao Rio Ave devia ter sido validado (29 points, 7 comments)
    5. O motivo que levou Fábio Vieira a ser escolhido para bater o penálti em Tondela (28 points, 13 comments)
    6. YouTuber brasileiro é adepto do FC Porto, fala do Benfica e incendeia redes sociais (28 points, 22 comments)
    7. O grande gesto de Soares no Brasil: arroz, feijão, óleo, leite, café, bolachas… (27 points, 1 comment)
    8. "Se a Liga não parasse, a vantagem do FC Porto seria maior" (26 points, 2 comments)
    9. FC Porto pede que Cláudia Santos não possa ser candidata (23 points, 1 comment)
    10. Supertaça europeia no Dragão em risco (23 points, 0 comments)
  15. 410 points, 7 submissions: AntSalvador1893
    1. Época nova mesma coisa (100 points, 18 comments)
    2. Não aguento mais o Sérgio (80 points, 21 comments)
    3. Óliver perito em ter qualidade e não jogar (78 points, 11 comments)
    4. Grande Mister (52 points, 22 comments)
    5. Manãofaz bons cruzamentos (41 points, 4 comments)
    6. Sem palavras.... (39 points, 10 comments)
    7. Xau Nando que o meu nome é Laura. (20 points, 0 comments)
  16. 380 points, 8 submissions: nuno_99
    1. Óliver: «Na última noite no Porto fui sozinho para a Ponte D. Luís e chorei» (73 points, 13 comments)
    2. Maxi apanhado nos festejos 😂 (68 points, 7 comments)
    3. Conceição: «Não temos de pedir desculpa por ganhar ao Benfica, pois não?» (54 points, 17 comments)
    4. Manafá in a nutshell (46 points, 16 comments)
    5. 5 - FC Porto’s last five goals in the Primeira Liga have been scored by a defender: Mbemba, Iván Marcano, Alex Telles, Wilson Manafa and Corona. Influence. (44 points, 27 comments)
    6. Empresário de Nakajima desmentiu a notícia da CMTV que dizia que o FC Porto devia dinheiro ao jogador (40 points, 7 comments)
    7. Benfica põe à venda t-shirt dedicada ao FC Porto (32 points, 17 comments)
    8. Sérgio Conceição, a 26/04/2019: «Se não fizer bom trabalho, faço as malas e vou embora no final da época» (23 points, 19 comments)
  17. 367 points, 8 submissions: TrustZila
    1. Créditos: FCPorto da Depressão (72 points, 7 comments)
    2. Olé 😅😅😅😅😅😅😅 (67 points, 6 comments)
    3. Pronto, lá vou eu comprar o FIFA 16.4 logo quando ia mudar para o Pes (62 points, 9 comments)
    4. Come back senpai 😢😢😢 (59 points, 32 comments)
    5. Porto assinou parceria com a EA 😮😮😮 Estádio Do Dragão no FIFA 17.4? (39 points, 37 comments)
    6. Não sei se já apareceu aqui (créditos na imagem) (36 points, 1 comment)
    7. O que foram fazer ao nosso clube 😢😢😢😢😢😢 (20 points, 0 comments)
    8. Acho que depois disto já somos capazes de discutir treinadores (12 points, 59 comments)
  18. 311 points, 6 submissions: Prezbelusky
    1. Ups (134 points, 16 comments)
    2. Enfim (50 points, 28 comments)
    3. Young Boys 1-[2] FC Porto - Vincent Aboubakar 79' (48 points, 4 comments)
    4. Young Boys 1-[1] FC Porto - Vincent Aboubakar 75' (30 points, 1 comment)
    5. "Se voltar a Portugal só posso treinar... " (26 points, 21 comments)
    6. A estreia de um génio – Vitor Ferreira (23 points, 29 comments)
  19. 306 points, 9 submissions: NaoTeEnerves
    1. Mais uma do Alexandre Pinto da Costa (70 points, 9 comments)
    2. Andebol: FC Porto bate Benfica em clássico de sentido único (maior diferença de sempre na luz) (41 points, 10 comments)
    3. Bronca afasta quarteto do Boavista-FC Porto (37 points, 64 comments)
    4. Texto sobre a lotação das modalidades no Dragão Caixa (37 points, 21 comments)
    5. [Ex-jogadores] A surreal carreira de Imbula (37 points, 15 comments)
    6. A época lastimável dos nossos juniores - texto de Porto on Tour (36 points, 5 comments)
    7. Desempenho dos emprestados do FC Porto até agora (análise Goalpoint) (20 points, 17 comments)
    8. Comunicado FC Porto: Condicionar, Perder, Condicionar (bis) (14 points, 3 comments)
    9. Reflexão: Oposição, o que falhou? (14 points, 14 comments)
  20. 293 points, 3 submissions: uptowndrunk7
    1. PROMESSA CUMPRIDA (142 points, 38 comments)
    2. Coisas que o Corona guarda no bolso (129 points, 2 comments)
    3. Eu a tentar responder a todos os comentários devido à promessa (leiam o meu comentário) (22 points, 10 comments)
  21. 284 points, 12 submissions: thegreyclown
    1. Sobre a liderança (100 points, 11 comments)
    2. Porto pode receber fase final da Liga Europa (31 points, 10 comments)
    3. Casillas termina contrato e passa testemunho a Vitor Baía (22 points, 9 comments)
    4. Brasileiros associam lateral-esquerdo Hulk (Atlético Mineiro) ao FC Porto (21 points, 12 comments)
    5. FC Porto tem acordo para renovar com Fábio Silva (21 points, 5 comments)
    6. Dragões (Equipa B) anunciam contratação de Boateng ao Aves (16 points, 5 comments)
    7. SAD só deixa sair Corona por €30 milhões (14 points, 18 comments)
    8. Pedro Gonçalves (Famalicão) é opção para o Dragão, mas só depois das vendas (13 points, 33 comments)
    9. Espanhóis dizem que Vítor Baía pode ajudar a levar Juan Miranda para o FC Porto (12 points, 24 comments)
    10. FC Porto deverá pagar sete milhões por Rúben Semedo (12 points, 23 comments)
  22. 270 points, 4 submissions: cmobi
    1. Está imagem deixou-me triste e representa muito bem quem é o Sérgio Conceição. Um tipo emocionalmente desequilibrado. Fazer isto a alguém da sua própria equipa vem nos livros básicos de motivação e gestão de equipas como exemplo do que nunca de deve fazer. Vai-te tratar SC! (109 points, 90 comments)
    2. Joao Koehler na sic notícias. Podem it a box ver (passou hoje, quinta, por volta das 18:30). Frases fortes como está... (72 points, 37 comments)
    3. Vamos a ver se acontece... (52 points, 18 comments)
    4. Conferência de imprensa presidente Guimarães (37 points, 18 comments)
  23. 262 points, 10 submissions: manguito86
    1. u/uptowndrunk7 PAGA A PROMESSA!!! (62 points, 23 comments)
    2. Se falharmos o apuramento à fase seguinte da LE, deve Sérgio Conceição ser substituido já? (35 points, 48 comments)
    3. FC Porto obrigado a dezenas de milhões em mais-valias. As semelhanças (e as diferenças) com o cenário em 2016 (27 points, 23 comments)
    4. Pinto da Costa sobre as contratações de 2019/20 (25 points, 27 comments)
    5. "Potencial de topo" em jovem do FC Porto: "Bateu o recorde de Cristiano Ronaldo" (22 points, 5 comments)
    6. O descalabro financeiro do FC Porto - O que eu digo não é o que eu faço. (22 points, 17 comments)
    7. Klopp confirma contratação de adjunto da equipa B do FC Porto (20 points, 3 comments)
    8. FC Porto: empresário de Jesús Corona confirma contactos com o Chelsea (18 points, 19 comments)
    9. "Clubes não têm condições que suportem orçamentos do nível que tinham" (16 points, 4 comments)
    10. Romário Baró, o "cavalo selvagem" que chama a atenção em Espanha (15 points, 17 comments)

Top Commenters

  1. betweenwordsandstars (5688 points, 1012 comments)
  2. bertobrb (5111 points, 1040 comments)
  3. manguito86 (4461 points, 1019 comments)
  4. nsc97 (4172 points, 801 comments)
  5. dinhomir (3952 points, 896 comments)
  6. ohshit4 (3646 points, 803 comments)
  7. Mallardo (2790 points, 521 comments)
  8. LemureTheMonkey (2496 points, 431 comments)
  9. LightzPT (2235 points, 449 comments)
  10. 1Warrior4All (2018 points, 466 comments)
  11. OutsiderofDarkLand (1792 points, 376 comments)
  12. NotoriousAlmeida (1660 points, 213 comments)
  13. uptowndrunk7 (1616 points, 331 comments)
  14. GNeiva (1504 points, 176 comments)
  15. NaoTeEnerves (1285 points, 173 comments)
  16. LeKENNPS (1190 points, 221 comments)
  17. FRibeiro1602 (1153 points, 92 comments)
  18. SirioBombas (1106 points, 246 comments)
  19. JSBraga (1088 points, 240 comments)
  20. The_Goat_Charmer (1066 points, 214 comments)
  21. Maccalamakala (1038 points, 165 comments)
  22. DjaR19 (1032 points, 230 comments)
  23. Azul10 (990 points, 138 comments)
  24. EvenThoughMySchlong (969 points, 208 comments)
  25. maressi (921 points, 151 comments)
  26. iammostmoist (883 points, 173 comments)
  27. SonGokuecas (882 points, 141 comments)
  28. nulopes (853 points, 190 comments)
  29. pereira_alex (849 points, 211 comments)
  30. ex-reader (847 points, 195 comments)
  31. j99correia (847 points, 158 comments)
  32. hugofgc (836 points, 235 comments)
  33. santorfo (835 points, 156 comments)
  34. Prezbelusky (830 points, 211 comments)
  35. Hugo2hot4u (826 points, 118 comments)
  36. JuveTech (823 points, 172 comments)
  37. OsDragoesExistem (816 points, 230 comments)
  38. General-Do-Pau (814 points, 151 comments)
  39. Gilhe (772 points, 145 comments)
  40. Panda_in_black_suit (758 points, 181 comments)
  41. emperor42 (722 points, 160 comments)
  42. elmarroki (712 points, 165 comments)
  43. detteros (675 points, 224 comments)
  44. accek (641 points, 132 comments)
  45. antpocas (592 points, 102 comments)
  46. olacnog_97 (562 points, 72 comments)
  47. _lemonpledge_ (552 points, 114 comments)
  48. PaviQue (516 points, 93 comments)
  49. headhunter21 (491 points, 105 comments)
  50. dvorack41 (452 points, 105 comments)

Top Submissions

  1. É por isto que somos diferentes! Obrigado Porto, Obrigado Iker! by sup3rfm (255 points, 21 comments)
  2. FC PORTO É CAMPEÃO NACIONAL - DRAGÕES CONQUISTAM 29º TÍTULO! by betweenwordsandstars (253 points, 45 comments)
  3. É NOSSA! by sup3rfm (220 points, 14 comments)
  4. Fds by nulopes (214 points, 26 comments)
  5. Aquilo na cabeça do homem parece um cachecol, mas é uma coroa, porque ele é o rei. by bertobrb (202 points, 14 comments)
  6. Iker despede-se do FC Porto e da cidade do Porto! Um até já! by betweenwordsandstars (193 points, 4 comments)
  7. Manafá homem do jogo, Benfica perde pontos, Porto em primeiro by JBWINNER6 (192 points, 15 comments)
  8. FCP vs BEL 28' Marega e Soares chocam um com o outro by aferreira (174 points, 28 comments)
  9. Num minuto, o sumário do estado da CS Portuguesa by sup3rfm (172 points, 26 comments)
  10. Definicação de excesso de confiança by sup3rfm (170 points, 32 comments)

Top Comments

  1. 99 points: king94x's comment in Post Match Thread: FC Porto 2-0 Sporting [32ª jornada do campeonato] - FC PORTO CAMPEÃO NACIONAL!
  2. 95 points: 1Warrior4All's comment in Herrera aparece na foto, e o pessoal já especula um possível regresso...
  3. 92 points: nsc97's comment in Está imagem deixou-me triste e representa muito bem quem é o Sérgio Conceição. Um tipo emocionalmente desequilibrado. Fazer isto a alguém da sua própria equipa vem nos livros básicos de motivação e gestão de equipas como exemplo do que nunca de deve fazer. Vai-te tratar SC!
  4. 72 points: LemureTheMonkey's comment in Post Match Thread: FC Porto 4-0 Boavista (28ª jornada do campeonato)
  5. 70 points: IG-007's comment in Capa da bola de hoje, fiquei surpreendido
  6. 69 points: ohshit4's comment in Post Match Thread: Benfica 1-2 FC Porto [Final da Taça de Portugal]
  7. 68 points: JSBraga's comment in Post Match Thread: FC Porto 3-2 SL Benfica [20ª jornada do campeonato]
  8. 68 points: ogfmc's comment in Finalmente... A verdadeira contestação começa. E ainda é pouco....
  9. 67 points: FRibeiro1602's comment in [Sério] fcporto elege o melhor onze da nossa história - NOMEAÇÕES
  10. 63 points: Azul10's comment in Estátua(s) no Dragão - Ideia em homenagear atletas, dirigentes, etc neste local
Generated with BBoe's Subreddit Stats
submitted by subreddit_stats to subreddit_stats [link] [comments]


2020.08.01 20:03 hebreubolado Crítica cinematográfica do filme Mogli - O Menino Lobo (2016) do Jon Favreau.

Os Livros da Selva é uma coletânea de contos do universo criado por Rudyard Kipling (1865–1936). Os dois Livros somam o total de quinze contos. Este filme adapta (ou ao menos tenta adaptar) de uma forma bastante recortada alguns contos que têm Mowgli como protagonista (importante ressalvar que não são todos os contos de Os Livros da Selva que têm o menino lobo como protagonista, alguns sequer se passam na Selva, ex: A Foca Branca, conto de número 4 na edição Clássicos da Zahar). Eu percebi inspirações no conto “Os irmãos de Mowgli”, o primeiro do universo do Kipling, “A Caçada de Kaa”, que narra o sequestro de Mowgli pelo Bandar-logo, o Povo Macaco, e “Como surgiu o Medo”, o conto mais mitológico em minha opinião, que narra o período de seca da Selva que os animais chamam de Trégua da Água. Em minha crítica, irei estabelecer algumas comparações do filme com a obra original do Kipling com objetivo de defender a opinião de que: enquanto um filme de animação, é um filme muito bem produzido, dirigido e criado, porém, enquanto adaptação cinematográfica de uma obra literária, deixou tanto a desejar, de tal forma que me faz acreditar que trata-se mais de uma adaptação da animação da própria Disney de 1967 do Wolfgang Reitherman do que uma adaptação da obra de Kipling, como veremos mais à frente. Para estabelecer essas comparações, utilizarei o meu exemplar de Os Livros da Selva: contos de Mowgli e outras histórias, da editora Zahar, publicado no ano de 2016, traduzido por Alexandre Barbosa de Souza.
Nota IMPORTANTÍSSIMA: compreendo e sou da opinião de que cinema e literatura são artes distintas e que possuem linguagens diferentes; também concordo que nenhuma adaptação é 100% fiel à obra literária, nem mesmo o tão renomado O Senhor dos Anéis; porém, quando usa-se o nome de um autor como fonte e principalmente sua obra como inspiração, é necessário o devido respeito à propriedade intelectual e criadora, não somente por questões jurídicas, mas por questões éticas. Sob esta premissa, vamos às comparações.
ATENÇÃO: Como trata-se de uma análise do filme, recomendo que a crítica seja lida somente por pessoas que já assistiram o filme. Se você também leu o livro e é um admirador da obra do Kipling e do que ela representa, será uma leitura ainda mais profunda.
O filme tem uma animação muito bonita; não entendo de cinema em termos técnicos, mas sem dúvidas trata-se de uma película bastante agradável de se assistir. Fora a animação de altíssima qualidade, as cores, personagens e músicas fazem do filme bastante agradável de se ver e rápido de assistir também. Incomoda-me em um filme que possui uma proposta infantil (a recomendação aqui no Brasil é para maiores de 10 anos de idade) hajam os famigerados Jump-scare. Imagine você sentado na sala assistindo com seu filho uma cena do Mowgli em um pasto verde e calmo e de repente BAM! Um tigre salta de trás da tela rugindo e fazendo um estardalhaço enorme. O recurso de jump-scare é, até mesmo em filmes adultos como no gênero de terror e suspense, considerado um recurso de baixa qualidade e previsível. Contei ao todo dois jump-scares no filme.
Em uma das primeiras cenas do filme vemos Mowgli, já na idade de menino (idade esta que permanece durante todo o filme. No último conto do Kipling, “A Corrida da Primavera”, ele já possui dezessete anos), assistindo uma assembléia dos lobos, que discutem se sua presença na alcateia deve ou não ser tolerada. Aqui já podemos perceber uma mudança drástica na história original: nos livros, Mowgli simplesmente aparece onde a alcateia Seonee vive, não levado por Bagheera como no filme retrata um pouco mais a frente. Akela e o lobo que criou Mowgli são dois lobos diferentes, não o mesmo: este último aparece nos contos com o nome de Pai Lobo apenas. Akela em hindi significa solteiro, solitário, o que não faz sentido colocá-lo como pai de Mowgli e dono de uma família. A intimidação do tigre Shere Khan provoca aos lobos foge do nosso autor britânico da mesma forma: enquanto que no filme o tigre não apenas mata Akela com um único golpe mas domina toda o bando, nos livros ele é intimidado pelos caninos.
“[…] Shere Khan talvez tivesse enfrentado Pai Lobo, mas não desafiaria Mãe Loba, pois sabia que, ali onde estava, ela tinha a vantagem do terreno e lutaria até a morte. Por isso voltou atrás, rosnando ao deixar a boca da caverna […]” (KIPLING, p. 33).
Bagheera e Shere Khan travam uma batalha durante a escolta de Mowgli em retorno para a vila dos homens; nos livros, essa luta nunca aconteceu.
Ao encontrar com os elefantes, a pantera negra pede para que Mowgli se ajoelhe e o informa da importância desses terríveis elefantídeos na criação e manutenção da Selva. Esse aspecto deve ser parabenizado por ter sido incorporado no filme: Kipling retratou os elefantes como a força criadora da Selva, e sendo Hathi, O Silencioso, o mais antigo deles. Embora a curtíssima cena tenha deixado implícito a importância dos elefantes, senti falta do personagem de Hathi, que é de suma importância em todos os contos que ocorrem na Selva.
“[…] Quando Hathi, o elefante selvagem, que vive cem anos ou mais, viu uma longa e esguia faixa de rocha seca bem no meio do rio, entendeu que estava olhando para a Pedra da Paz e, na mesma hora, ergueu sua tromba e proclamou a Trégua da Água, como seu pai antes dele havia proclamado cinquenta anos atrás.” (KIPLING, p. 185).
“[…] Shere Khan foi embora sem ousar rosnar, pois sabia, assim como todo mundo, que, no final das contas, Hathi é o Senhor da Selva” (KIPLING, p. 191)”.
O antagonismo inexistente de Kaa: a temível Píton é apresentada no filme como uma vilã que, após revelar a história de Mowgli para ele, tenta devorá-lo. Este personagem também foi desconstruído e teve sua personalidade alterada, assim como vários outros, que comentarei mais à frente. Nos livros, a píton é vista como um animal sábio e astuto, mas que respeita Mowgli como o Senhor da Selva que ele se tornou. A primeira vez que ele é mencionado na obra é no conto “A Caçada de Kaa”, aquele citado mais acima, que retrata o sequestro de Mowgli. Percebendo sua incapacidade de perseguir o Bandar-Log, o Povo Macaco, Baloo e Bagheera decidem pedir ajuda à píton em troca de alguns cabritos. Após relembrar Kaa de que o Bandar-log costumava chamá-lo de perneta, minhoca amarela, a pantera e o urso acabam convencendo a píton a se unir à eles na caçada aos macacos para resgatar Mowgli. O antagonismo de Kaa no filme pode ter várias explicações (que infelizmente só nos seriam acessível diretamente pelo diretor ou roteirista), porém, me parece que colocar uma cobra como vilã é um reforço de um esteriótipo medíocre. A cobra malvada. Não, sr. Favreau, isto não existe no universo de Kipling. Muito embora astuto e um caçador destemível, Kaa não apenas ajuda nesse conto em específico como também em “Cão Vermelho”, quando auxilia Mowgli na batalha contra dos lobos contra os cães vermelhos, chamados de dholes (inclusive, é nesse conto que Akela morre devido à feridas causadas na batalha contra os dholes, diferentemente da sua morte estúpida no filme com uma só mordida de Shere Khan, o que nos demonstra uma ideia bastante frágil de um lobo alfa que deveria estar a frente de sua alcateia e portanto, se o mais forte entre todos os lobos. Akela morre com pelos brancos como neve, ressaltando sua idade avançadíssima). Neste conto, Kaa fornece a Mowgli ideias de como combater e sair em vantagem contra os dholes, além de protegê-lo no rio durante o seu percurso e ser também ativo no plano de Mowgli para emboscar os dholes na toca das abelhas, etc etc.
Nem é preciso informar que não, Baloo não salvou Mowgli de ser comido por Kaa em Os Livros da Selva. Ainda no primeiro conto, “Os irmãos de Mowgli”, o Conselho da Alcateia está decidindo o destino do filhote de homem. A Lei da Selva, código de ética e moral que rege a todos os povos livres com exceção do Bandar-log, intercede a favor de Mowgli:
“Pois bem, a Lei da Selva dispõe que, em caso de disputa do direito sobre um filhote a ser aceito pela alcateia, pelo menos dois membros, além do pai e da mãe, devem interceder ao seu favor.” (KIPLING, p. 35). Adivinhe quem fala por Mowgli além dos seus pais lobos? Isso mesmo. O velho Baloo, encarregado de ensinar a Lei da Selva para os filhotes, fala em nome do menino. Sendo assim, falta apenas mais um voto. Baloo era o único fora da alcateia que tinha direito de falar no Conselho; sendo assim, restava convencer um lobo entre a alcateia para que Mowgli fosse aceito.
Porém, não foi isso que aconteceu: Bagheera intercede e, não podendo votar por não ser parte da Alcateia Seonee, argumenta em cima da Lei da Selva:
“ — Ó Akela, ó Povo Livre — ronronou -, não tenho voto na assembléia de vocês, mas a Lei da Selva diz que, não se tratando de um caso de morte, se existe uma dúvida quanto a um novo filhote, a vida dele pode ser comprada por um certo preço. E a lei não diz nada sobre quem pode ou não pagar esse preço. Estou certo?
[…] — Agora, além do voto de Baloo, acrescento um touro, e um bem gordo, que acabei de matar a menos de um quilômetro daqui, para que o filhote de homem seja aceito de acordo com a lei. Seria possível?” (KIPLING, p. 35–36). Oferta esta que o Povo Livre aceitou prontamente. Concluímos, portanto, que Baloo não apenas conheceu Mowgli desde sua chegada na Alcateia Seonee, mas foi o responsável, junto com Bagheera, por sua aceitação na alcateia. Esta alteração no roteiro do filme pode ser explicada pelo fato de que a linguagem do cinema requer algo mais dinâmico e rápido que os detalhes da literatura. Foi a forma do Favreau contar como Mowgli chegou na Selva e introduzir Baloo no filme, dois coelhos em uma cajadada só, como dizem por aí.
“E foi assim que Mowgli entrou para a Alcateia dos Lobos de Seeonee, ai preço de um touro e graças às palavras favoráveis de Baloo.” (KIPLING, p. 37) A ausência nos filmes desse aspecto da história faz com que a obra tenha um déficit e deixe de retratar uma parte bastante importante nos contos de Kipling: as reflexões filosóficas por trás do conto, tais como: o valor de uma vida entre os lobos, o conceito de moralidade (certo e errado), o valor de um homem, a questão da Lei da Selva sendo usada na prática (o que no filme não passa de uns versos engraçados que são recitados em uma decoreba), etc.
A mudança da personalidade de Baloo no filme é o que mais me irrita nessa adaptação: nos contos de Kipling, Baloo é o professor da lei da selva, como citei mais acima, e no filme, quando ele pergunta a Mowgli se os lobos cantam, o menino responde negativamente e recita para ele a Lei da Selva (dialogo que acontece no minuto 40 do filme, aproximadamente) , Baloo responde “Aí, isso não é uma canção. É um monte de regra!” FAVREAU, AMADO??
Transformar o professor da Lei em um urso trapalhão reforça o fato de o filme ser uma adaptação do filme da Disney, como citei mais acima, e acabou empobrecendo o roteiro no que diz respeito aos conceitos profundíssimos que Kipling introduz através de Baloo, desde a importância da sociedade e união (no conto “A Caçada de Kaa”), as lições que acompanharam a educação do garoto desde que ele tinha entre onze e quinze anos e até mesmo os detalhes da própria Lei da Selva, que no filme os lobos simplesmente recitam aos quatro ventos, e nos contos é aprendida desde filhotinhos pela boca do próprio Baloo.
No conto “Tigre! Tigre!”, após Mowgli decidir sair da alcateia e ir para a vila dos homens, realmente Shere Khan influencia os filhotes e habita a Pedra do Conselho, como mostrado no filme, mas esse reinado sobre os lobos dura apenas algumas páginas, ao passo de que quando Mowgli retorna para a Selva (a sua estadia na vila dos homens também foi omitida no filme), acaba dando um jeito no tigre, mas isso trataremos mais a frente.
A cena de Mowgli salvando o filhote de elefante também não existe nos contos. Também me incomoda a incapacidade de falar dos elefantes, visto que todo bicho na selva, na obra de Kipling, tem essa capacidade. Os elefantes são inteligentes como todos os outros e seu líder, Hathi, como já dito mais acima, não apenas era o mais inteligente de todos, mas o verdadeiro Senhor da Selva e criador da própria.
As engenhocas de Mowgli realmente são importantes nos contos, como no filme mostra, mas a motivação do sequestro não foi a Flor Vermelha, tão desejada pelo Rei Louie. Essa cena é tão distante da obra e das intenções do Kipling que merece, mais que todas as outras, ser tratada com mais detalhes:
Primeiro, O REI LOUIE NÃO EXISTE! Uma das características mais importantes do Bandar-log é sua incapacidade de ser organizados socialmente, por isso não têm líder. No filme, criar um personagem e colocá-lo no cargo de líder do Bandar-log acaba desconfigurando o mesmo e também o desconstruindo, o que aconteceu aconteceu com vários personagens, como vimos acima.
“- Escute, filho de homem — rugiu o urso, e sua voz ressoou como o trovão numa noite quente. — Ensinei a você a Lei da Selva inteira, que vale para todos os Povos da Selva, menos para o Povo Macaco que vive nas árvores. Eles não têm lei. São marginais. Não têm fala própria, mas usam palavras roubadas que ouvem por aí enquanto espiam e esperam no alto dos galhos. Os costumes deles são diferentes dos nossos. Eles não têm líder. Não têm lembranças. São bravateiros, fofoqueiros e fingem ser os maiorais e estar sempre prestes a desempenhar grandes feitos na selva, mas é só uma noz cair no chão que desatam a rir e se esquecem de tudo. Nós da selva não queremos nada com eles. Não bebemos onde os macacos bebem, não vamos aonde os macacos vão, não caçamos onde eles caçam, não morremos onde eles morrem. Alguma vez você me ouvir falar do Bandar-log até hoje?
- Não — respondeu Mowgli num sussurro, pois a floresta ficou muito quieta quando Baloo terminou.
- O Povo da Selva os mantém longe das bocas e das cabeças. Eles são muitos, maus, sujos, despudorados e desejam, se é que se concentram em algum desejo, ter a atenção do Povo da Selva. Mas nós não prestamos atenção neles nem quando atiram nozes e porcarias em nossas cabeças.” (KIPLING, p. 54). Segundo: a motivação do Bandar-log em sequestrar Mowgli não era para ter a flor vermelha, isto é, o fogo, e se espalhar pela floresta, mas sim simplesmente ter a atenção do Povo da Selva e usar as engenhocas de Mowgli ao seu favor. Nesse trecho que se segue, vemos mais uma vez a incapacidade de terem um líder, por isso a impossibilidade de existir um Rei Louie, dentre outros defeitos bastante característicos do povo macaco:
“ […] Eles viviam no topo das árvores, e, como os bichos raramente olham para cima, os macacos e o Povo da Selva nunca se encontravam. […] Estavam sempre a um passo de ter um líder, suas próprias leis e seus costumes, mas nunca chegavam a fazê-lo, pois sua memória não durava de um dia para o outro […]. Nenhum dos bichos conseguia alcançá-los, mas, em compensação, nenhum dos bichos lhes dava atenção, e foi por isso que ficaram tão contentes quando Mowgli foi brincar com eles e ouviram como Baloo tinha ficado bravo.
Nunca aspiraram realizar coisa alguma — no fundo, o Bandar-log nunca aspira a nada -, mas um deles teve o que lhe pareceu uma ideia brilhante e contou os outros que Mowgli seria muito útil para a tribo, porque sabia amarrar gravetos para protegê-los do vento; então, se o capturassem, poderiam obrigá-lo a lhes ensinar como fazê-lo” (KIPLING, p. 55). O conto “A Caçada de Kaa” inicia-se com Baloo repassando algumas lições para Mowgli até perceber que ele esteve com o Povo Macaco. Durante um sermão (o diálogo citado acima que começa com “escute, filhote de homem”), Mowgli é sequestrado pelos macacos, Baloo e Bagheera tentam correr atrás dele, mas acabam pedindo ajuda a Kaa, como citado mais acima. A mudança na personalidade do Bandar-log, a criação de Rei Louie e a mudança no roteiro original da história no que toca à motivação do sequestro dos macacos é o pico do distanciamento entre o filme e sua obra inspiradora. No entanto, gostaria de confessar aqui que o Rei Louie era o meu personagem favorito na animação de 1967 e a musiquinha dele é realmente contagiante, haha! A motivação para manter o Rei Louie nessa versão do filme me parece mais uma demonstração de que trata-se de uma adaptação do filme da disney de 1967, e não da obra do Rudyard Kipling. A minha crítica em relação a permanência do Rei Louie é justamente por se tratar de uma das características do Bandar-log a falta de líder. No prefácio desta edição de Os Livros da Selva que tenho em mãos, o tradutor relata o simbolismo profundo por trás do Bandar-log, o que no filme ficou ofuscado, escondido e, ouso dizer, inexistente: “ Nessa estrutura social, há o nível mais baixo de todos. Nele estão justamente os parentes mais próximos dos humanos, considerados incapazes de aprimorar a organização interna de sua sociedade. Com evidente ironia, Kipling identifica o Povo Macaco com a antítese de um real esforço de construção do bem-estar coletivo. […]” (Apresentação, p. 10) o parágrafo segue-se citando o sermão de Baloo, também citado por mim acima várias vezes, aquele mesmo que começa com “escute, filhote de homem”, onde Baloo explicita com todas as letras. A cena terrível de Baloo praticando psicologia reversa em Mowgli para que ele pense que não é amado e parta para a vila dos homens de uma vez por todas é de revirar o estômago para todo leitor de Kipling. Baloo tem uma relação não apenas de amizade com Mowgli, mas também de respeito mútuo e servidão, visto que nos últimos contos Mowgli é visto como o Senhor da Selva por todos os animais, até mesmo o próprio Hathi, o mais antigo deles. Nos contos, Mowgli decide para a vila dos homens após perceber que não era mais bem-vindo na alcaeteia seeonee (isto porque Shere Khan influenciava os lobos menores e os atiçava contra Mowgli e, tendo seus pais morrido, somente Akela estava alí para interceder por ele, e sendo já um lobo idoso, não tinha muita voz contra os muitos lobos jovens fantoches do tigre), retornando apenas para dar um jeito no Shere Khan, que estava dominando a alcateia (eu vou chegar lá, calma!), e esta parte da obra também contém um simbolismo bastante profundo, mostrando a dualidade do homem entre seus instintos animais e sua civilidade que, de certa forma, acaba castrando estes mesmos instintos. Podemos interpretar de várias formas os dos “Mowglis” que aparecem nos contos de Kipling, como a dualidade presente no homem de sua razão e suas emoções, representados pelo Mowgli na Selva, sobrevivendo através de seus instintos, e o Mowgli na vila dos homens, submetido à fala dos homens, vivendo como homens nas regalias da tecnologia (não ipods ou tablets, e sim uma simples cama e uma cabana. Lembremos que tecnologia vem do grego techne, que significa arte, e logos, que significa ciência. O conceito significa, entre outros, técnica ou conjunto de técnicas de um domínio particular e/ou técnica ou conjunto de técnicas de um domínio particular). Toda essa reflexão acerca da dualidade do homem, dos dois mundos — a Selva e a vila dos homens -, tudo isso é omitido nos filmes. A cena de Mowgli na vila dos homens tem uma duração de menos de 30 segundos. O filme força mais uma batalha inexistente: desta vez, Baloo contra Shere Khan. Mais uma vez, essa luta não existe nos contos. Sendo Baloo um urso velho e gordo, muito embora seja o mestre da lei, não possui a competência de lutar com um tigre. Ele não caça, pois se alimenta de mel e plantas. A única cena de luta que existe na obra de Kipling envolvendo o urso se encontra no conto “A Caçada de Kaa”, quando ele ajuda a cobra e a pantera a lutar contra as centenas de milhares de macacos. À propósito, esta cena também foi omitida nos filmes, o que daria uma batalha épica, e substituída por uma cena estúpida onde Baloo bajula o inexistente Rei Louie para distrair os macacos. Mowgli prepara uma tocaia, já no fim do filme, utilizando suas engenhocas e a famosa flor vermelha para matar Shere Khan. Favreau, passou bem longe de novo! No conto “Tigre! Tigre!”, quando Mowgli se encontra na vila dos homens trabalhando como pastor de búfalos, ele usa destes búfalos para encurralar Shere Khan em um defiladeiro utilizando da ajuda do velho Akela e os lobos seus irmãos para tocar o búfalo contra Shere Khan. O tigre, que havia acabado de se alimentar e por isso estava preguiçoso e preferia não lutar, acabou caindo no desfiladeiro ou morrendo pisoteado (Kipling deixa a forma de morte de Shere Khan na ambiguidade). Outro detalhe que foi omitido nos filmes e possui um simbolismo profundo foi o fato de Mowgli ter retirado a pele do tigre e posta na Pedra do Conselho, onde o lobo alfa da alcateia se posta durante os Conselhos, o mesmo lugar onde Shere Khan estava quando dominava a alcateia na ausência de Mowgli. Podemos refletir bastante sobre o que isso pode significar, levando em conta que Shere Khan é a retratação do Mal na obra de Kipling. A representação de Shere Khan foi um dos dois personagens que, na minha opinião, mais se assemelharam aos originais. Mowgli dos livros é um garoto divertido, engenhoso, e ao mesmo tempo brincalhão e bastante curioso. Devido a sua educação, cresceu mais que as crianças da cidade e de uma forma mais forte e saudável. No filme, ele não passa de uma criança entre lobos; insegura, cabisbaixa e bastante incoveniente; não vemos nenhum relato explícito do humor de Mowgli, humor este que chega ao nível de fazer piadas com Kaa e o próprio Hathi, o Senhor da Selva. A mãe-loba de Mowgli teve uma boa representação, porém, senti falta do simbolismo do seu nome, Raksha, que em sânscrito significa “pedir proteção” e, ao mesmo tempo, no budismo trata-se de um demônio, que podemos interpretar como o instinto de proteção da mãe, inato e instintivo, presente em todas as espécies, e ao mesmo tempo, na sua qualidade implacável, forte e até mesmo cruel quando se trata de proteger seus filhos. O simbolismo da mãe loba foi omitido no filme, fazendo dela apenas mais uma personagem. Shere Khan é um tigre manco, e por isso somente mata gados (KIPLING, p. 29), característica essencial para a construção do personagem e também foi omitida no filme. Shere singifica tigre e khan significa chefe no idioma hindu e persa.
No mais, gostaria de reinterar, mais uma vez pois nunca é demais, que concordo com a opinião de que o cinema e literatura são linguagens diferentes e que devem ser respeitadas como o tal, mas, novamente, a partir de um momento que um filme possui a intenção e premissa de ser uma adptação cinematográfica, há coisas que devem ser levadas em conta somente por uma questão de ética e respeito para com a obra do autor. Novamente, deixo meus elogios à direção de arte do filme e qualidade de animação, mas no que toca ao roteiro e à adaptação, eu colocaria esse filme no topo da lista de frustrações, ao lado de Percy Jackson e o Ladrão de Raios. É um filme excelente para assistir com a família e as crianças certamente vão adorar. Lembrem-se, como diria Platão, uma vida sem criticas não vale á pena ser vivida. Forte abraço à todos.
Referências: KIPLING, R. Os Livros da Selva. trad. Alexandre Barbosa de Souza, Rodrigo Lacerda. Clássicos Zahar, SP: 2016.
Wallace Guilhereme. Contato: [[email protected]](mailto:[email protected])
submitted by hebreubolado to brasil [link] [comments]


2020.07.24 22:55 subreddit_stats Subreddit Stats: fcporto top posts from 2019-07-24 to 2020-07-22 19:13 PDT

Period: 364.30 days
Submissions Comments
Total 1000 24842
Rate (per day) 2.75 67.82
Unique Redditors 191 939
Combined Score 33657 116790

Top Submitters' Top Submissions

  1. 8537 points, 260 submissions: betweenwordsandstars
    1. FC PORTO É CAMPEÃO NACIONAL - DRAGÕES CONQUISTAM 29º TÍTULO! (251 points, 45 comments)
    2. Corona vs Rafa (154 points, 22 comments)
    3. OFICIAL: Fernando Andrade emprestado ao Sivasspor (140 points, 15 comments)
    4. [Throwback] Defesa monumental do Casillas contra o Sporting (122 points, 12 comments)
    5. Comunicado da claque Colectivo Ultras 95 sobre a possível contratação do Fábio Coentrão (94 points, 39 comments)
    6. [Throwback] A equipa que ganhou a Liga Europa em 2011 (93 points, 16 comments)
    7. FC Porto no top 10 das equipas que mais pontuaram na Champions na última década (92 points, 12 comments)
    8. Mateus Uribe contra o Benfica (90 points, 17 comments)
    9. Otávio é o jogador com mais desarmes neste campeonato (89 points, 28 comments)
    10. [Throwback] "Em condições normais vamos ser campeões. Em condições anormais..." (88 points, 21 comments)
  2. 1499 points, 90 submissions: kraglor
    1. "O Jogo" 2 de Agosto de 2019 - Secção FC Porto Completa (50 points, 11 comments)
    2. "O Jogo" 1 de Agosto de 2019 - Secção FC Porto Completa (39 points, 12 comments)
    3. "O Jogo" - 24 de Junho 2020 (35 points, 10 comments)
    4. "O Jogo" 31 de Julho de 2019 - Secção FC Porto Completa (34 points, 4 comments)
    5. "O Jogo" - 03 de Março, Secção "FC Porto" completa (29 points, 7 comments)
    6. "O Jogo" - 9 de Outubro, Secção "FC Porto" Completa (27 points, 4 comments)
    7. "O Jogo" 3 de Agosto de 2019 - Secção FC Porto Completa (25 points, 8 comments)
    8. "O Jogo" 6 de Agosto de 2019 - Secção FC Porto Completa (25 points, 1 comment)
    9. "O Jogo" 26 de Agosto de 2019 - Secção "FC Porto" Completa (24 points, 0 comments)
    10. "O Jogo" 21 de Agosto de 2019 - Secção FC Porto Completa (23 points, 1 comment)
  3. 1109 points, 26 submissions: bertobrb
    1. Aquilo na cabeça do homem parece um cachecol, mas é uma coroa, porque ele é o rei. (201 points, 14 comments)
    2. Vou postar uma fotografia de um bom treinador até o Sérgio sair. (Dia 01) (117 points, 29 comments)
    3. [ALERTA CM] Tigre à Solta no Sá Carneiro (102 points, 43 comments)
    4. Foto de um bom treinador até o Sérgio sair. (Dia 02) (75 points, 33 comments)
    5. This does put a smile on my face (64 points, 32 comments)
    6. Cá está o homem (56 points, 7 comments)
    7. Imagem de um bom treinador até o Sérgio sair. (Dia 03) (48 points, 15 comments)
    8. Presidente da SAD do Famalicão, Miguel Ribeiro, para o futebol dos dragões (42 points, 21 comments)
    9. Mário Silva- "Estou sempre disposto a voltar ao FC Porto." (40 points, 27 comments)
    10. Sporting a sportingar. Mais uma coisa para ssrvir de motivação aos jogadores. (37 points, 11 comments)
  4. 962 points, 26 submissions: JuveTech
    1. Anda tudo a falar do mesmo, a defesa do Marchesín aos 79minutos... (91 points, 23 comments)
    2. Herrera aparece na foto, e o pessoal já especula um possível regresso... (85 points, 75 comments)
    3. Só para dizer, que o humorista brasileiro, Maurício Meireles, esta com a camisola do FCP num espectáculo online com o Raminhos AHAHAH (81 points, 10 comments)
    4. Zé "Golo"Luis... Aprende Soares ahah (80 points, 31 comments)
    5. Iker Casillas recebe medalha de campeão! (60 points, 11 comments)
    6. Tarja no Olival pede menos desculpas e mais FC Porto (46 points, 13 comments)
    7. Brahimi e o paleio de saco... (44 points, 18 comments)
    8. Conversa entre Danilo e SC (meme inside via TribunaPT) (41 points, 4 comments)
    9. Entretanto, no último post no Instagram do Madureira... (41 points, 27 comments)
    10. Adeptos do FC Porto foram ao Olival e apoiaram desta forma a equipa (36 points, 16 comments)
  5. 716 points, 14 submissions: AntSalvador1893
    1. Bom trabalho soldados! (145 points, 14 comments)
    2. Época nova mesma coisa (94 points, 18 comments)
    3. Não aguento mais o Sérgio (87 points, 21 comments)
    4. Óliver perito em ter qualidade e não jogar (78 points, 11 comments)
    5. Grande Mister (56 points, 22 comments)
    6. Manãofaz bons cruzamentos (42 points, 4 comments)
    7. O ódio que sinto por este homem (38 points, 11 comments)
    8. Sem palavras.... (38 points, 10 comments)
    9. Ok vou parar com o Bullying ao Manafá (32 points, 5 comments)
    10. O Aboubakar é o único que gostava que ficasse (28 points, 6 comments)
  6. 711 points, 30 submissions: OutsiderofDarkLand
    1. Fábio Silva atinge hoje a maioridade e renovará contrato com o Porto, ficando com uma cláusula de 125M (58 points, 8 comments)
    2. Há 16 anos o FCP vencia a Champions League (56 points, 22 comments)
    3. "Voltar ao FCPorto seria um Sonho!" -Hulk (38 points, 23 comments)
    4. Hulk anuncia saída do Shangai SIPG (35 points, 18 comments)
    5. Final da Taça da Liga com transmissão na RTP (32 points, 7 comments)
    6. "Militão só quer o Porto"!!! (30 points, 9 comments)
    7. "Vamos fazer uma petição ao Governo para espetáculo com Bruno Nogueira ou tourada" (28 points, 0 comments)
    8. Vilas Boas- "A minha carreira de treinador pode terminar em 2024, mas não quer dizer que me candidate logo nesse ano..." (28 points, 21 comments)
    9. Tribunal Constitucional mantém Juiz acionista da SAD do benfica no caso dos "E-mails". (27 points, 7 comments)
    10. Soares a atravessar a maior seca da sua carreira. (26 points, 24 comments)
  7. 643 points, 4 submissions: sup3rfm
    1. É NOSSA! (218 points, 13 comments)
    2. Definicação de excesso de confiança (173 points, 32 comments)
    3. Porto e Gaia iluminados pelos Super Dragões - Impressionante (129 points, 17 comments)
    4. LISBOA É NOSSA!! (123 points, 10 comments)
  8. 631 points, 27 submissions: dinhomir
    1. Sócios, dia 18 de Abril vão votar, mas NÃO votem no Pinto da Costa (105 points, 33 comments)
    2. Esclarecimento: Danilo é intransferível nesta temporada (39 points, 70 comments)
    3. [Throwback] Talvez a melhor exibição que alguma vez vi um GR fazer (Casillas na Luz em 2016) (36 points, 18 comments)
    4. [MEGATHREAD] Mercado de transferências - Verão 2020 (34 points, 323 comments)
    5. Theodoro Fonseca: ″O Nakajima não pode voltar sem ser aceite por todos no FC Porto″ - Confirma que Nakajima está de fora por causa da família e não de irregularidades no pagamento (29 points, 17 comments)
    6. Destaques da Liga NOS que poderão ser apontados ao FC Porto na próxima janela de transferências (25 points, 22 comments)
    7. Negócio fechado: Bruno Costa segue para o Portimonense (24 points, 20 comments)
    8. 08 Dez 2019, B SAD 1-1 FC Porto - Sérgio Conceição: "Estou completamente convicto de que vamos ser campeões" (23 points, 4 comments)
    9. 5 jogadores (Pepe, Uribe, Marchesín, Sérgio Oliveira e Corona) em risco para Paços de Ferreira se levarem amarelo no Dérbi com o Boavista (23 points, 9 comments)
    10. Leaderboards de Golos e Assistências e desempenho dos emprestados (23 points, 13 comments)
  9. 614 points, 12 submissions: FRibeiro1602
    1. O desrespeito tem de acabar (115 points, 24 comments)
    2. Wilson Messifá (105 points, 15 comments)
    3. O melhor onze da nossa história, eleito pelos utilizadores do fcporto (92 points, 37 comments)
    4. Faz hoje 21 anos que Deco se estreou pelo FC Porto! (91 points, 11 comments)
    5. Bom dia campeões (85 points, 12 comments)
    6. E o melhor jogador que o fcporto já viu jogar no FC Porto é... (38 points, 12 comments)
    7. Quem é o melhor jogador que já viram jogar no FC Porto? (17 points, 30 comments)
    8. Quem é o melhor jogador que já viram jogar no FC Porto (FINAL) (16 points, 21 comments)
    9. fcporto elege o melhor onze da nossa história - GUARDA-REDES (15 points, 9 comments)
    10. [Sério] fcporto elege o melhor onze da nossa história - NOMEAÇÕES (14 points, 91 comments)
  10. 545 points, 10 submissions: nulopes
    1. Fds (212 points, 26 comments)
    2. Capa da bola de hoje, fiquei surpreendido (130 points, 29 comments)
    3. Golo de livre do Marega (76 points, 26 comments)
    4. Bruno Costa sai a título definitivo (23 points, 6 comments)
    5. Roma quer Soares (22 points, 35 comments)
    6. White Angels nojentos como sempre (22 points, 14 comments)
    7. A culpa foi do Luís Diaz e do árbitro como estava bom de ver (16 points, 6 comments)
    8. Enormes defesas que tapam erros gritantes na defesa (16 points, 29 comments)
    9. Amizades curiosas (15 points, 3 comments)
    10. Melhores momentos do Soares, Gil Vicente - FC Porto (Parte 1) (13 points, 10 comments)

Top Commenters

  1. betweenwordsandstars (5566 points, 1038 comments)
  2. bertobrb (4799 points, 1042 comments)
  3. manguito86 (4419 points, 1074 comments)
  4. nsc97 (4202 points, 859 comments)
  5. dinhomir (3848 points, 906 comments)
  6. ohshit4 (3532 points, 817 comments)
  7. Mallardo (2823 points, 540 comments)
  8. LemureTheMonkey (2261 points, 427 comments)
  9. LightzPT (2257 points, 463 comments)
  10. 1Warrior4All (2244 points, 502 comments)

Top Submissions

  1. FC PORTO É CAMPEÃO NACIONAL - DRAGÕES CONQUISTAM 29º TÍTULO! by betweenwordsandstars (251 points, 45 comments)
  2. É NOSSA! by sup3rfm (218 points, 13 comments)
  3. Fds by nulopes (212 points, 26 comments)
  4. Aquilo na cabeça do homem parece um cachecol, mas é uma coroa, porque ele é o rei. by bertobrb (201 points, 14 comments)
  5. Manafá homem do jogo, Benfica perde pontos, Porto em primeiro by JBWINNER6 (192 points, 15 comments)
  6. Definicação de excesso de confiança by sup3rfm (173 points, 32 comments)
  7. FCP vs BEL 28' Marega e Soares chocam um com o outro by aferreira (172 points, 28 comments)
  8. Corona vs Rafa by betweenwordsandstars (154 points, 22 comments)
  9. Há algo que não se pode negar... A paixão do SC pelo clube e pelo desporto é enorme! Instagram @migas31 by DjaR19 (146 points, 26 comments)
  10. Bom trabalho soldados! by AntSalvador1893 (145 points, 14 comments)

Top Comments

  1. 97 points: king94x's comment in Post Match Thread: FC Porto 2-0 Sporting [32ª jornada do campeonato] - FC PORTO CAMPEÃO NACIONAL!
  2. 90 points: 1Warrior4All's comment in Herrera aparece na foto, e o pessoal já especula um possível regresso...
  3. 89 points: nsc97's comment in Está imagem deixou-me triste e representa muito bem quem é o Sérgio Conceição. Um tipo emocionalmente desequilibrado. Fazer isto a alguém da sua própria equipa vem nos livros básicos de motivação e gestão de equipas como exemplo do que nunca de deve fazer. Vai-te tratar SC!
  4. 70 points: IG-007's comment in Capa da bola de hoje, fiquei surpreendido
  5. 70 points: JSBraga's comment in Post Match Thread: FC Porto 3-2 SL Benfica [20ª jornada do campeonato]
  6. 70 points: ogfmc's comment in Finalmente... A verdadeira contestação começa. E ainda é pouco....
  7. 68 points: FRibeiro1602's comment in [Sério] fcporto elege o melhor onze da nossa história - NOMEAÇÕES
  8. 68 points: LemureTheMonkey's comment in Post Match Thread: FC Porto 4-0 Boavista (28ª jornada do campeonato)
  9. 65 points: FRibeiro1602's comment in [Sério] fcporto elege o melhor onze da nossa história - NOMEAÇÕES
  10. 65 points: detteros's comment in Defesas com mais golos na história do FC Porto
Generated with BBoe's Subreddit Stats
submitted by subreddit_stats to subreddit_stats [link] [comments]


2020.07.23 21:54 lylipoppy Ninguém imagina a tortura que estou passando

Tem mais ou menos um mês que minha avó me colocou pra fora de casa, e depois que isso aconteceu tive que me virar nos 30 e procurar um lugar pra morar recebendo uma miséria. Mas depois que isso aconteceu a minha vida virou um verdadeiro inferno.
Minha avó está me perturbando demais, quando sai levei comigo minha cachorrinha, e ela é o único vínculo que temos. Mesmo depois que sai de casa eu continuei levando minha cachorrinha para a casa dela por que ela gosta muito do animal e eu com pena levava. Até que um dia ela teve um surto de raiva do nada e meu irmão disse para não levar a cadelinha mais lá.
Até aí tudo bem, comecei deixar a cachorrinha em casa quando ia trabalhar e foi a partir disse que tudo piorou. Ela começou a mandar mensagem e ligar querendo a chave da minha casa para entrar lá pra pegar a cadelinha, como ela sempre quer ter o controle de tudo obviamente não entreguei a chave, pois a casa é minha e ela tem um mau costume de mexer em tudo que é particular dos outros.
Meu irmão me ligou me ameaçando dizendo que iria vir no meu trabalho pegar a chave pra entrar lá, e seria melhor eu dar caso contrário ele iria me fazer passar vergonha, fiquei com medo pois ele já me bateu uma vez. Liguei então pra minha mãe e disse o que tava acontecendo, ela disse pra mim entregar a chave, mas fui firme e disse que não deixaria isso acontecer.
Pedi meu chefe para sair para resolver um probleminha e fui então pegar a cachorra e levar na casa da minha avó, disse no portão pra ela que ela não iria mandar na MINHA CASA, pois ela não paga nada lá.
A tarde ela teve outro surto de ódio e disse que não queria mais a cachorra na casa dela. No outro dia continuei deixando a bichinha em casa, e minha avó tornou a me infernizar mandando uma vizinha minha gravar o cachorro latindo (pois ela nunca ficou sozinha e tá tendo que acostumar agora), então ela me ligou dizendo que iria me denunciar por abandono de animais, wtf é um cachorro dentro de casa com água e comida, mas mesmo assim ela quer me denunciar por esse fato absurdo.
No telefone ela começou a dizer que ia chamar a polícia, que eu era uma PUTA, uma VAGABUNDA e que eu sai de casa pra “dormir com homem” sendo que tem 5 anos que namoro, me chamou de piranha e ficava o tempo todo repetindo que eu era uma cachorra.
Isso tudo é uma confusao muito idiota, eu sei, mas ela tá surtada e não aceita ajuda médica, ela também disse que vai se enforcar mas já deixou uma carta escrita dizendo que eu sou a culpada dela ter se matado. Eu não aguento mais, eu não faço ABSOLUTAMENTE NADA, quem me conhece sabe que ela tá completamente doida, surtada... sem contar que quando fui levar a cachorra na casa dela ela me ameaçou com uma faca, atoa... sem razão.
Isso tá uma tortura, esta atrapalhando no meu emprego e na minha vida, mesmo eu longe dela, morando longe dela, ela consegue controlar a minha vida e fazer com que eu deseje arduamente minha morte... eu sei que ninguém vai entender o que to passando até porque contei a situação resumidamente, mas não tenho mais forças pra lidar com ela. E não adianta cortar ligaçoes e parar de atender ou de ir lá, ela coloca terceiros no meio da história, gente que eu nem conheço vem no meu serviço a mando dela...
Sei lá... não sei até quando eu vou aguentar isso, achei que saindo de casa as coisas iriam melhorar, mas me enganei.
submitted by lylipoppy to desabafos [link] [comments]


2020.07.17 14:25 ValeAPenaSim TRIBULUS TERRESTRIS Medicina Chinesa - 150 CAPSULAS - 700mg! TRIBULUS TERRESTRIS Reclame Aqui! TRIBULUS TERRESTRIS Funciona Mesmo? TRIBULUS TERRESTRIS É Bom Mesmo? TRIBULUS TERRESTRIS Como Tomar? TRIBULUS TERRESTRIS Benefícios! TRIBULUS TERRESTRIS Efeitos Colaterais! TRIBULUS TERRESTRIS Original

TRIBULUS TERRESTRIS Medicina Chinesa - 150 CAPSULAS - 700mg! TRIBULUS TERRESTRIS Reclame Aqui! TRIBULUS TERRESTRIS Funciona Mesmo? TRIBULUS TERRESTRIS É Bom Mesmo? TRIBULUS TERRESTRIS Como Tomar? TRIBULUS TERRESTRIS Benefícios! TRIBULUS TERRESTRIS Efeitos Colaterais! TRIBULUS TERRESTRIS Original
EREÇÕES + FORTES E QUE DURAM HORAS MAXIMO PRAZER SEXUAL!

https://preview.redd.it/lpfp6mqjteb51.jpg?width=417&format=pjpg&auto=webp&s=079737aecb39488c96134f127277504291a06e69
Com TRIBULUS CHINÊS você vai experimentar uma revolução na sua vida sexual, com mais duras, muito mais longas e muito poderosas, com o prazer que você nunca sentiu.
- Mais potência por mais tempo
- Sem riscos para a saúde
- Não faz mal ao coração
- Energia extra e alto desempenho sexual
- Aumento natural da testosterona e ganho de massa muscular

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

SEJA UM AMANTE IMBATÍVEL COM TRIBULUS TERRESTRIS
Com o uso do Tribulus Terrestris da Medicina Chinesa, todo homem pode ter um desempenho sexual e a dureza que deixa como mulheres loucas
Tribulus Chinês é o único produto 100% natural, seguro e eficaz que pode fornecer uma solução completa para os desafios da vida sexual masculina.
Só o Tribulus Chinês pode promover uma vida sexual mais intensa, mais virilidade, potência e prazer sem riscos à saúde e sem receita médica. Isso ocorre porque o Tribulus Chinês combina ingredientes naturais com eficácia comprovada na concentração que você precisa para obter o máximo de resultados na sua libido.
Imagine como noites incríveis de prazer que você pode ter mantendo seu amigão mais duro por horas.
Imagine uma vida sexual que você sempre quis, com disposição, saúde e autoconfiança.

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

ENTENDA PORQUE O TRIBULUS CHINÊS FUNCIONA
Conheça uma ação integrada das cápsulas que vai revolucionar sua vida sexual.
Dentro do pênis, existem corpos cavernosos, que são como as câmaras que enchem o sangue. Quando essas câmaras estão totalmente cheias de sangue, elas acontecem após uma ação. Quanto mais sangue ou corpo cavernoso é capaz de armazenar, mais potente será sua ação. E maior será o seu pênis. Mas, para que isso aconteça, é necessário um corpo saudável, grande irrigação sanguínea e equilíbrio hormonal para apetite sexual.
É aí que entram como cápsulas do Tribulus Chinês. Elas atuam nas 4 frentes que determinam a qualidade da vida sexual, ou o poder e a duração de suas ereções

Saúde dos corpos cavernosos:
Acápsulas agem diretamente nos corpos cavernosos, uma capacidade de expansão do tecido é reduzida. Com uma expansão otimizada de corpos cavernosos, as seguintes ações duram mais e podem ser mantidas por muito mais tempo, sem riscos.

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

Equilíbrio hormonal
Como as pílulas também aumentaram a concentração de hormônio testosterona, o principal responsável pelo apetite sexual masculino e com forte influência na potência das ereções e na qualidade de seus orgasmos.

Ganho de Massa Muscular
Ao estimular a produção de testosterona e óxido nítrico, ou o Tribulus Chinês pode melhorar o desempenho durante os exercícios e aumentar o ganho de massa magra. Isso porque a testosterona promove um aumento de força durante os treinos, ou o que permite cargas maiores e treinos mais puxados.
Já é o óxido nítrico que melhora o envio de oxigênio e aminoácidos para células durante as atividades, incluindo os mais comuns para os músculos iniciados ou o processo de reconstrução das fibras musculares.
O uso contínuo causa a expansão máxima de tecidos, ou ajuda a aumentar a sensibilidade dos tecidos, a redução ou o prazer e a intensidade do orgasmo.

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

Energia e disposição
Além disso, as cápsulas são ricas em substâncias que usam energia extra para você aproveitar a noite toda sua nova potência e virilidade.
TRIBULUS CHINÊS POSSIBILITA IR MUITO ALÉM! CHEIO DE DISPOSIÇÃO
Além de mais apetite e prazer, o Tribulus Chinês pode usar se você quiser ganhar massa muscular caso faça alguma atividade física. Não é um produto preferido dos praticantes de musculação.

VIRILIDADE A MIL
Com duas cápsulas por dia, você pode sentir o logotipo na primeira semana de efeitos sem apetite sexual e com potência e duração de suas ereções. Mais prazer e qualidade no sexo!

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

O MÁXIMO DE PRAZER
Experimente o orgasmo muito mais intensos e volumosos, mesmo que seu prazer seja um nível que você nunca sabia que era possível. Você e sua parceria não serão surpreendentes!

TRIBULUS TERRESTRIS FOI TESTADO EM LABORATÓRIOS DE PRIMEIRO MUNDO
O Tribulus da Medicina Tradicional Chinesa é elaborado apenas com ingredientes 100% naturais já usados ​​há milhares de anos sem combater a impotência, aumento da libido, aumento da sua disponibilidade e apetite sexual.
Todos os ingredientes são testados e aprovados no laboratório e também na sabedoria popular, que já utiliza séculos de sucesso, ou ainda é melhor, sem nenhum problema ou contraindicação!
Segundo especialistas de diversas áreas, a fórmula exclusiva do Tribulus Chinês é a melhor solução para a felicidade sexual.

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

PALAVRAS DO ESPECIALISTA

https://preview.redd.it/rc86opb7ueb51.jpg?width=223&format=pjpg&auto=webp&s=eaa3282ee22c3dc456ee50c35c5572cb3784911f
A fórmula do Tribulus Terrestris de Medicina Tradicional Chinesa atende aos mais altos padrões internacionais de qualidade e segurança. Seus ingredientes são os melhores possíveis para oferecer mais intensas, alto prazer sexual e saúde peniana. As cápsulas do Tribulus Chinês criam as condições perfeitas para aproveitar a vida sexual com saúde, segurança e muito mais prazer.
Dr. Donovan Jhonson
TRIBULUS TERRESTRIS MTC TESTADO E APROVADO EM MAIS DE 20 PAÍSES NO MUNDO!
Os estudos feitos a seguir constatação:
  1. Melhora da função sexual
Um dos principais benefícios da planta está na sua atuação sobre o desempenho sexual. Ela estimula a produção de testosterona e promove uma vasodilatação na região genital e com o Tribulus Chinês ajuda na recuperação da libido e no tratamento da impotência sexual e da infertilidade.

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

  1. Proteção ao coração
Estudos de teste que Tribulus Terrestris podem ser um aliado da saúde cardíaca por dois motivos: Primeiro, devido à ativação da proteína quinase épsilon (PKCε), uma tribulação (uma das saponinas presentes naturalmente na planta) que pode usar para proteger como pacientes afetados a morte precoce.
Existe uma enzima chamada de angiotensina que, quando em excesso de circulação, altera a pressão arterial e aumenta o risco de doenças cardiovasculares, mas causa danos na saponina, uma protodioscina, que não está presente no Tribulus Chinês tem capacidade de inibição, protegendo seu coração .

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

  1. Pressão arterial
Como as saponinas também estimulam a produção de óxido nítrico, um gás com potencial vasodilatador. O relaxamento da parede dos vasos melhora a circulação sanguínea e contribui para a redução da pressão arterial.

  1. TPM, Menopausa e Libido
Algumas pesquisas preliminares usam como mulheres podem se beneficiar do uso do Tribulus Terrestris para diminuir os sintomas de tensão pré-menstrual e menopausa, além de manter ativa sua libido.

  1. Benefícios apresentados nos estudos:
- Aumentar o vigor físico e diminuir o cansaço;
- Melhorar o funcionamento das rins e do fígado;
- Controlar dores de cabeça;
- Diminuir os níveis de colesterol ruim (LDL).

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

  1. Como suplemento pré-treino
Nos dias de treino, tome uma logomarca (em cápsula ou em pó) ao acordar e outra parte entre 30 e 60 minutos antes do treino. Se preferir, você também pode tomar o Tribulus com a criação antes de iniciar os exercícios.
Nos dias em que não estivermos treinando, mantenha a primeira dose ao levantar e tome o segundo próximo ao dia, antes de almoçar.
Como o Tribulus terrestris funciona melhor quando os níveis de glicose estão mais baixos, tomar ou extrair junto com uma refeição pode diminuir a redução da planta.

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<

Onde Comprar Tribulus Terrestris?
O Produto original é vendido apenas no site oficial, por isso, evite comprar fora do mesmo!

Tribulus Terrestris Reclame Aqui!
O Tribulus terrestris reclame aqui não exites, pois isso só comprova ainda mais seus benefícios e eficácia.

>>> Clique aqui para ir no site Oficial do Tribulus Terrestris <<<
submitted by ValeAPenaSim to u/ValeAPenaSim [link] [comments]